The Car

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The car
O Carro Assassino (PT)
Carro, a Máquina do Diabo (BR)
 Estados Unidos
1977 • cor • 96 min 
Direção Elliot Silverstein
Elenco James Brolin
Kathleen Lloyd
John Marley
Género terror
Idioma inglês
Música Leonard Rosenman
Página no IMDb (em inglês)

The car é um filme estadunidense de suspense, de 1977, dirigido por Elliot Silverstein e escrito por Michael Butler, Dennis Shryack e Lane Slate. O filme é estrelado por James Brolin, Kathleen Lloyd, John Marley e Ronny Cox. Conta a história de um carro negro e misterioso que segue em uma fúria assassina, aterrorizando os moradores de uma pequena cidade.

O filme foi produzido e distribuído pela Universal Studios, influenciado por vários road movies da década de 1970, incluindo Duel, de Steven Spielberg, e Death Race 2000, de Roger Corman.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Thriller de horror e suspense seguindo a fórmula de Duel (Encurralado), de 1971, de Steven Spielberg. O pacato vilarejo de Santa Ynez, no Sudoeste dos Estados Unidos, é abalado quando um misterioso carro todo negro e extremamente veloz atropela e mata sem qualquer motivo. O episódio inquieta o xerife-delegado Wade Parent (Brolin), o xerife Everett Peck (Marley) e o delegado Luke Johnson (Cox). O carro reaparece e mata Everett. Uma testemunha ocular, uma velha índia, afirma que o veículo não possui motorista, e a suposição de que se trata de um automóvel fantasma parece se confirmar quando o carro ameaça uma parada escolar e a namorada de Wade, Lauren (Lloyd), consegue levar alunos e professores a um cemitério: em confronto com símbolos cristãos, o carro se retrai e foge. O suspense rodoviário prossegue com uma perseguição eletrizante, culminando com um confronto direto entre Wade e a máquina do Diabo. E a trama se desenvolve com outros climaxes até um epílogo apocalíptico, provido de efeitos especiais do especialista Albert Whitlock. A partitura musical é de Leonard Rosenman, o compositor de Vidas amargas e Juventude transviada.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • James Brolin - Capitão Wade Parent
  • Kathleen Lloyd - Lauren Humphries
  • John Marley - Xerife Everett Peck
  • RG Armstrong - Amos Clemens
  • John Rubinstein - John Morris
  • Kim Richards - Lynn Marie Parent
  • Kyle Richards - Debbie Pais
  • Doris Dowling - Bertha Clemens
  • Ronny Cox - Luke Johnson

Produção[editar | editar código-fonte]

O carro preto utilizado nas filmagens foi um modelo personalizado de 1971, Lincoln Continental Mark III, projetado por George Barris, um famoso criador hollywoodiano. Havia quatro carros construídos para o filme em seis semanas. Três foram usados ​​para cenas de ação, o quarto foi para cenas fechadas. Os carros dublês foram destruídos durante a produção e o quarto está em uma coleção particular[1] .

O falecido líder satanista Anton LaVey prestou assessoria técnica e aparece nos créditos no filme. Sua frase: "Oh! grandes irmãos da noite, que cavalgam sobre os ventos quentes do inferno, que habitam no esconderijo do Diabo; movam-se e apareçam", aparece nos créditos de abertura e é retirada do Invocation of Destruction da Bíblia Satânica[2] .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wilson, John. The Official Razzie Movie Guide: Enjoying the Best of Hollywood's Worst. [S.l.]: Grand Central Publishing, 2005. ISBN 0-446-69334-0.
  2. Trust Doesn't Rust Nitpicks. Visitado em 2009-08-21.

Fontes[editar | editar código-fonte]