Simeão de Jerusalém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Simeão
São Simeão
Patriarca de Jerusalém e Mártir
Nascimento desconhecida em Galileia, Judeia
Morte ca. 107 or 117 d.C. em Jerusalem, Judeia
Veneração por Igreja Católica, Igreja Ortodoxa e Igreja Luterana
Festa litúrgica 18 de fevereiro no ocidente
27 de abril no oriente
Gloriole.svg Portal dos Santos

São Simeão de Jerusalém, filho de Cleofas, foi um líder judeu-cristão e, de acordo com a maioria das tradições cristãs, o segundo bispo de Jerusalém, entre 62 e 107 d.C., sucedendo Tiago, o Justo. Ele também está listado entre os Setenta Discípulos.

Vida[editar | editar código-fonte]

Eusébio de Cesareia nos dá a lista dos bispos da cidade em sua História Eclesiástica.1 De acordo com uma tradição universal, o primeiro bispo de Jerusalém foi Tiago, o Justo, o "irmão de Jesus", que, de acordo com Eusébio, fora apontado como bispo da cidade pelos apóstolos Pedro, Tiago, filho de Zebedeu e João.2

Ainda de acordo com ele, Tiago foi morto pelas mãos do sumo-sacerdote, Ananus, por volta do ano 63 d.C.3 E ele prossegue o relato indicando como Simeão foi eleito pela comunidade de Jerusalém para suceder a Tiago:

Após o martírio de Tiago e da conquista de Jerusalém que se seguiu imediatamente, diz-se que os apóstolos e discípulos do Senhor que ainda estavam vivos vieram de todas as partes e se juntaram com os que tinham relação carnal com o Senhor (pois a maioria deles também estava viva) para se aconselharem sobre quem seria digno de suceder a Tiago. Eles todos pronunciaram em uníssono Simeão, o filho de Cleofas, de quem o o Evangelho também faz menção, para ser digno do trono episcopal daquela paróquia. Ele era um primo, como se diz, do Senhor. Pois Hegésipo relata que este Cleofas era irmão de José
 
História Eclesiástica, Eusébio de Cesareia4

De acordo com Hegésipo, Simeão prevalesceu contra Thebutis, que era considerado um heresiarca judaizante5 e liderou a maior parte dos cristãos para Pela antes da eclosão da primeira guerra judaico-romana em 66 d.C. e a destruição do Templo de Herodes em 70 d.C.

Por volta do ano 107 ou 117, ele foi crucificado sob o imperador Trajano pelo procônsul Atticus em Jerusalém (ou nas redondezas).6

Identificações[editar | editar código-fonte]

Simeão de Jerusalém é identificado com um dos profetas e doutores de Antioquia citado em «Simão que tinha por sobrenome Niger» (Atos 13:1). Simeão também é por vezes identificado como sendo Simão, irmão de Jesus, que é mencionado de passagem na Bíblia em Marcos 6:3 e Mateus 13:55.

Ele também tem sido identificado com o apóstolo Simão, o Zelote.7 8

Ver também[editar | editar código-fonte]

Simeão de Jerusalém
(62 – 107)
Precedido por: PatriarchsCross.svg
Lista sucessória dos patriarcas de Jerusalém
Sucedido por:
Tiago, o Justo 2.º Justo I

Referências

  1. Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: The Bishops of Jerusalem from the Age of our Saviour to the Period under Consideration (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 5. , vol. IV.
  2. Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: The Course pursued by the Apostles after the Ascension of Christ. (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 1.2. , vol. II.
  3. Flávio Josefo. Antiguidades Judaicas. [S.l.: s.n.]. Capítulo: XX.9. ,
  4. Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: Symeon rules the Church of Jerusalem after James. (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 11. , vol. III.
  5. Wikisource-logo.svg "Schism" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.
  6. Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: Symeon, Bishop of Jerusalem, suffers Martyrdom. (em inglês). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 32. , vol. III.
  7. Wikisource-logo.svg "St. Simon the Apostle" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.
  8. Hipólito de Roma, Apêndice, 49.11