Jian guo da ye

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The Founding of a Republic)
Ir para: navegação, pesquisa
Jian guo da ye
建国大业
A Fundação de uma República (BR)
Poster do filme
 China
2009 • 135 min 
Direção Huang Jianxin
Han Sanping
Produção Huang Jianxin
Han Sanping
Coprodução Hai Cheng Zhao
Produção executiva Xiaoli Han
Tao Jiang
Albert Lee
Roteiro Chen Baoguang
Wang Xingdong
Elenco Andy Lau, Donnie Yen, Jackie Chan, Jet Li, John Woo, Qing Xu, Tony Leung Ka Fai, Vivian Wu, Ziyi Zhang[1]
Gênero Drama
Histórico
Idioma Madarim
Música Nan Shu
Direção de arte Jing Zhao
Direção de fotografia Xiaoshi Zhao
Cinematografia Xiaoshi Zhao
Edição Xu Hongyu
Estúdio China Film Group
Shanghai Film Studio
Media Asia Films
Emperor Motion Pictures
Universe Entertainment
Polybona Films
China Movie Channel
Beijing Guoli Changsheng Movies & TV Productions
Beijing Hualu Baina Film & TV Production
Jiangsu Broadcasting Corporation
DMG Entertainment
Beijing Xinbaoyuan Movie & TV Investment
Distribuição China Film Group
Beijing Polybona Film Distribution (China)
Universe Films Distribution (Hong Kong)
Lançamento 17 de setembro de 2009 China
Orçamento 8,8 dólares, 10 milhões dolares
Receita 62,5 milhões dólares[2] [3]
Página no IMDb (em inglês)

Jian guo da ye ou A Fundação de uma República é um filme de drama e de história chinês produzido e dirigido por Huang Jianxin e Han Sanping. O filme narra a história da ascendência e triunfo comunista e foi protagonizado por Andy Lau, Ge You, Hu junho, Leon Lai, Zhang Ziyi, Donnie Yen, Jackie Chan, Jet Li, Wei Zhao. A película traz uma série de acontecimentos baseados em fatos reais passados entre 1945 e 1949, período que antecedeu esse importante evento. Os maiores protagonistas do filme são Mao Tsé-Tung, um dos principais fundadores da República Popular da China e do Partido Comunista do país, e Chiang Kai-shek, líder do Partido Kuomintang. Com um orçamento que ronda os 8,8 e os 10 milhões de dólares, esta longa-metragem retrata a história baseada na fundação da República popular da China, quando forças nacionalistas lideradas por Sun Yat-sen derrubou a dinastia Qing.[4]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Depois da Guerra Civil Chinesa em 1949, o Partido Comunista da China ditou a regra no continente sendo que Kuomingtang seria forçado a retirar-se para a ilha de Taiwan. O novo poder, juntamente com outras partes, em seguida, uniram-se para organizar a primeira Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC) discutindo o estabelecimento da República Popular da China (RPS).[5] O filme começa com a negociação entre o Partido Comunista e o Partido Kuomintang para evitar uma possível guerra civil. A negociação teve uma duração de quarenta e três dias, resultando na assinatura do "Acordo Shuangshi". Contudo, o descumprimento do acordo pelo Kuomintang piorou a relação entre os dois grupos, provocando a fatídica guerra civil que durou de 1946 e 1949. Com o apoio maciço dos partidos democráticos e da população do país, o Partido Comunista venceu a guerra e fundou a República Popular da China.[6] [7] Um filme sobre a fundação da República Popular da China, com participação de mais de cem estrelas da parte continental chinesa, de Hong Kong e Taiwan que celebra o 60º aniversário da Nova China ocorrido a 1 de outubro de 2009. Han Sanping, diretor do filme "Jian Guo Da Ye", que significa "a causa grandiosa da fundação da Nova China", anunciou na coletiva de imprensa realizada no dia 30 de julho em Beijing que o filme será lançado na parte continental da China no dia 17 de setembro.[5] A produção foi lançada em Hong Kong e em Taiwan no mesmo mês. Produzida especialmente pela companhia China Film Group Corporation para celebrar o dia nacional da china, o filme narra a história do país entre 1945 e 1949. Atores da parte continental chinesa, como Tang Guoqiang e Zhang Guoli, e de Hong Kong, incluindo Jet Li, Jackie Chan e Andy Lau, bem como muitas outras estrelas, tiveram a sua participação no referente filme.[5] [6] A cooperação multipartidária é o fio condutor do filme. Os partidos democráticos desempenharam um papel importante na fundação da República. Durante a guerra civil, eles apoiaram o Partido Comunista e, através das diversas parcerias, selaram com ele uma profunda amizade. A fundação da nova república é atribuída a essa união de forças. Song Qingling, Li Jishen e Zhang Lan são três dos representantes mais influentes desses partidos democráticos.[6]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências