Deserto Oriental Africano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Deserto visto de satélite

O Deserto Oriental Africano (em árabe: الصحراء الشرقية), por vezes chamado de Deserto Arábico[1] localiza-se a leste do Rio Nilo, e a oeste do mar Vermelho, sendo limitado a sul pelo deserto da Núbia. Estende-se do do norte de Egito até o sul da Eritreia e o nordeste do lago Nasser, e parte em Sudão e Etiópia, tendo 22 000 km².[2]

A sua maior altitude localiza-se no monte Gebel Shayib al-Banat, a sul de Hurghada, com 2 187 metros.

Este deserto é rico em recursos naturais, há grandes campos de petróleo no Egito (onshore e offshore no Golfo do Suez) e depósitos de fosfato, tungstênio, amianto, manganês, molibdênio, urânio e, a mineração de ouro era abundante na Antiguidade.

Na área da colina do mar Vermelho são ocas, alabastro, pórfiro, granito e arenito que foram usados desde o período faraônico e romano.

As cidades da região estão quase todas no litoral, de norte a sul, são estas: Ras Gharib (a maior), Hurghada, Safaga, Quseir, Marsa Alam, Medinet-el Haras (Berenice), Shalatin. Muitas áreas são desabitadas, devido às frequentes tempestades de areia e poeira, ventos fortes, baixa precipitação e grandes variações de temperatura diária.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Não confundir com o deserto da Arábia, situado no outro lado do mar Vermelho.
  2. Eastern Desert

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.