Tatuíra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaEmerita brasiliensis
tatuí, tatuíra
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Subordem: Anomura
Família: Hippidae
Género: Emerita
Nome binomial
Emerita brasiliensis
(Schimitt, 1935)

Emerita brasiliensis (Schimitt, 1935), conhecida pelos nomes comuns de tatuí ou tatuíra,[1] , é uma espécie de crustáceo decápode anomuro da família dos hipídeos. Dificilmente ultrapassam os quatro centímetros de comprimento, mas é possível o crescimento até sete centímetros, com carapaça castanho-amarelada. São encontrados enterrados na areia das praias do Brasil, a pouca profundidade[1] . Têm coloração branca. São usados na culinária. Sua presença é um indicador da qualidade ambiental de uma praia: praias com um certo grau de poluição ou de presença humana não costumam mais apresentar tatuís[2] .

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Tatuí" veio do tupi tatu'i, "pequeno tatu"[1] . É uma referência a sua semelhança física com os tatus.

Referências

  1. a b c FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 653
  2. http://www.vivaterra.org.br/crustaceos.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Crustáceos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.