União Interparlamentar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A União Interparlamentar (UIP — ou IPU, em inglês) é uma organização internacional dos parlamentos dos Estados soberanos, cujo objectivo é mediar os contactos multilaterais dos parlamentares.

A UIP foi fundada em 1889, por iniciativa do inglês William Randal Cremer e do francês Frédéric Passy, que, entusiasmados pelos valores pacifistas e idealistas da época, vislumbraram uma organização onde os conflitos fossem resolvidos por meio de uma arbitragem internacional.

Ao longo da sua história, a UIP teve um papel pouco relevante, sobretudo porque os diversos sistemas internacionais em que esteve inserida privilegiaram sempre uma perspectiva “Estado-central” em detrimento de outros sistemas, principalmente quando muitos parlamentos só serviam para referendar as decisões dos respectivos governos. No entanto, essa realidade não impediu o diálogo entre parlamentares dos mais diversos países.

Só a partir do final da Guerra Fria é que a UIP começou a ter outro tipo de actuação, devido sobretudo a um dos seus princípios básicos: a resolução pacífica de conflitos internacionais por meio da acção concreta de parlamentares de todo o mundo, ou seja, uma diplomacia parlamentar efectiva.

A UIP actua preferencialmente nas seguintes áreas: democracia representativa, paz e segurança internacionais desenvolvimento sustentável, direitos humanos e direito humanitário, igualdade de géneros, comércio internacional e educação, ciência e cultura.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]