Taklamakan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O deserto do Taklamakan (em chinês: 塔克拉玛干沙漠; pinyin: Tǎkèlāmǎgān Shāmò; uigur: تەكلىماكان قۇملۇقى), também chamado de Taklimakan, é um deserto frio situado na bacia do rio Tarim na Ásia Central, no Xinjiang uigure, região autônoma da República Popular da China. É conhecido como um dos maiores desertos do mundo (o 15.º em área na lista dos maiores desertos não-polares do mundo). Um oásis perto do limite do deserto de Taklamakan é o ponto mais baixo da China, a 154 metros abaixo do nível do mar. Chega a ter temperaturas abaixo dos -2 °C.

É no deserto de Taklamakan que se encontra um dos mais importantes sítio arqueológico da China: as Tumbas de Xiaohe[1]

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "Tesouros perdidos: o deserto gelado da China" (tít. orig. : Treasure seekers: China's frozzen desert), National Geographic Society, 2001 (versão portuguesa, lançada por Lusomundo Editores em 2002)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da República Popular da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.