Universidade Estadual Paulista (Assis)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UNESP Assis)
Ir para: navegação, pesquisa
UNESP Assis
Faculdade de Ciências e Letras de Assis
FCLA
Logo Unesp.svg
Fundação 16 de setembro de 1958 (56 anos)
(lei 3.826)[1]
Docentes 267 [2]
Total de estudantes 2132 [2]
Graduação 1751 [2]
Pós-graduação 381 [2]
Diretor(a) Dr. Ivan Esperança Rocha[3]
Vice-diretor(a) Drª Ana Maria Rodrigues de Carvalho
Sede Assis, SP, Brasil Brasil
Cores azul      e branco     
Página oficial http://www.assis.unesp.br/
FCLA-Unesp.jpg
Imagem da portaria do campus da FCL de Assis
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Faculdade de Ciências e Letras de Assis (antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras) é uma faculdade brasileira localizada no município de Assis mantida pela Universidade Estadual Paulista. Também é denominada de Unesp Assis.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O crítico literário Antônio Cândido foi um dos primeiros professores da antiga FAFIA no curso de Letras

A Faculdade de Ciências e Letras de Assis (antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - FAFIA) foi inaugurada em 16 de agosto de 1958 e é atualmente um campus da Universidade Estadual Paulista. Iniciou as suas atividades com os cursos de Letras em 1959, História em 1963 e Psicologia em 1966[4] .

Em 1976, a FAFIA foi encampada pela Universidade Estadual Paulista e recebe a denominação de Instituto de Letras, História e Psicologia de Assis (ILHPA). Na ocasião, o curso de Filosofia foi transferido para a Unesp de Marília. Em 1990, foi criado o curso de graduação em Ciências Biológicas, que inicialmente se concentrou apenas na formação de licenciados, mas também passou a oferecer a opção de formação em Bacharelado a partir de 1998 [5] e o mestrado em Biociências em 2012.

A partir de 2003, o campus da UNESP de Assis passou a oferecer o curso de Bacharelado em Biotecnologia, o primeiro e único curso de graduação oferecido pela instituição nesta área de conhecimento, sendo o primeiro a ser criado em toda América Latina e o terceiro no mundo. Porém, o curso foi reestruturado em 2009, tornando-se graduação em Engenharia Biotecnológica [6] . O campus atualmente conta com aproximadamente 1.800 alunos.

Atualmente, a Faculdade de Ciências e Letras oferece cinco cursos de graduação: História, Letras, Psicologia, Ciências Biológicas e Engenharia Biotecnológica. A unidade de Assis ainda oferece programas de pós-graduação nas áreas de História (mestrado e doutorado), Letras (mestrado e doutorado), Psicologia (mestrado e doutorado) e Biociências (mestrado)[7] . No campus foi construído recentemente um Laboratório de Bioenergia e há o planejamento, feito pelo Conselho Universitário para a implantação de novos cursos, decididos em 2011 que seriam Licenciatura em Artes, Educomunicações, Engenharia de Alimentos e Engenharia da Computação[8] .

Departamentos[editar | editar código-fonte]

  • Ciências Biológicas
  • Educação
  • História
  • Letras Modernas
  • Linguística
  • Literatura
  • Psicologia Clínica
  • Psicologia Evolutiva, Social e Escolar
  • Psicologia Experimental e do Trabalho

Cursos[editar | editar código-fonte]

Graduação


Humanas

  • Licenciatura em Letras (1959)
  • Licenciatura em História (1963)
  • Bacharelado em Psicologia/Formação de Psicólogos (1966)

Biológicas

  • Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas (1990)

Exatas

  • Bacharelado em Biotecnologia (2003, turmas remanescentes após a transformação do curso)
  • Engenharia Biotecnológica (2009)


Pós Graduação


Mestrado

  • Letras (Literatura e Vida Social)
  • História (História e Sociedade)
  • Psicologia (Psicologia e Sociedade)
  • Biociências (Caracterização e Aplicação da Diversidade Biológica)

Mestrado Profissional

  • Letras - Profletras (Linguagens e Letramentos)

Doutorado

  • Letras (Literatura e Vida Social)
  • História (História e Sociedade)
  • Psicologia (Psicologia e Sociedade)

Infra-estrutura[editar | editar código-fonte]

Biblioteca e Unidades Auxiliares[editar | editar código-fonte]

Possui a biblioteca "Acácio José Santa Rosa", que ocupa uma área de 1.454 metros quadrados, distribuída em dois pavimentos, e possui um acervo de aproximadamente 90 mil livros, 1.770 títulos de periódicos nacionais e internacionais, 2.600 teses e dissertações e 2.500 obras raras e coleções especiais, além de mapas, fitas, folhetos e bases de dados. A Biblioteca possui computadores com conexão à internet e a UnespNET (intranet de comunicação interna).

Ainda há, como unidades auxiliares o Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa (CEDAP) e o Centro de Pesquisa e Psicologia Aplicada "Dra. Betti Katzenstein" (CPPA)[9] . Há também o Laboratório de Teletandem, para o estudo de línguas por meio de comunicação pela Web com alunos de universidades fora do país para o aprendizado de línguas. [10] [11]

Moradia Estudantil e Restaurante Universitário[editar | editar código-fonte]

A unidade oferece Moradia Estudantil, oferecendo oportunidades de permanência para alunos socialmente desfavorecidos. [12] . Possui um Restaurante Universitário, em funcionamento desde abril de 1998[13] , que oferece refeições a estudantes e funcionários do campus. Além disso, possui um aplicativo para Android que monitora as senhas para fila dos usuários. [14]

Extensão Universitária e Empresas Júnior[editar | editar código-fonte]

A unidade oferce diversos serviços para a comunidade local pelo CEDAP, CPPA, os Cursinhos Pré-Vestibular "1ª Opção"[15] e "SuperAção"(oferecido na cidade de Tarumã) [16] . O campus possui ainda algumas Empresas Júnior que oferecem serviços como a Humanus[17] (do curso de Psicologia), a CiBi Jr[18] (do curso de Ciências Biológicas), a Biotec Júnior[19] (do curso de Engenharia Biotecnológica, sendo que foi a primeira do país na área de Biotecnologia) e a Contemporânea[20] (do curso de História), todas mantidas por alunos dos respectivos cursos do campus.

Filhos Ilustres[editar | editar código-fonte]

  • Antônio Candido de Mello e Souza - Crítico literário, fundador da FAFIA e sociólogo
  • Antônio Lázaro de Almeida Prado - Escritor e crítico literário, um dos primeiros professores da FAFIA
  • Antônio Soares Amora - Escritor e primeiro diretor da FAFIA
  • Zélia Lopes da Silva - Pesquisadora e professora do Departamento de História
  • Vera Lúcia de Oliveira - Ex-aluna da ILHPA, escritora e atualmente professora na Itália
  • Carlos da Fonseca Brandão - Professor do Departamento de Educação, escritor e doutor pela mesma instituição
  • Pedro D'Arcadia Netto - Ex-aluno da FAFIA (porém não concluiu o curso na mesma), professor, poeta e patrono da Escola Industrial de Assis


Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]