Redação publicitária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde dezembro de 2010).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.


A Redação Publicitária é a técnica de ideação (concept design: criação de conceito) e criação de peças publicitárias e da sua linguagem, essencialmente persuasiva. Ao contrário do que se pressupõe, ela não se resume à redação dos materiais, mas abrange todo o processo criativo, desde o conceito inicial até o fechamento do job. Assim, hoje, o redator publicitário é responsável pela ideação da peça publicitária - pesquisa e criação - e pela forma como a linguagem entrará no contexto, reforçando o apelo persuasivo.

Por ser um trabalho criativo, na maioria das agências de publicidade, o redator publicitário e o designer gráfico formam uma "dupla de criação". Por um lado, o redator desenvolve os conceitos e como a peça se aproximará do público-alvo e, por outro, o designer define a interface gráfica do material, analisando sob quais aspectos perceptivos o apelo será mais chamativo, intenso e persuasivo.

A Redação Publicitária está presente em praticamente todas as mídias de propaganda: outdoors, flyers, folders, banners, displays, mídias exteriores, busdoors, anúncios de diversos gêneros, spots de rádio e roteiros de comerciais, entre outras. Com a emergência da propaganda on-line, a Redação Publicitária enfrenta novos desafios. É necessário saber aliar as peças virtuais aos imperativos da web, como o minimalismo, a dinâmica (agilidade) informacional e os recursos praticamente ilimitados da hipermídia. Assim, no contexto da tecnologia atual, o redator publicitário, além de um criador de sentidos, tornou-se um aglutinador de símbolos.