Roswell (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Roswell
Arquivo Roswell (BR)
Informação geral
Formato
Duração 40 minutos
Criador(es) Jason Katims
País de origem Estados Unidos da América
Idioma original inglês
Produção
Elenco Shiri Appleby
Jason Behr
Emilie de Ravin
Katherine Heigl
Majandra Delfino
Brendan Fehr
Colin Hanks
Tema de abertura "Here With Me" de Dido
Exibição
Transmissão original 6 de Outubro, 199914 de Maio, 2002
N.º de temporadas 3
N.º de episódios 61 (lista de episódios)

Roswell, também conhecida por "Roswell High" por ser baseada nos livros de Melinda Metz com o mesmo nome, foi uma série de televisão de ficção cientifica criada por Jason Katims, que passou nos EUA entre Outubro de 1999 e Maio de 2002, inicialmente no canal The WB e posteriormente passou para o canal UPN. A série combina os dramas de adolescência com ficção científica, humor e conspirações governamentais. Conta a história de três extraterrestres que cairam em Roswell, Novo México em 1947, no que ficou conhecido como o caso Roswell. Anos após este acidente três crianças são descobertas a vaguear pelo deserto. São acolhidos e tentam manter-se unidos e não revelar este segredo que nem mesmo eles conseguem compreender. Em Setembro de 1999, dá-se um tiroteio no café Crashdown onde Liz Parker é atingida. Max sem pensar duas vezes, salva-a com os seus poderes. A partir desse dia nada é como antes...

Roswell estreou no canal FOX em Portugal a Setembro de 2007.

Premissa[editar | editar código-fonte]

Max Evans, Isabel Evans e Michael Guerin são três adolescentes com dons extraordinários ("dons que não são deste mundo") que habitam na cidadezinha de Roswell, no Novo México. Eles são de facto três seres híbridos (mais tarde serão quatro com a entrada da Tess), cujo aspecto humano esconde o facto de serem extraterrestres, e que foram enviados para a Terra para seguirem o destino que os membros da sua raça em extinção lhes concedera, uma raça que um dia eles estão destinados a salvar... Até um fatídico dia em 1999, os jovens conseguiram esconder os seus dons especiais. Mas o acontecimento que mudou para sempre as suas vidas ocorreu quando Max foi em auxílio de Liz Parker (uma colega de escola) depois de ela ter sido atingida fatalmente no estômago, numa luta entre dois clientes no restaurante onde ela trabalhava.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Episódios[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O produtor executivo Jonathan Frakes aparece na cena perto do final do primeiro episódio. É o homem que está no palco e que anuncia o despenhamento do OVNI. Aparece ainda como ele próprio no episódio "The Convention", e ainda na terceira temporada no episódio "Secrets and Lies" onde está fazendo o casting para Max para a série "Enterprise" (2001).
  • Com medo de cancelarem a série na primeira temporada, centenas de fans de Roswell mandaram pequenos frascos de molho de Tabasco (o condimento predileto dos híbridos na série) a produtores e a chefes da rede do WB como parte de uma campanha para salvar a série. Roswell mudou de noite e horário e foi renovado para uma segunda temporada.
  • Heath Ledger fez uma audição para o papel de Max Evans.
  • Katherine Heigl fez testes para os três papéis femininos principais e ficou com o de Isabel Evans. Antes de ganhar o papel de Maria DeLuca, Majandra Delfino fez uma audição originalmente para o papel de Liz, que eventualmente foi para Shiri Appleby que, tal como Heigl, testou os três papéis, ganhando o papel de Liz Parker depois de muitas audições.
  • Carly Pope fez audição para o papel de Liz Parker. Ela e Bredon Fehr vieram do Canadá e são muito amigos. Eventualmente Carly ganhou o papel de Sam McPherson em Popular; ambas as séries (Roswell e Popular) estavam estreando ao mesmo tempo.
  • O jornal dos créditos iniciais é verdadeiro e a notícia fala do caso Roswell e da queda de um OVNI em Julho de 1947.
  • A montanha que tem os pods onde os seres híbridos nasceram é a mesma usada num episódio de 1966 de "Star Trek".
  • Durante os créditos iniciais os nomes vêm primeiro em "linguagem alienigena" e depois em inglês e na terceira temporada as imagens dos actores que fazem de seres híbridos são azuis e as dos humanos a cor.
  • Durante o episódio "Secrets and Lies," depois de ter uma audição para "Enterprise" (2001), o agente de Max diz-lhe "There's still 'Buffy'" (Há sempre a Buffy) numa referência a aparição de Jason Berh como actor convidado em "Buffy the Vampire Slayer: Lie to Me (#2.7)" (1997). A actriz Julie Benz, que interpreta a Agente Tapolski, interpretou Darla em Buffy.
  • O episódio Piloto foi um dos testes mais caros que a 20th Century Fox alguma vez fez.
  • Apesar do nome que foi dado ao extraterrestre Nasedo é propositado ser a palavra índia para visitante, foi inventada pelo co-produtor executivo e escritor Thania St. John usando e baralhando as letras da cidade de Sedona, no Arizona.

Banda sonora[editar | editar código-fonte]

Roswell distingue-se pela sua banda sonora ao introduzir nos seus episódios músicas de cantores consagrados e de cantores novos e não conhecidos. Abaixo as faixas do CD editado e lançado no decorrer da série.

Roswell (1999)[editar | editar código-fonte]

  1. "Here with Me" (Tema)  — Dido
  2. "Everlong" — Foo Fighters
  3. "We Haven't Turned Around" — Gomez
  4. "I Shall Believe" — Sheryl Crow
  5. "I'm like a bird" — Nelly Furtado
  6. "My oh my" — David Gray
  7. "Trouble" — Coldplay
  8. "Save Yourself" — Sense Field
  9. "Voodoo" — Godsmack
  10. "Free" — VAST
  11. "Blank Page" _ Smashing Pumpkins

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Em sua 1ª temporada, Roswell teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Com base de 19 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 77% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 8.2, usada para avaliar a recepção do público.[1]

Referências

  1. Roswell (em inglês) Metacritic. Página visitada em 14 de setembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]