The Screwtape Letters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Screwtape Letters
Michael Pacher 004.jpg

"Cuide da religiosidade dele. Adoro gente religiosa. Tenho uma linda gaiola cheia deles balançando aqui perto." O Demônio Escritope em "Vorazmente Teu".
Autor (es) Clive Staples Lewis
Idioma Inglês
País  Reino Unido
Assunto Cristianismo, Demônios, Sátira
Género Religião
Editora Geoffrey Bles
Lançamento 1942
Páginas 175
ISBN 978-0-06-065293-7

The Screwtape Letters (Vorazmente Teu (título em Portugal) ou Cartas do Inferno, As Cartas do Coisa-Ruim ou Cartas de Um Diabo a Seu Aprendiz (título no Brasil)) é um livro de ficção satírico escrito em estilo epistolar por Clive S. Lewis publicado pela primeira vez em forma de livro em Fevereiro de 1942. A história toma a forma de uma série de cartas de um demônio sênior, Screwtape, a seu sobrinho, um "tentador" aprendiz chamado Absinto, de modo a aconselhá-lo sobre os métodos de garantir a condenação de um homem britânico, conhecido apenas como "paciente ".

História[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg Há dois erros, iguais e opostos em que a nossa raça pode incorrer quando de demónios se trata. Um é descrer da sua existência. Outro é crer nela e sentir por eles um interesse doentio. Cquote2.svg

Neste livro, Screwtape (traduzido como Fitafuso, Coisa-Ruim ou Morcegão no Brasil e como Escritope na versão de Portugal), demônio veterano e experimentado, escreve cartas ao seu jovem sobrinho Wormwood (Vermebile ou Cupim no Brasil; Absintox, em Portugal), um demónio em inicio de carreira, explicando-lhe como conquistar a alma do paciente (João, no Brasil) que lhe foi atribuído, um jovem recém-convertido ao Cristianismo. Wormwood falha, sujeitando-se às aterradoras penas do Inferno.

Com um típico humor britânico, Lewis analisa a atividade tentadora na vida do dia-a-dia, invertendo o ponto de vista. Os diversos aspectos da vida espiritual são dissecados por Screwtape, um subsecretário da hierarquia do Inferno. Screwtape é brutalmente realista: só lhe interessam resultados. O objetivo é minar a formação da fé e impedir o desenvolvimento de virtudes cristãs. E o melhor método é envolver o paciente numa rede de mentiras,ilusões, pecadilhos e pecados que o afastem dos outros. de si mesmo, e de Deus. Gradualmente... A melhor estrada para o Inferno é a macia, sem sobressaltos.

Publicação[editar | editar código-fonte]

As 31 cartas que constituem esta obra foram publicadas no The Guardian e apareceram pela primeira vez em livro (sob o título The Screwtape Letters), em Fevereiro de 1942.

A obra foi dedicada por Lewis a seu amigo J. R. R. Tolkien

Referências bibliograficas[editar | editar código-fonte]

LEWIS, C. S., Vorazmente Teu, Grifo - Editores e Livreiros, Lda, 1995

LEWIS, C. S., Cartas do Diabo ao seu aprendiz - Editora Vozes, 1994. Tradução de Mateus Soares de Azevedo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]