TrES-4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

TrES-4 é um exoplaneta, localizado na constelação de Hércules, orbitando a estrela GSC02620-00648, estando a uma distância de 1.435 anos-luz da Terra. É 70% maior que Júpiter (planeta)Júpiter,e atualmente é o maior planeta conhecido do universo. Este planeta faz uma revolução completa em volta de sua estrela-mãe a cada 3,55 dias. A sua atmosfera é extremamente quente sendo sua temperatura aproximada a 1,3 mil °C.

Foi descoberto pelo Lowell Observatory em conjunto com o California Institute of Technology’s Palomar Observatory e telescópios colocados as Ilhas Canárias, em Espanha. “Provavelmente não existe uma superfície plana no planeta”, afirmou Georgi Mandushev, um dos investigadores do Lowell Obervatory, acrescentando que “afundar-nos-íamos nele”.

Para os cientistas que trabalham neste projecto e para Mandushev, o principal responsável pelo artigo a anunciar a descoberta, publicado no Astrophysical Jornal Letters, há a hipótese de existirem mais planetas na mesma constelação.

O planeta foi sinalizado pela primeira vez na Primavera de 2006, tendo a descoberta sido confirmada mais tarde por cientistas da Universidade de Harvard e do W.M. Keck Observatory, no Hawai.

O nome deste novo planeta advém de Trans-Atlantic Exoplanet Survey (TrES), que é o nome do projecto que agrupa os cientistas autores da descoberta, e o número 4 por tratar-se do quarto planeta que o grupo de astrónomos descobre.

Tem uma densidade de apenas 0,2 gramas por centímetro cúbico(semelhante a uma rolha), e por isso, o planeta foi apelidado de "Planeta-cortiça".