Villem Grünthal-Ridala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Villem Grünthal-Ridala

Villem Grünthal-Ridala (Kuivastu, Muhu, 30 de maio de 1885Helsinque, 16 de janeiro de 1942) foi um poeta lírico, tradutor, lingüista e folclorista estoniano.

Vida[editar | editar código-fonte]

Villem Grünthal-Ridala nasceu com o nome de Wilhelm Grünthal, filho de um taberneiro da ilha de Muhu. Ele freqüentou primeiramente a escola paroquial em Hellamaa (Pühalepa) e depois a escola particular de Eisenschmidt bem como o ginásio nacional de Kuressaare. A partir de 1905 estudou finlandês e Literatura na Universidade de Helsinque. Em 1911 ele concluiu o seu doutorado.

De 1910 até 1919 Villem Grünthal-Ridala foi professor de estoniano em Tartu. De 1910 até 1914 ele foi redator da revista Eesti Kirjandus e de 1914 até 1916 trabalhou também como redator na Üliõpilaste leht.

De 1923 até a sua morte Grünthal-Ridala foi professor de Literatura e Língua estoniana na Universidade de Helsinque. Em 1941 ele graduou-se em Línguas fino-bálticas.

Poeta lírico[editar | editar código-fonte]

Villem Grünthal-Ridala tornou-se conhecido por seus poemas em língua estoniana. Principalmente por sua epopéia Toomas ja Mai (1924) bem como pela coleção de baladas Sinine kari (1930) que serviram de modelo para a poesia lírica estoniana da época. Os poemas recebem a influência do Impressionismo. Os motivos recorrentes são originários das paisagens de sua ilha natal e da vida à beira mar. Ele pertenceu ao grupo de literatura estoniana Noor-Eesti (Jovem Estônia) fundado em 1905.

Poesias selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • "Villem Grünthali laulud" (1908)
  • "Kauged rannad" (1914)
  • "Ungru krahv ehk Näckmansgrund" (1915)
  • "Merineitsit" (1918)
  • "Saarnak" (1918)
  • "Toomas ja Mai" (1924)
  • "Tuules ja tormis" (1927)
  • "Sinine kari" (1930)
  • "Meretäht" (1935)
  • "Laulud ja kauged rannad" (1938)
  • "Väike luuleraamat" (1969)
  • "Valitud värsid" (1986)
  • "Püha Rist"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]