Terra do Nunca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilustração de Peter Pan com a Neverland ao fundo, por F. D. Bedford, para a obra Peter and Wendy publicada em 1911.

A Terra do Nunca (País de Nunca Jamais na versão/tradução mais antigas) é uma ilha fictícia do livro Peter Pan, do escritor escocês J. M. Barrie. É a morada de Peter Pan, Tinker Bell, e os Meninos Perdidos entre outros. Seu mais conhecido residente recusou-se a crescer, sendo a Terra do Nunca muitas vezes usada como uma metáfora para o comportamento eternamente infantil, a imortalidade e o escapismo. Foi introduzido pela primeira vez como o "Never Never Land" em peça de teatro Peter Pan, or The Boy Who Wouldn't Grow Up, encenada pela primeira vez em 1904.

Na novelização de 1911 Peter and Wendy, Barrie refere-se a "the Neverland", e as suas muitas variações "the Neverlands".[1]

Nos primeiros rascunhos de Barrie, a ilha foi chamada “A Ilha do Nunca, Nunca, Nunca de Peter Pan”, por causa de um distrito da Austrália. Quando o filme foi feito, a ilha foi descrita como “Terra do Nunca, Nunca”. Na publicação, entretanto, foi abreviada para “Terra do Nunca”, apenas. Michael Jackson inspirou-se nisso para denominar seu rancho de Terra do Nunca, o Neverland.

Peter Pan guiou Wendy e seus irmãos para a Terra do Nunca ao voar “a segunda estrela à direita e então direto, até amanhecer”. O romance deixa explícito que ele criou essas direções na hora, por uma viagem intuitiva.

Alguns personagens da Terra do Nunca são: Peter Pan, os Meninos Perdidos, uma banda de índios, sereias, Capitão Gancho e sua tripulação de piratas e o crocodilo que comeu a mão do capitão. Peter Pan é o personagem mais importante da Terra do Nunca, e a atividade do reino depende da sua presença ou ausência.

Referências

  1. Barrie, James Matthew. Peter and Wendy. [S.l.]: Hodder & Stoughton, 1911.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.