Universo de The Legend of Zelda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
"Hylia" redireciona para cá; para as espécies de aves que possuem "Hylia" em seus nomes, veja Tit-hylia and Green Hylia.

O universo de The Legend of Zelda é um universo fictício pertencente à série de jogos eletrônicos The Legend of Zelda. Ele consciste de uma variedade de locais, sendo o mais comum Hyrule (ハイラル, Hairaru?), e foi criado por Shigeru Miyamoto, um desenvolvedor de jogos eletrônicos da Nintendo.

Hyrule[editar | editar código-fonte]

A terra de Hyrule originou-se do poder de três deusas: Din, a deusa do Poder, Farore, a deusa da Coragem, e Nayru, a deusa da sabedoria. Din criou a terra, Nayru deixou sua sabedoria na terra para que houvesse senso de justiça no mundo, e Farore foi responsável pela criação de todas as formas de vida que fariam justiça. Após isso, as três deusas voltaram para o céu, deixando na terra a Triforce, que tornou sagrado o lugar onde se encontrava. A Triforce ficou guardada no Reino sagrado, cuja porta para ele é o Portal do tempo, que se abre tocando a Song of Time no Temple of Time, juntamente com a poderosa espada, que selava a entrada do reino sagrado, denominada Master Sword, a espada capaz de banir o mal. Em Hyrule, vivem diversas raças, como o povo Hylian, Sheikah, Gerudo, Zora, Goron e Kokiri.

Formação de Hyrule[editar | editar código-fonte]

Segundo o jogo The Legend of Zelda :Ocarina of time, 3 deusas de nome Din, Farore e Nayru criaram o mundo e em seu rastro se formou a relíquia mágica Triforce, e os Hylian criaram o Reino de Hyrule. Seis sábios elementais criaram o mundo Sagrado e o Templo do Tempo para proteger a relíquia.

Língua Hyrule[editar | editar código-fonte]

O Povo de Hyrule tem um dialeto próprio, incluindo um alfabeto e escrita próprios. Falam a lingua conhecida como hylian que não é nem inglês nem japonês e por isso há legendas.

Geografia de Hyrule[editar | editar código-fonte]

A mais detalhada geografia de Hyrule está em Twilight Princess, pois é dividida em seis planicies com seus lugares em detalhados e o sistema de teleporte. Ordona Province: Ordon Village e Ordon Spring. Faron Province:North Faron Woods e South Faron Woods. Eldin Province: Kakariko Village, Kakariko Gorge, Death Mountain e Bridge of Eldin. Lanayru Province: Lake Hylia, Castle Town., Upper Zora River e Zora Domain. Peak Province: Snowpeak Top. Desert Province: Mirror Chamber e Gerudo Mesa.

Hyrule é uma terra muito grande. Geralmente, seus pontos altos incluem a caverna nos Gorons e a montanha da morte (Death Mountain). Ao lado dela, sempre está o Vilarejo kakariko (Kakariko Village) uma pequena aldeia e seu cemitério real (onde fica o tumulo dos Zoras Reis e Zoras rainhas). Em ligação ao vilarejo, o campo de Hyrule, uma planicie. No jogo Ocarina of Time, no centro do campo, situa-se o Rancho Lon Lon (Lon Lon Ranch), ja no Twilight Princess, o rancho não existe. Obviamente, ao norte do campo está o majestoso castelo de Hyrule (Hyrule´s Castle) (No T.P, Ele se situa a leste do centro do campo) e a Noroeste, o Lago Hylia (Lake Hylia). A oeste, o deserto dos gerudos, a Nordeste, o domínio dos zoras e ao sul, em O.o.T, a Floresta Kokiri (Kokiri´s Forest) e em T.P, a provincia de Ordon (Ordon's Province), sendo que, na floresta kokiri, há uma ligação a Cidade Goron e ao Templo dos Zoras e, como conta a história de Majora´s mask, uma estranha ligação a Cidade relógio (Clock Town), entre muitas outras ligações

Great Sea[editar | editar código-fonte]

Quando Ganondorf voltou a atacar Hyrule, as deusas Nayru, Din e Farore interferiram prendendo-o na Master Sword e lançando inundações que encobriram o reino. A população de Hyrule fugiu para o topo das montanhas, que se tornaram as ilhas circundadas pelo Great Sea (Grande Mar) no qual os jogos The Legend of Zelda: The Wind Waker e Phantom Hourglass se passam.

Triforce[editar | editar código-fonte]

Raças[editar | editar código-fonte]

Dekus[editar | editar código-fonte]

O Deku é uma raça recorrente na série Legend of Zelda. Deku é uma raça de plantas humanóides, que normalmente tem um bico e olhos vermelhos que parecem tristes. São muito vistos em flores.

Há três principais espécies de Deku:

  • Deku Scrub: Estes são o tipo mais comum em mato, identificada por suas folhas verdes, e muitas vezes estão à procura de uma conversação e não são agressivos.
  • Mad Scrub: Estes têm folhas vermelhas, se movem mais rapidamente, e não falam. Eles tendem a ser a forma mais violenta do Deku Scrub.
  • Business Scrub: Estes Scrubs têm braços, falam e oferecem a venda de um item em um custo maior quando derrotado. Quando Link derrota um Scrub Business, ele pode vai com ele e o Deku dirá sobre dicas sobre a reprodução de certas seções do jogo, ou oferecer a venda de itens que podem ser pagos com Rupees.

Espíritos[editar | editar código-fonte]

Fadas[editar | editar código-fonte]

Fadas (Fairy) aparecem em todos os jogos, variando entre pequenos humanóides alados e bolas de luz com asas. Em suas aparições mais comuns restauram a saúde de Link - e caso carregados em garrafas podem ressuscitar o herói quando este morre. Grandes Fadas restauram toda a saúde de Link e em certos casos dão itens. Nos jogos do Nintendo 64, as fadas Navi (Ocarina of Time) e Tatl (Majora's Mask) ajudam Link mirando nos inimigos e informando sobre os mesmos.

Gorons[editar | editar código-fonte]

Hylian[editar | editar código-fonte]

Os Hylians são humanos de orelhas pontudas, semelhantes a elfos. Foram a raça dominante de Hyrule, no início da cronologia, e foram se tornando mais escassos com o passar das eras. Incluem os protagonistas Link e Zelda.

Kokiri[editar | editar código-fonte]

Os Kokiris são elfos que vivem na floresta com mesmo nome e têm como guardiã a Grande Árvore Deku. Todos esses seres de orelhas pontudas e vestes verdes possuem uma fada guardiã que as seguem onde quer que elas vão. Os Kokiris não envelhecem, ou seja, são crianças por toda a vida.

Korok[editar | editar código-fonte]

Os Korok, também conhecidos como "espíritos da floresta", são pequenos seres que parecem troncos com folhas com olhos e boca no lugar do rosto vistos em The Legend of Zelda: The Wind Waker. Se originam de Forest Haven, No futuro de The Legend of Zelda: The Wind Waker, e descendem dos Kokiris. Os Koroks são os espíritos da floresta, e sua função é espalhar as sementes da Grande Árvore Deku através das ilhas do Grande Oceano. Com a semente crescendo, a ilha aumenta com uma floresta. No futuro, todas as ilhas poderão se unir em um único grande continente se tudo der certo. O Korok mais importante é Makar, que se torna o Sábio do Vento.

Minish[editar | editar código-fonte]

Os Minish, também conhecidos Picori são uma raça de seres diminutos que vivem escondidos ajudando os humanos como visto em The Legend of Zelda: The Minish Cap. Tem três raças conforme habitat, Cidade, Floresta e Montanha. São responsáveis pela criação da Four Sword, capaz de dividir seu usuário em até quatro cópias. O antagonista de três jogos, Vaati, era um Minish antes de conseguir um gorro mágico de seu mestre, Ezlo - que Vaati transformou em um capuz, usado por Link ao longo de The Minish Cap.

Mogma[editar | editar código-fonte]

Uma raça de seres escavadores que vivem no subterrâneo, se assemelham fisicamente a topeiras humanóides e vivem nas proximidades do vulcão eldin, na era dos skyloftianos.

Oocca[editar | editar código-fonte]

Oocca é a cidade da espécie de mesmo nome em Twilight Princess. As Ooccos, espécimes desta espécie vivem na cidade localizada no céu. Link viaja até lá com a Princesa do Crepúsculo (Twilight Princess), Midna, para conseguir o último fragmento do Espelho do Crepúsculo (Mirror of Twilight) e recuperar as Sombras Fusas (Fused Shadows) e derrrotar Zant, Rei Usurpador do Crepúsculo(Twilight's Usurper King). Aparentemente são todas fêmeas, com exceção de Ooccoo Jr., filho de uma Ooccoo que caiu da cidade e, junto ao filho tenta voltar à cidade com Link. Está sendo assolada por Argorok, um dragão comandado por Zant. As Ooccoos tem corpo de ave com cabeça aparentemente humana.

Rito[editar | editar código-fonte]

Os Rito, também conhecidos como "povo pássaro", são humanóides semelhantes a aves vistos em The Legend of Zelda: The Wind Waker. Se originam de Dragon Roost Island, descendem dos Zora, e crescem suas asas após visitarem o dragão Valoo e receber uma de suas escamas. A mais importante é Medli, que se torna a Sábia da Terra.

Sheikah[editar | editar código-fonte]

Os Sheikahs são uma raça designada para proteger a família real de Hyrule. São semelhantes aos hylians, exceto pela presença de olhos vermelhos e um corpo mais musculoso. Uma das sheikans mais notáveis é Impa, uma sheikan que fundou a vila Kakariko, localizada nas proximidades da Montanha da Morte, no reino de Hyrule.

Skull Kid[editar | editar código-fonte]

Os Skull Kids ("Garotos caveiras") são uma raça recorrente vista em The Legend of Zelda: Ocarina of Time, Majora's Mask, and Twilight Princess. Se assemelham a crianças com rostos pretos e olhos brilhantes, usando chapéus de palha, e roupas vermelhas com palha ou adornos de penas. As versões do Nintendo 64 tem bicos no lugar da boca. Em sua aparição original em Ocarina of Time habitam as Lost Woods e tocam flauta. Em Majora's Mask, um Skull Kid é o antagonista principal, vestindo a Máscara de Majora e ordenando a Lua para cair sobre Termina. Em Twilight Princess, um enfrenta Link nas Faron Woods.

Subrosians e Salona[editar | editar código-fonte]

Twili[editar | editar código-fonte]

Os Twili eres que vivem no mundo paralelo de Hyrule, o Twilight Realm, em The Legend of Zelda: Twilight Princess. Quando dominados pelo maligno Zant, assumem diversas formas, mas, a mais comum é um quadrúpede preto com linhas vermelhas, cabelos esvoaçantes e uma máscara. (Os que escoltam Zant tem a máscara e os cabelos diferentes). Quando normais são seres com linhas verdes pelo corpo a cabeça arredondada, olhos vermelhos e copo parecido a um colã preto e branco. A Twili mais notável é Midna, que ajuda Link durante sua jornada para salvar ambos os mundos.

Zoras[editar | editar código-fonte]

O Zora (Zora ゾーラ) são uma raça recorrente na série Legend of Zelda. Zoras são aquáticos, de pele azul e criaturas peixes-humanóides que existem em Hyrule, Labrynna e Termina. Eles são incrivelmente hábeis nadadores naturais. O aparecimento de Zoras podem variar muito, alguns são grandes e redondos, como o rei Zora XVI, enquanto outros são finos e pequenos, como o príncipe Ralis. Isto sugere a possível existência de subespécies dentro da raça Zora.

Na verdade, Zoras são divididos em duas subespécies conhecidas principais: os River Zoras e os Sea Zoras. River Zoras são conhecidos por serem uma raça inimiga hostil que saem da água e soltam bolas de fogo em Link. Os Zoras pacíficos, leais ao reino de Hyrule, são os Sea Zoras. Os dois são diferentes fisicamente.

Master Sword[editar | editar código-fonte]

A Master Sword é um item de suma importância nessa série, pois item é o único capaz de aplicar o golpe final em Ganon. Ela é encontrada em diferentes lugares dependendo do episódio, como em "A Link to the Past", onde é encontrada na floresta, e em "Ocarina of Time", onde é encontrada no "Temple of Time"(Templo do Tempo). Em todos os episódios ela está incluída, exceto em "Majora's Mask".

Cquote1.svg A Espada Mestra cuja lâmina sagrada o mal nunca irá tocar. Cquote2.svg

Oracle of Seasons e Oracle of Ages[editar | editar código-fonte]

Impacto cutural[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.