Ágatha Bednarczuk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ágatha Bednarczuk
campeã mundial
Ágatha na final dos Jogos Olímpicos de 2016.
Voleibol
Nome completo Ágatha Bednarczuk Rippel
Modalidade Voleibol de praia
Nascimento 22 de junho de 1983 (34 anos)
Curitiba, PR
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 71 kg Altura: 1,81 m[1]
Medalhas
Competidora do  Brasil
Jogos Olímpicos
Prata Rio de Janeiro 2016 Equipe
Campeonatos Mundiais
Ouro Países Baixos 2015 Equipe
Circuito Mundial
Ouro Temporada 2015 Equipe
World Tour Finals
Prata Hamburgo 2017 Equipe
Bronze Fort Lauderdale 2015 Equipe
Universíada
Bronze Shenzhen 2011 Equipe

Ágatha Bednarczuk Rippel (Curitiba, 22 de junho de 1983) é uma jogadora de voleibol de praia brasileira que em 2011 foi medalhista de bronze na Universíada na China e participou de edições do Campeonato Mundial nos anos de 2005, 2013 e 2015, sendo campeã pela primeira vez na edição de 2015, na qual foi eleita a melhor jogadora da competição.[2] Ainda em 2015, conquistou o bronze no World Tour Finals em Fort Lauderdale e o título da temporada do Circuito Mundial.[3] No ano seguinte, tornou-se medalhista olímpica.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Seu pai representava o elenco de voleibol da policia militar e sua tia Giselle, esta foi jogadora profissional, ambos a incentivaram muito e começou a praticar a modalidade em 1992 na cidade de Paranaguá[5][6]; e chegou integrar as categorias de base do Londrina/Banestado e C.A.Paulistano.[7]

No ano de 2001 iniciou sua carreira no vôlei de praia em Paranaguá ao lado formando dupla com Shirley, depois competiu em outros torneios nesta cidade com as jogadoras Cíntia e Sueli[8][9], com esta última atleta disputou em 2002 a qualificação para participar da 11ª etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia em Feira de Santana, mas não se classificaram.[10]

Na temporada de 2003 foi medalhista de bronze na 1.ª Etapa do Circuito Paranaense de Vôlei de Praia na cidade de Paranaguá, ocasião que formou dupla com Bruna Figueiredo[11] ; com esta mesma parceria alcançou o título 1.º Circuito Paranaense de Vôlei de Praia na cidade de Caiobá[12], além de jogarem juntas no Circuito Banco do Brasil nesta jornada.[13]

Em meados de 2004 jogou ao lado de Andréa Teixeira na etapa final do Circuito Banco do Brasil[14]quando conquistaram o bronze na etapa de Ipatinga.[9]

Em 2005 pediu para formar dupla com a campeã olímpica Sandra Pires, e sua carreira progrediu, alcançaram o vice-campeonato nas etapas de Campinas e de João Pessoa do Circuito Banco do Brasil deste ano e eleita a Revelação do ano[9][15].Ao lado de Sandra Pires disputou etapas do Circuito Mundial de 2005, alcançando a quinta posição nos Abertos de Milão e Xangai, o sétimo lugar no Aberto de Salvador, a nona posição no Grand Slam de Stavanger e no Aberto de Espinho, além da décima sétima posição no Aberto de Gstaad e no Campeonato Mundial de Vôlei de Praia realizado em Berlim e o melhor resultado da dupla foi o quarto lugar no Aberto de São Petersburgo.[16]

Ágatha sinalizando jogada, em 2012.

Nas jornadas seguintes formou dupla com Shaylyn Bedê conquistando em 2006 o bronze nas etapas de Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande e João Pessoa válidas pelo Circuito Banco do Brasil 2006[9]; com esta parceria disputou cinco etapas do Circuito Mundial e teve a décima sétima posição como a melhor marca, isto foi obtido no Grand Slam de Gstaad.[16]

Ao lado de Shaylyn disputou as competições do período de 2007, alcançando o vice-campeonato nas etapas de Porto Alegre e de Campo Grande pelo Circuito Banco do Brasil e o terceiro lugar nas etapas de Vila Velha e Cabo Frio[9];disputaram catorze etapas do Circuito Mundial, obtendo a quadragésima primeira colocação nos Abertos de Xangai e Santos, a décima sétima posição no Aberto de Seul, a décima terceira posição nos Abertos de Montreal e Fortaleza e a sétima colocação no Aberto de Marseille.[16]

Em sua terceira temporada jogando ao lado de Shaylyn conquistou o vice-campeonato na etapa de Camaçari e o bronze nas etapas de Xangri-lá e Fortaleza, pelo Circuito Banco do Brasil 2008[9];juntas disputaram oito etapas do Circuito Mundial de 2008, alcançando a décima terceira posição no Aberto de Osaka e o vice-campeonato no Aberto do Guarujá[16][9].Em 2009 fundou uma ONG que utiliza o voleibol de praia e o futebol de areia como ferramentas para inclusão social para crianças e jovens.[5][17]

Na temporada 2009 mudou de parceria, jogou ao lado de Elize Maia e conquistaram título da etapa e Goiás, válida pelo Circuito Estadual Banco do Brasil[9] e nesta mesma temporada formou dupla com Fabí Aires [18][19], com Isabela Maio[20], não competindo no Circuito Mundial.[16]

Nas competições do ano de 2010 formou dupla com Raquel da Silva, obtendo o bronze na etapa de Caxias do Sul pelo Circuito Banco do Brasil[9] e alcançou o título da segunda etapa do Brasil pelo Circuito Sul-Americano 2010-11, precisamente na cidade de Cabo do Santo Agostinho[21][22]; e pelo Circuito Mundial, competiram em cinco etapas, obtendo a quadragésima primeira colocação nos Abertos de Brasília e Xangai e o vice-campeonato na Etapa Satélite em Chipre[16], etapa válida também pelo Circuito Europeu, organizado pela Confederação Europeia Challenger & Satélite.[23]

Durante competição em 2012, na expectativa de recepcionar o saque adversário.

Na jornada esportiva de 2011 convida Luiza Amélia para formar nova parceria[24], sagrando-se vice-campeã da etapa de Fortaleza do Circuito Banco do Brasil 2011 e o bronze na etapa de João Pessoa[9] e participou de nenhuma etapa do Circuito Mundial[16].Ainda em 2011 disputou o torneio de vôlei de praia na Universíada de Verão na cidade de Shenzhen, China, ao lado de Elize Maia, conquistando a medalha de bronze.[25]finalizando na quinta colocação[26][27]

Na temporada de 2012 forma dupla com Bárbara Seixas conquistando neste ano o título da etapa do Chile do Circuito Sul-Americano 2011-12[9], na cidade de Viña del Mar[28][29], além da terceira posição na etapa Challenger de Aracaju do Circuito Banco do Brasil de 2012 e vice-campeonato na etapa do Recife deste circuito; obtendo no período 2012-13 os títulos nas etapas de João Pessoa, Maceió e Brasília e os vice-campeonatos nas etapas de Cuiabá e Belo Horizonte, faturando o título geral do Circuito Nacional Banco do Brasil 2012-13[9][30].E com esta formação de dupla disputou nove etapas do Circuito Mundial de 2012, obtendo a quadragésima primeira colocação no Aberto de Brasília, a vigésima quinta colocação no Aberto de Sanya, o nono lugar no Grand Slam de Stare Jablonki e no Aberto de Aland, quinto lugar no Grand Slam de Berlim e no Aberto de Bangsaen.[9], Tailândia, conquistou o bronze.[16]

Por opção do então técnico Marcos Miranda, Seleção Brasileira de Vôlei de Praia, a dupla com Bárbara teve que ser desfeita e passou a competir com Maria Elisa Antonelli[31], e com esta atleta disputou treze etapas do Circuito Mundial de 2013, incluindo o Campeonato Mundial, este realizado Stare Jablonki, Polônia, no qual alcançaram a décima sétima colocação. Finalizou nas referidas etapas em nono lugar nos Grand Slam de Roma e Berlim, em quinto lugar no Aberto de Fuzhou de nos Grand Slam de Xanguai, Haia, Gstaad, Long Beach, Moscou e Xiamen, obteve também o quarto lugar no Aberto de Phuket, Tailândia, o bronze n Grand Slam de São Paulo e o vice-campeonato no Grand Slam de Corrientes.[16]

Em 23 de março de 2013 casou-se com preparador físico Renan Rippel na cidade de Morretes, no Paraná; este é seu preparador físico desde 2010[32].Retomou a dupla com Bárbara Seixas no período seguinte conquistando os títulos válidos pelo Circuito Banco do Brasil 2013-14 das etapas do Guarujá, São Luís e João Pessoa sendo vice-campeã das etapas de São José e Maceió e terceira colocada nas etapas de Vitória, Rio de Janeiro e Natal, conquistas que rendeu-lhes o bicampeonato geral do Circuito Nacional Banco do Brasil[33], sendo premiada como a atleta com Melhor Levantamento da temporada 2013-14.[9]

Novamente ao lado de Bárbara disputou em 2014 etapas do Circuito Mundial, alcançando a vigésima quinta posição no Grand Slam de São Paulo, o nono lugar no Aberto de Fuzhou, o mesmo ocorrido no Grand Slam de Moscou; e ainda foi quinta colocada nos Grand Slam de Berlim, Stavanger, Gstaad, Haia e Stare Jablonki, as medalhas de bronze no Grand Slam de Klagenfurt e Xangai, além disso obteve a prata no Grand Slam de Long Beach e o ouro no Aberto de Puerto Vallarta[16].Pelo Circuito Brasileiro obteve o vice-campeonato nas etapas de Campinas e Vitória, a terceira colocação nas etapas de Porto Alegre, São José e João Pessoa[9] e a quarta colocação na etapa de Niterói[16], juntas disputaram a primeira edição do Super Praia A 2014 e finalizaram na quinta colocação.[34]

Nas competições de 2015-16 atuou ao lado de Bárbara Seixas conquistando em Maceió o título do Super Praia A 2015[35], alcançou também o quinto lugar na etapa de Fortaleza, quarto lugar na etapa de Recife, bronze na etapa de João Pessoa e foi vice-campeã na etapa de Belo Horizonte[16], além dos títulos da etapa de Bauru, o vice-campeonato na etapa de Contagem e o terceiro lugar na etapa de Goiânia[9].Juntas ainda disputaram as etapas do Circuito Mundial, alcançando o nono lugar nos Grand Slam de Moscou e Long Beach; quinta posição nos Masters de Porec e Gstaad e também no Grand Slam de Olsztyn; ainda obteve o vice-campeonato no Major Series de Stavanger, no Grand Slam de Yokohama e no Aberto do Rio de Janeiro; conquistando os títulos do Aberto de Praga e no Grand Slam de São Petersburgo.[16]

Em 2015 obteve de forma invicta inédita medalha de ouro na edição do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia em Haia, na Holanda[36][37][38][39][16], e Ághata foi premiada como MVP (Melhor Jogadora) do campeonato[9][40][41], pelo feito obtido também foi homenageada pela Marinha do Brasil, da qual tem a patente de sargento[42]e meses depois desta conquista foram medalhista de bronze no World Tour Finals no mesmo ano[9], e obtém o título da temporada 2015 do Circuito Mundial, sendo premiada juntamente com Bárbara Seixas como a Melhor Dupla do ano pela FIVB e foram convocadas para Seleção Brasileira de Võlei de Praia para disputar os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.[43]

Na temporada de 2016 continua competindo ao lado de Bárbara Seixas conquistou o título na etapa de João Pessoa[16],e conquistaram o bicampeonato do Super Praia A na cidade de João Pessoa[44][45]. No Circuito Mundial de 2016 alcançou ao lado de Bárbara Seixas a décima sétima posição no Grand Slam de Moscou, o nono lugar no Aberto de Fortaleza, no Grand Slam de Olsztyn e também no Major Series de Porec; alcançou a quinta colocação no Grand Slam do Rio de Janeiro, terceiro lugar no Aberto de Maceió, o vice-campeã no Major Series de Hamburg.[16]

Olimpíada 2016[editar | editar código-fonte]

Na semifinal, Ágata e Bárbara venceram a equipe dos Estados Unidos formada por April Ross e a tricampeã olímpica Kerri Walsh, que jamais havia perdido uma partida em Olimpíada.[46] Posteriormente, obtiveram a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2016 ao serem derrotadas na partida final pela dupla alemã Laura Ludwig e Kira Walkenhorst.[47]

Após Olimpíada, disputou ao lado de Carolina Solberg a terceira etapa em Uberlândia do Circuito Banco do Brasil Open 2016-17, alcançando o quarto lugar e anunciou parceria com Duda Lisboa conquistaram o título da etapa de João Pessoa, foram vice-campeãs nas etapas de Maceió e Aracaju e o terceiro lugar na etapa de Vitória, ao final na classificação geral finalizaram na oitava posição[48]; finalizando a temporada com a conquista do título do Superpraia 2017 realizado em Niteroi[49].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Details of Agatha Bednarczuk Rippel». FIVB (em inglês). Swatchmajorseries.com. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2016 
  2. «Double delight for Brazil's Agatha Bednarczuk». FIVB (em inglês). Netherlands2015.fivb.org. 4 de julho de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 5 de julho de 2015 
  3. «The ABCs of Beach Volleyball - Agatha, Barbara and Consistency». FIVB (em inglês). 6 de outubro de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2015 
  4. «Joy and gratitude for silver medallists Agatha and Barbara». FIVB (em inglês). 23 de agosto de 2016. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2016 
  5. a b Comunicação Unidos pela Vida. «Ágatha, 1º Lugar no ranking do vôlei de praia brasileiro, vestiu nossa camisa!» (em portugues). 23 de março de 2014. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  6. Maria Lúcia Zanutto. Deise Coelho, ed. «Como uma atleta do vôlei de praia está se preparando para o Rio 2016» (em portugues). 26 de julho de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  7. Adriana Brum. Gazeta do Povo, ed. «Ágatha flerta com o topo do circuito do vôlei de praia» (em portugues). 6 de março de 2013. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  8. Primeiro Set. «Entrevista com Ágatha, da dupla Ágatha e Bárbara Seixas» (em portugues). 6 de dezembro de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  9. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh bi bj bk bl bm bn bo bp bq br bs bt bu CBV. «Perfil dos atletas-Feminino-Ágatha» (em portugues). Consultado em 12 de agosto de 2016] 
  10. GloboEsporte.com. «Vôlei de Praia: definidas as últimas vagas em Feira de Santana» (em portugues). 10 de outubro de 2002. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  11. a b Tribuna Paraná. «Vôlei de Praia encerrou o circuito estadual» (em portugues). 30 de julho de 2003. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  12. a b Tribuna Paraná. «Curitibanos conquistam o estadual de vôlei de praia» (em portugues). 1 de fevereiro de 2004. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  13. Federação Matogrossense de Voleibol. «RICARDO E EMANUEL SÃO ELIMINADOS NA QUINTA ETAPA DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL» (em portugues). 14 de maio de 2004. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  14. Manoela Penna. «Ana Paula e Sandra estão nas semifinais da etapa carioca do Circuito Banco do Brasil» (em portugues). 17 de dezembro de 2004. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  15. CBV. «Equipes Olímpicas-Feminino-Ágatha e Bárbara Seixas» (em portugues). Consultado em 12 de agosto de 2016 
  16. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai FIVB. «PLAYERS' DATABASE-Athlete's biography-Aghata-Results» (em ingles). Consultado em 12 de agosto de 2016 
  17. Luciano Balarotti. «Ágatha já planeja legado para o esporte». 18 de janeiro de 2009. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  18. Aqui Acontece.com. «Atletas visitarão parturientes e crianças em hospital de Maceió» (em portugues). 12 de novembro de 2009. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  19. Santa Casa de Maceió.com. «Duplas do Volei de Praia visitam o Nossa Senhora da Guia» (em portugues). novembro de 2009. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  20. Clic RBS. «São Paulo volta a sediar etapa do Circuito BB de vôlei de praia» (em portugues). Consultado em 12 de agosto de 2016 
  21. Zero Hora. «Brasil recebe a segunda etapa do Sul-Americano de Vôlei de Praia da temporada 2010/2011» (em portugues). 19 de novembro de 2010. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  22. Zero Hora. «Duplas brasileiras vencem segunda etapa do Sul-Americano de vôlei de praia» (em portugues). 22 de novembro de 2010. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  23. Beach Volleyball Database. «2010 Confédération Européenne de Volleyball Challenger & Satellite» (em inglês). Consultado em 12 de agosto de 2016 
  24. Terra esportes. «Ágatha e Bárbara Seixas buscam primeiro título da temporada» (em portugues). 14 de novembro de 2013. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  25. CBDU. «Revista CBDU-6ª Edição». 25 de julho de 2011. Consultado em 16 de maio de 2017 
  26. «Univeristy Sports-MAGAZINE 82-Págs.91» (PDF). FISU (em ingles). Consultado em 16 de maio de 2017 
  27. FISU. «CBDU announces Beach Volleyball Players for Kazan 2013». 7 de maio de 2013. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  28. Esporte Especializado.com. «VÔLEI DE PRAIA - CIRCUITO SUL-AMERICANO: Brasileiros estreiam na quarta etapa» (em portugues). 17 de fevereiro de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  29. CBV. «CIRCUITO SUL-AMERICANO: Ágatha/Bárbara Seixas e Lipe/Álvaro Filho são campeões em Viña del Mar» (em portugues). 12 de fevereiro de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  30. O Girassol. «CIRCUITO MUNDIAL DE VÔLEI DE PRAIA:Ágatha e Maria Elisa passam pelo qualifying na Alemanha» (em portugues). 7 de agosto de 2013. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  31. SPORT.globo.com. «Após título, Ágatha/Bárbara se separa pela seleção; Lili vai de rival a parceira» (em portugues). 23 de abril de 2013. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  32. Helena Rebello. SPORTV Globo.com, ed. «Sorte no jogo e no amor: após título, Ágatha se prepara para casamento» (em portugues). 7 de março de 2013. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  33. CBV. «Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ)» (em portugues). Consultado em 12 de agosto de 2016 
  34. CBV. «Classificação Final Super Praia A - Feminino». Consultado em 12 de agosto de 2016 
  35. a b Raphael Carneiro. «Ágatha/Bárbara supera melhores da temporada e conquista o SuperPraia» (em portugues). 3 de maio de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  36. FIVB. «Double delight for Brazil's Agatha Bednarczuk» (em ingles). 4 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  37. Michael Pavitt. «Barbara and Agatha crowned women's beach volleyball world champions after victory in all-Brazilian final» (em ingles). 4 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  38. Jornal dos Bairros. «Entrevista Exclusiva-Ágatha Bednarczuk Rippel, campeã mundial traz o ouro para Paranaguá» (em portugues). 18 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  39. GloboEsporte.com. «Ágatha e Bárbara conquistam título mundial com pódio 100% brasileiro» (em portugues). 4 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  40. Primeiro Set. «Ágatha/Bárbara Seixas são ouro em Campeonato Mundial de Vôlei de Praia histórico para o Brasil» (em portugues). 4 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  41. Melhor do Vôlei. «Em dia de ouro, prata e bronze para as brasileiras, Ágatha e Bárbara Seixas são as donas da festa» (em portugues). 4 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  42. Marinha do Brasil. «Notícias-Comando do 5º Distrito Naval-Sargento campeã mundial de vôlei de praia» (em portugues). 18 de julho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  43. SPORTV Globo.com. «FIVB elege Larissa melhor jogadora do ano e, Ágatha/Bárbara, a melhor dupla». 15 de outubro de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  44. Lance.com. «Ágatha/Bárbara Seixas vence Larissa e Talita, e fatura o bi do Superpraia» (em portugues). 8 de maio de 2016. Consultado em 12 de agosto de 2016 
  45. CBV. «Confederação Brasileira de Voleibol-CIRCUITO BRASILEIRO VÔLEI DE PRAIA-2015/2016-SUPERPRAIA JOÃO PESSOA / PB» (PDF) (em portugues). Consultado em 12 de agosto de 2016 
  46. «Impecáveis, Ágatha e Bárbara batem Walsh e Ross e vão disputar o ouro». globoesporte.com 
  47. «Ágatha e Bárbara param em alemãs na final e mantêm jejum do vôlei de praia». UOL. 18 de agosto de 2016 
  48. CBV. «Confederação Brasileira de Voleibol-Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia Open 2016/2017-7 etapa–Maceió-AL» (PDF) (em portugues). Consultado em 4 de maio de 2017 
  49. a b CBV. «Ágatha e Duda levam o ouro em Niterói» (em portugues). 29 de abril de 2017. Consultado em 4 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ágatha Bednarczuk