Safia Farkash

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Safia Farkash (nascido el-Brasai), é a viúva do antigo líder líbio, Muammar Gaddafi, e mãe de sete de seus oito filhos biológicos. De todas as primeiras-damas, cujos maridos foram derrubados na Primavera Árabe (Leila Ben Ali e Suzanne Mubarak), Safia destacou-se pela imensa riqueza independente que possuía, como é relatado cerca de $ 30 bilhões de dolares estadunidenses e sua grande influência na Líbia.[1]

Há duas teorias diferentes sobre sua origem, mas nenhuma foi confirmada, uma vez que, o clã de Safia, ao contrário do clã de Gaddafi, não possuía tanta fama. A primeira sustenta que ela nasceu em uma família de uma tribo do leste da Líbia, na cidade de al Baida, e teria se formado como enfermeira.[1] De acordo com outras fontes, Safia teria nascido em Mostar, Bósnia e Herzegovina[2] [3] (sob o nome Zsófia Farkas)[4] [2] , tendo, além disso, origem croata [5] e húngara.[4]

Safia conheceu Gaddafi enquanto ele estava hospitalizado por apendicite em 1971.[6] Apenas são conhecidos detalhes sobre como foi seu encontro com o ditador, mas no mesmo ano já teria se casado com ele em Trípoli, tornando-se a segunda esposa de antigo líder líbio.[7]

Ela tomou conta do filho que Gaddafi teve pelo seu primeiro casamento, Muhammad Gaddafi. Mais tarde, teve com ela sete filhos. Também adotou uma garota chamada Hana.[8] Eles viviam juntos no complexo militar de Bab al-Azizia.

Safia ficou com seu marido e sua família durante a Guerra Civil Líbia de 2011, em sua casa em Tripoli. Os governos da França e do Reino Unido lideraram uma rodada de sanções da ONU que congelaram cerca de 18 bilhões de libras em controle estatal e individualmente de Farkash. Em maio de 2011, deu sua primeira entrevista à imprensa por telefone à CNN, apoiando o regime de seu marido.

Em 27 de agosto, quando rebeldes tomaram Tripoli, ela e seus filhos Muhammad, Hannibal e Aisha (sendo esta última grávida) deixaram o país em um trajeto para a Argélia em comboio de seis blindados Mercedes-Benz através da cidade fronteiriça de Ghadames às 8:45 hora local, como foi confirmado pelo representante da Argélia na ONU.[9]

Referências

  1. a b Libya’s first lady owns 20 tons of gold Al Arabiya (6 March 2011). Visitado em 29 August 2011.
  2. a b "Word View from Off the Strip – Gaddafi's wife Safiya", Word View from Off the Strip, 25 February 2011. Página visitada em 20 October 2011.
  3. "Journal – Aus Zsófia Farkas wurdeSafiya al-Barassi al-Gaddafi", Journal, 16 July 2011. Página visitada em 22 October 2011.
  4. a b "Budepest Report – Gaddafi's wife revealed to be Hungarian", Budapest Report, 18 April 2011. Página visitada em 20 October 2011.
  5. "Gaddafi Could Seek Refuge in Croatia or Serbia? Not Likely", Isa Intel, 29 August 2011. Página visitada em 22 October 2011.
  6. United Nations - SC/10541
  7. http://www.cbc.ca/news/world/story/2011/02/22/f-gadhafi-family.html
  8. http://feb17.info/media/cnn-first-interview-with-gaddafis-wife-safia/
  9. The Guardian (29 de agosto de 2011). Gaddafi family escapes to Algeria.