Željko Obradović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Željko Obradović
Желимир Жељко Обрадовић
Željko Obradović Fenerbahçe Basketball Media Day 20180925 (1).jpg
Informações pessoais
Nome completo Želimir Obradović
Желимир Обрадовић
Data de nasc. 9 de março de 1960 (59 anos)
Local de nasc. Čačak, Flag of Serbia (1947–1992).svg RF da Sérvia
Iugoslávia
Atual  Sérvia
Apelido "Željko"
Informações no clube
Clube atual Turquia Fenerbahçe
Posição Treinador
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
Como jogador:
1980-1984
1984-1991

Como treinador:
1991-1993
1993-1994
1994-1997
1996-2000
1997-1999
1999-2012
2004-2005
2013-presente

Jugoslávia Borac Čačak
Jugoslávia Partizan Belgrado


Iugoslávia Partizan Belgrado
Espanha Joventut Badalona
Espanha Real Madrid
Iugoslávia RF da Iugoslávia
Itália Benneton Treviso
Grécia Panathinaikos Atenas
Sérvia e Montenegro Sérvia e Montenegro
Turquia Fenerbahçe
Seleção nacional
Iugoslávia Iugoslávia
Medalhas
Competidor da Iugoslávia
Jogos Olímpicos
Prata Seul 1988 Iugoslávia Iugoslávia
Campeonatos Mundiais
Ouro Argentina 1990 Iugoslávia Iugoslávia
Competidor da  Sérvia e Montenegro
Prata Atlanta 1996 Iugoslávia Sérvia e Montenegro
Campeonatos Mundiais
Ouro Grécia 1998  Sérvia e Montenegro
EuroBasket
Ouro Espanha 1997  Sérvia e Montenegro
Bronze França 1999  Sérvia e Montenegro

Želimir "Željko" Obradović (cirílico sérvio: Желимир Жељко Обрадовић; Čačak;9 de março de 1960) é um ex-jogador e atual treinador de basquetebol sérvio que treina o Fenerbahçe na Liga Turca de Basquetebol e na Euroliga.[1][2][3][4]

Ele é comumente considerado um dos melhores treinadores europeus de todos os tempos, tendo conquistado a Euroliga em nove ocasiões por cinco equipes diferentes. Em adição ao seu sucesso em nível de clubes, ele conquistou importantes troféus no cargo de treinador da Seleção Iugoslávia como o EuroBasket de 1997 e a Copa do Mundo de 1998.

Em 2008, durante a cerimônia em comemoração dos 50 anos da Euroliga, ele foi eleito um dos 50 Maiores Contribuintes da Euroliga.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Borac Čačak (1978-1984)[editar | editar código-fonte]

Obradović começou sua carreira como jogador de basquete nas categorias de base do Borac Čačak.

Durante a temporada de 1977-78, Obradović, com dezoito anos de idade, teve sua temporada de estreia como profissional jogando em 6 jogos no Campeonato Iugoslavo e contribuiu com um total de 3 pontos.[5] Depois de se estabelecer como titular da equipe, ele permaneceu no clube até 1984.

Partizan (1984-1991)[editar | editar código-fonte]

Durante o verão de 1984, o então Obradović de 24 anos, se transferiu para o Partizan. Ele foi contratado pelo então treinador principal do Partizan, Moka Slavnić, e pelo vice-presidente do clube na altura, Dragan Kićanović, ambos aposentados recentemente das suas carreiras.

Na terceira temporada de Obradović com a equipa, o Partizan venceu o título da Liga da Jugoslávia de 1986-87. Na temporada seguinte, eles chegaram ao Final Four da Euroliga de 1987-88. Eles venceram a Copa da Iugoslávia de 1989 e a Copa Korać da temporada de 1988-89.

Durante o seu tempo no Partizan, Obradović estabeleceu-se como um dos melhores e mais confiáveis ​​armadores da Liga Iugoslava.

Seleção Iugoslava[editar | editar código-fonte]

Com a Seleção Jugoslava, ele conquistou uma medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 1988 e uma medalha de ouro no Campeonato Mundial de Basquetebol Masculino de 1990.

Fim da carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira de Obradović foi interrompida, quando ele foi sentenciado a dois anos de prisão devido à morte de um pedestre em um acidente de carro. Depois de cumprir a sentença, Obradović regressou as quadras e paralelamente treinava as divisões de base do Partizan.

Ele se aposentou do basquete em 1991 e foi imediatamente contratado como treinador principal do time profissional do Partizan.

Conquistas como Jogador[editar | editar código-fonte]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

A grandeza de Obradović como treinador de basquetebol foi confirmada pela grande coleção de títulos que ele tem conquistado em pouco mais de 20 anos de carreira: o recorde de títulos na Euroliga, sendo nove no total (com cinco diferentes equipes), duas Copas Saporta e numerosas conquistas domésticas em ligas nacionais e copas nacionais, a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 1996 em Atlanta, a medalha de ouro no EuroBasket de 1997, a medalha de ouro na Copa do Mundo FIBA de 1998 na Grécia e a medalha de bronze no EuroBasket de 1999, sendo treinador da Seleção da Iugoslávia, onde permaneceu entre 1996 e 2000.

Ele também foi treinador da Seleção de Sérvia e Montenegro entre 2004 e 2005.[6]

Partizan (1991–1993)[editar | editar código-fonte]

A carreira como treinador de Obradović iniciou-se de repente no verão de 1991, quando ainda era um jogador preparando-se para o EuroBasket de 1991 com a Seleção Iugoslava. Escalado e treinador por Dušan Ivković, era capitaneado pelo experiente Obradović que tinha 31 anos, o mais velho que estava no grupo. No entanto, depois de finalizar a preparação em Poreč e retornando para Belgrado para descansar antes de embarcar para torneio amistoso na Alemanha, Obradović foi convidado para uma reunião com importantes diretores do Partizan — o presidente do clube, Radojica Nikčević, o vice-presidente Dragan Kićanović bem como Đorđe "Siske" Čolović, Milorad "Miketa" Đurić e Dragan Todorić — que o convenceram a assumir como treinador da equipe principal do Partizan, proposta que incorreu com aposentadoria como jogador e perder a chance de capitanear a seleção de seu país no EuroBasket.

A ideia era que Obradović, novato como técnico, tivesse a tutela do experiente treinador Aca Nikolić e Milenko Savović, companheiro de longa data de Obradović no Partizan, mas que estava atuando no Vojvodina.

Na temporada de 1991-92, o Partizan teve um recorde de 20-2 na temporada regular da Liga Iugoslava e ganharam o título ganhando na final do Estrela Vermelha. Eles também venceram a Copa Iugoslava em 1992, depois de vencer por 105-70 sobre o Bosna no último jogo. Na competição européia, Obradović levou um time jovem ao título da Euroliga de 1991–92. Devido a dissolução da Iugoslávia, o Partizan jogou seus jogos internacionais em Fuenlabrada, Espanha.

Na temporada de 1992-1993, o Partizan foi vice-campeão da liga nacional perdendo para o Estrela Vermelha na final. Na Copa Iugoslava, eles perderam a final por 104-91 para o OKK Beograd.

Joventut (1993-1994)[editar | editar código-fonte]

Em 1993, Obradović assinou um contrato com a equipe espanhola Joventut, com sede em Badalona, ​​onde o Partizan jogou seus jogos internacionais na temporada de 1991-92.

Com o Joventut, ele ganhou a Euroliga de 1993-94.[7] Na Liga ACB, Joventut terminou em 3º lugar com um recorde de 24-14 recorde.

Real Madrid (1994-1997)[editar | editar código-fonte]

Após o final da temporada, Obradović assinou um contrato com o Real Madrid. Em sua primeira temporada no clube, o Real Madrid não conseguiu defender o título da Liga ACB, terminando em 3º lugar com um recorde de 27-19. Em 1995, eles ganharam a Euroliga de 1994–95.[8]

Na temporada de 1995-96, o Real Madrid não conseguiu conquistar nenhum título. Na Liga ACB, o Real Madrid terminou em 5º lugar com um recorde de 28-12. No cenário europeu, Obradović fez sua terceira aparição consecutiva no Final Four e o segundo com o Real Madrid, mas acabou ficando com o 3º lugar.

Na temporada 1996-97, o Real Madrid terminou como vice-campeão na Liga ACB e também foi eliminado nas quartas de final da Copa del Rey de Baloncesto. Em competições européias, o Real Madrid participou da Copa Saporta e foi campeão vendo o Verona por 78-64.[9] No final da temporada, Obradović se separou da equipe.

Benetton Treviso (1997-1999)[editar | editar código-fonte]

No verão de 1997, Obradović assinou contrato com a equipe italiana Benneton Treviso. Na temporada de 1997-98, FIBA ​​EuroLeague, Treviso terminou em 3º lugar na Euroliga de 1997-98.

Na temporada 1998-99, o Treviso terminou como vice-campeão da liga nacional perdendo para o Varese. Além disso, Treviso venceu a Copa ​​Saporta após uma vitória por 64-60 sobre o Valencia.[10]

Panathinaikos (1999–2012)[editar | editar código-fonte]

No clube grego ele atuou como treinador entre 1999 a 2012, liderando o clube ao ápice de sua história nesta época, tanto na Grécia quanto na Europa com 11 títulos gregos, 7 copas da Grécia e 5 Euroligas.

Em 2007 ele conquistou o título simbólico da "Tríplice Coroa", o segundo em sua carreira sendo que o primeiro foi com o Partizan em 1992. Pelas conquistas ficou com "Prêmio Treinador do Ano na Euroliga".

Em 2009, em Berlim, ele conquistou a premiação de melhor técnico pela terceira vez e em 2011 conquistou seu 8º troféu de campeão da Euroliga. Depois disso, em junho de 2012, Obradović anunciou que estava deixando o cargo de técnico do Panathinaikos após 13 temporadas consecutivas.

Fenerbahçe (2013–Presente)[editar | editar código-fonte]

Željko Obradović no Fenerbahçe em 2017

No início de julho de 2013, Obradović assinou um contrato de dois anos com o clube turco Fenerbahçe, que valeria € 3 milhões em salário líquido, durante o período do contrato.[11]

Na sua primeira temporada com o clube, Obradović venceu a Liga Turca após vencer a série final por 4-3 contra o Galatasaray. Na Copa da Turquia de 2014, o Fenerbahçe foi eliminado nas semifinais pelo Pınar Karşıyaka. Na Euroliga de 2013-14, eles alcançaram o Top 16.

Na temporada de 2014-15, o Fenerbahçe terminou a temporada regular da Liga Turca em primeiro lugar com um recorde de 23-7. Nos playoffs, eles foram eliminados na semifinal pelo Karşıyaka Basket por 3-1. Eles também foram vice-campeões na Copa da Turquia de 2015. Na Euroliga de 2014–15, o Fenerbahçe chegou ao Final Four, onde foi eliminado nas semifinais e mais tarde perdeu no 3º lugar. A aparição na Final Four da Euroliga foi a primeira da história do clube. Em 25 de maio de 2015, após o final da temporada, ele assinou uma prorrogação de dois anos com o Fenerbahçe.[12]

Na temporada de 2015-16, o Fenerbahçe terminou em segundo lugar na temporada regular da Superliga Turca com um recorde de 24-6. Nos playoffs, o Fenerbahçe ganhou o campeonato ganhando a série final por 4-2 contra o Anadolu Efes. O clube também ganhou a Copa da Turquia de 2016. Na Euroliga de 2015–16, eles terminaram como vice-campeões, depois de perder a final contra o CSKA Moscou.

Željko Obradović conversando com Tarik Biberović em 2017

Em 3 de dezembro de 2016, Obradović estendeu oficialmente seu contrato com o clube até o final da temporada 2019-20.[13]

Na temporada de 2016-17, o Fenerbahçe terminou com um recorde de 28-2 na temporada regular da Superliga turca e acabou vencendo o campeonato depois de vencer a série final por 4-0 sobre os rivais Beşiktaş. Em 21 de maio de 2017, o Fenerbahçe venceu a final da Euroliga de 2016–17 contra o Olympiacos, conquistando o primeiro título da Euroliga na história do clube e também o primeiro de qualquer equipe turca.[14] No verão de 2017, dois dos principais jogadores da equipe, Bogdan Bogdanović e Ekpe Udoh, deixaram a equipe e se mudaram para a NBA.

Na temporada de 2017-18, o Fenerbahçe terminou novamente a temporada regular da Superliga Turca em primeiro lugar com um recorde de 27-3. Na Copa da Turquia, o Fenerbahçe foi eliminado nas quartas de final, pelo eventual campeão Anadolu Efes. Na Euroliga de 2017–18, o Fenerbahçe chegou ao Final Four, sua quarta participação consecutiva, eles perderam para o Real Madrid por 80-85 na final.[15] No final da temporada, o Fenerbahçe venceu o terceiro título consecutivo da Superliga Turca, depois de vencer a série final por 4-1 contra o Tofaş.[16]

Na temporada de 2018-19, o Fenerbahçe perdeu para o Efes na final da Taça da Presidência da Turquia e depois bateu o Efes na final da Taça da Turquia de 2019. Eles também perderam para o Efes na série final da Superliga turca por 4-3. Na Euroliga de 2018–19, o clube fez sua quinta aparição no Final Four da EuroLeague, terminando dessa vez em quarto lugar.

Seleção da Iuguslávia (1996-2000) e da Sérvia (2004-2005)[editar | editar código-fonte]

Obradović trabalhou como treinador principal da Seleção Jugoslava de 1996 a 2000. Com a Iugoslávia, ele ganhou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1996, a medalha de ouro no EuroBasket de 1997, a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Basquetebol Masculino de 1998 e uma medalha de bronze no EuroBasket de 1999. Ele também foi o treinador da Seleção Sérvia de 2004 a 2005.[17]

Estilo de Treinamento[editar | editar código-fonte]

Bem conhecido pelo seu perfil temperamental, Obradović muitas vezes utilizou sistema de "pick-and-rolls", focando no uso dos cantos e passes para abrir e dificultar a defesa.[18] No Panathinaikos, a partir de 2004, ele usou o ala-pivô Mike Batiste e armador Dimitris Diamantidis focando em jogadas de pick-and-roll.[19]

Reverenciado pelo treinador do San Antonio Spurs, Gregg Popovich que é um admirador de longa data do estilo de treinamento de Obradović, frequentemente o elogia[20][21] e admite que vez ou outra utiliza de técnicas de Obradović, por sua vez, o sérvio falou que durante boa parte do verão de 2014, ele ficou dissecando a equipe do Texas, principalmente o posicionamento e movimento de bola, com vistas de implementar em sua equipe.[22][18]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como Jogador[editar | editar código-fonte]

Como Treinador[editar | editar código-fonte]

  • Panathinaikos (1999–2012):
    • 5x Euroliga Campeão: (2000, 2002, 2007, 2009, 2011)
    • 11x Ligas Gregas Campeão: (2000, 2001, 2003, 2004, 2005, 2005–06, 2006–07, 2007–08, 2008–09, 2009–10, 2010–11)
    • 7x Copas da Grécia Champion: (2003, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2012)
  • Fenerbahçe Ülker (2013–):
    • Liga Turca: (2013–14, 2015–16, 2016–17, 2017–18)
    • Copa Turca: (2016, 2019)
    • Supercopa da Turquia: (2013, 2016, 2017)
    • Campeão Euroliga (2017)

Referências

  1. «Obradovic: More than a coach». Eurohoops (em inglês). 6 de maio de 2016. Consultado em 7 de julho de 2019 
  2. «EuroLeague GMs pick Final Four favorites, best coaches & more». Eurohoops (em inglês). 9 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de julho de 2019 
  3. «Fenerbahçe's coach Zeljko Obradovic seeking record 9th title». DailySabah. Consultado em 7 de julho de 2019 
  4. «Vladimir Stankovic's list: Top 10 coaches of the Final Four era». Welcome to EUROLEAGUE BASKETBALL (em inglês). Consultado em 7 de julho de 2019 
  5. «Zeljko Obradovic, destined for Istanbul». Welcome to EUROLEAGUE BASKETBALL (em inglês). Consultado em 7 de julho de 2019 
  6. «FIBA.basketball». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 7 de julho de 2019 
  7. «Home | European Championship for Men's Clubs (1994) | FIBA Europe». www.fibaeurope.com. Consultado em 7 de julho de 2019 
  8. «Home | European Championship for Men's Clubs (1995) | FIBA Europe». www.fibaeurope.com. Consultado em 7 de julho de 2019 
  9. «Saporta cup 1996-97». cunova.cf. Consultado em 7 de julho de 2019 
  10. «Saporta Cup 1998-99». www.linguasport.com. Consultado em 7 de julho de 2019 
  11. «Obradović zvanično u Fenerbahčeu». B92.net (em sérvio). Consultado em 7 de julho de 2019 
  12. «Zvanično: Obradović produžio ugovor». B92.net (em sérvio). Consultado em 7 de julho de 2019 
  13. «Obradovic and Gherardini extended their contracts». Eurohoops (em inglês). 3 de dezembro de 2016. Consultado em 7 de julho de 2019 
  14. «Fenerbahče osvojio Evroligu: Srpski trio sa peharom». www.novosti.rs (em sérvio). Consultado em 7 de julho de 2019 
  15. «Real Madrid vs. Fenerbahce Dogus Istanbul - Game». www.euroleague.net. Consultado em 7 de julho de 2019 
  16. «Fenerbahçe Doğuş wins 3rd consecutive Turkish basketball title». DailySabah. Consultado em 7 de julho de 2019 
  17. «FIBA.basketball». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 7 de julho de 2019 
  18. a b Avdić, Edin (24 de março de 2015). «Njih 30 miliona i Željko». mondo.rs. Consultado em 25 de março de 2015 
  19. Mitnick, AJ (8 de maio de 2014). «Mitnick: Obradovic too brash to coach in the NBA? Ridiculous». Sheridan Hoops. Consultado em 25 de março de 2015 
  20. Whittell, Ian (12 de novembro de 2007). «10 reasons to watch the Euroleague». ESPN.com. Consultado em 25 de março de 2015 
  21. from San Antonio Express-News (15 de outubro de 2007). «Panathinaikos' Schemes Intrigue Popovich». RealGM. Consultado em 25 de março de 2015 
  22. Laurie, Kenny (13 de outubro de 2014). «Obradovic shows his players San Antonio Spurs blueprint». Daily Sabah. Consultado em 25 de março de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Željko Obradović