Rio Tarim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tarim
Imagem de satélite da bacia do rio Tarim
Comprimento 2.030 km
Nascente Tian Shan
Foz Lop Nor
País(es)  República Popular da China

O rio Tarim (塔里木河, Talimu-he) é o principal rio da Região Autónoma de Xinjiang-Uigur na República Popular da China. Formado pela união dos rios Aksu (Akesu) e Yarkand (Yarkianghe), flui na direcção leste à volta do deserto de Taklamakan. Desemboca no Lop Nor, uma série de lagos salgados. O seu comprimento total é de 2.030 km. O rio não é navegável.

Bacia do rio Tarim[editar | editar código-fonte]

A bacia do rio Tarim (em chinês Talimupendi) é uma bacia endorreica, e uma das maiores do mundo. Grande parte desta bacia é considerada parte do deserto de Taklamakan, e rodeada por diversas montanhas. É habitada maioritariamente por uigures e por membros da etnia han. A bacia dispõe de importantes depósitos de petróleo e gás natural.

A rota da seda entra na bacia do Tarim, entre Kashgar e Yumen divide-se em duas rotas diferentes, seguindo os limites norte e sul do Taklamakan. Antigamente na bacia falavam-se línguas tocárias. Os chineses tomaram o controlo da zona em finais do século I sob liderança do general Bao Chao.

O Império Kushana expandiu-se pela bacia entre século I e o século II, estabelecendo o reino de Kashgar e competindo pelo controlo da área com os nómadas e as tropas chinesas. Introduziram o idioma brahmi e o budismo, e desempenharam um papel importante na difusão do budismo para o resto da Ásia através desta rota.

Referências[editar | editar código-fonte]