Procolophon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaProcolophon
Ocorrência: Pérmico Superior–Triássico Superior
Procolophon pricei.

Procolophon pricei.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Sauropsida
Subclasse: Anapsida
Ordem: Procolophonomorpha
Família: Procolophonidae
Género: Procolophon
Espécies
  • P. Brasiliensis
  • P. Pricei
  • P. Trigoniceps

O Procolophon foi um gênero de lagarto pararéptil (anapsida) com pelo menos 8 espécies, que sobreviveu a Extinção Permiana, apenas desaparecendo na fase inicial na evolução dos dinossauros.

O crânio foi sólido. Os olhos eram grandes e pode ter tido visão aguda de dia e de noite. Com os dentes para trituração de material vegetal. A frente do crânio era curto com a abertura nasal muito próximo à boca.

As vértebras eram arredondados e robustas com costelas pequenas fracas. Pernas eram curtas, densamente construídas com falanges curtas, isto sugere um animal que não corre rápido.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Brasiliensis[editar | editar código-fonte]

Brasiliensis tem como referência o material-tipo constitui-se de um crânio parcial e mandíbula. Distingue-se de outros representantes do gênero através de caracteres da dentição e Vomeronasal. Com diferença da região palatal, especialmente a dentição.

Pricei[editar | editar código-fonte]

Pricei é um pequeno pararéptil, que se assemelhava aos lagartos atuais. Este gênero é encontrado na África do Sul, na Antártida e Brasil. No Brasil foi encontrado na Formação Sanga do Cabral, no município de Dilermando de Aguiar. Viveu no Triássico (aproximadamente 250 a 240 milhões de anos).

Trigoniceps[editar | editar código-fonte]

Trigoniceps, era um lagarto atarracado com um corpo muito curto, com aproximadamente 30 centímetros e membros curtos. Os chifres ósseos ao lado de seu crânio dar a forma triangular a sua cabeça. Os dentes se assemelham mais ao dentes dos mamíferos do que dentes dos répteis. Não devia ser um animal muito ágil, com cabeça grande e corpo robusto. Provavelmente era um herbívoro. Era um animal bizarro com garras bastante desenvolvidas, e que sugere que cavava tocas.

Foi encontrado na África do Sul, Antártica e Brasil.

Notas e Referências[editar | editar código-fonte]