A Vida Invisível (2019)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A Vida Invisível
Pôster oficial do filme.
 Brasil
 Alemanha
2019 •  cor •  139 min 
Direção Karim Aïnouz
Produção Michael Weber
Rodrigo Teixeira
Viola Fugen
Roteiro Murilo Hauser
Inés Bortagaray
Karim Aïnouz
Martha Batalha (romance)
Elenco Fernanda Montenegro
Carol Duarte
Julia Stockler
Gregório Duvivier
Gênero drama
Música Benedikt Schiefer
Cinematografia Hélène Louvart
Edição Heike Parplies
Companhia(s) produtora(s) Canal Brasil
Pola Pandora Filmproduktions
RT Features
Sony Pictures
Distribuição Estados Unidos Amazon Studios
Brasil Vitrine Filmes
Estreia França 20 de maio de 2019
(Cannes)
Brasil 21 de novembro de 2019
Idioma português brasileiro

A Vida Invisível é um filme teuto-brasileiro, dos gêneros drama e romance, dirigido por Karim Aïnouz, que também escreve o roteiro em colaboração com Murilo Hauser e Inés Bortagaray, baseado no livro A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, da escritora pernambucana Martha Batalha.[1] Carol Duarte e Julia Stockler estrelam o filme como as irmãs Eurídice e Guida, respectivamente, que são separadas e buscam se reencontrar durante toda a vida. O filme ainda conta com Gregório Duvivier, António Fonseca, Flávia Gusmão, Nikolas Antunes e a participação especial de Fernanda Montenegro.

O filme teve sua estreia mundial em 20 de maio de 2019 no Festival de Cannes, onde ganhou o prêmio da Mostra Um Certo Olhar, no Festival de Cannes de 2019,[2] e foi lançado no Brasil em 21 de novembro de 2019, pela Vitrine Filmes. Aclamado pela crítica, o filme recebeu indicações a diversos prêmios. Em 27 de agosto de 2019, foi escolhido pela Academia Brasileira de Cinema entre doze longas brasileiros para representar o Brasil no Oscar de melhor filme estrangeiro na 92ª edição do prêmio, porém não conseguiu entrar na lista dos dez pré-indicados.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro, 1950. Eurídice (Carol Duarte/Fernanda Montenegro), 18, e Guida (Julia Stockler), 20, são duas irmãs inseparáveis que moram com os pais em um lar conservador. Ambas têm um sonho: Eurídice o de se tornar uma pianista profissional e Guida de viver uma grande história de amor. Mas elas acabam sendo separadas pelo pai e forçadas a viver distantes uma da outra. Sozinhas, elas irão lutar para tomar as rédeas dos seus destinos, enquanto nunca desistem de se reencontrar.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Carol Duarte Eurídice Gusmão Campelo (jovem)
Julia Stockler Ana Margarida "Guida" Gusmão/ Gisele
Fernanda Montenegro Eurídice Gusmão Campelo
Gregório Duvivier Antenor Campelo
António Fonseca Manoel Gusmão
Flávia Gusmão Ana Gusmão
Cristina Pereira Cecília Gusmão Campelo (adulta)
Gillray Coutinho Afonso Gusmão Campelo
Bárbara Santos Filomena "Filó" Delfina Saraiva dos Santos
Marcio Vito Dr. Osvaldo
Nikolas Antunes Yorgus
Maria Manoella Zélia
Hugo Cruz Feliciano
Pablo Pêgas Manoel Gusmão Neto
Thales Miranda Francisco "Chico" Gusmão, filho de Guida
Maria Carolina Basílio Cecília Gusmão Campelo, filha de Eurídice
Eduardo Tornaghi Douglas, professor de piano de Eurídice
Flávio Bauraqui Dr. Alberto Macedo Gomes de Paula (Macedo)
Cláudio Gabriel Tonico

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme é uma coprodução entre Brasil e Alemanha. Foi realizado em parceria entre Canal Brasil, Pola Pandora, Filmproduktions, RT Features e Sony Pictures. Com direção de Karim Aïnouz, esta é a segunda parceria com o produtor Rodrigo Teixeira, o qual havia produzido outro filme de Aïnouz, O Abismo Prateado. Trata-se de uma adaptação do romance A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, publicado em 2016, que trata sobre o machismo estrutural e sua interferência na vida feminina.[4]

Durante a elaboração do roteiro, o diretor do filme realizou uma série de entrevistas com mulheres na faixa etária de 70 a 90 anos, onde foi perguntado a elas sobre suas primeiras experiências sexuais, o casamento e a vida privada.[5]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve sua estreia mundial no Festival de Cinema de Cannes 2019, em 20 de maio de 2019. Foi lançado no Brasil primeiramente na Região Nordeste em 19 de setembro de 2019, e em 31 de outubro de 2019 no restante do país, pela Sony Pictures e Vitrine Filmes.[6] Em 20 de agosto de 2019, a Amazon Studios adquiriu os direitos norte-americanos do filme.[7]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

No site do agregador de resenhas Rotten Tomatoes, o filme tem 93% de aprovação com base em 74 resenhas, com uma avaliação média de 7.53 / 10.[8] A revista The Hollywood Reporter selecionou o como um dos "dez melhores filmes do Festival de Cannes"[9] Lee Marshall, do Screen Daily, também elegeu A Vida Invisível de Eurídice Gusmão como um dos "filmes imperdíveis do festival [de Cannes]",[10] e para a Variety o filme é "um forte concorrente do Brasil na corrida ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro”.[11] Escrevendo para o The Hollywood Reporter, David Rooney elogiou o filme, comentando: "Apesar de suas muitas representações de insensibilidade cruel, injustiça cotidiana e decepção crônica, A Vida Invisível de Eurídice Gusmão é um drama obsessivo que discretamente celebra a resiliência das mulheres mesmo enquanto resistem existências abatidas."[12]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Associação Categoria Nomeações Resultado
2019 Festival de Cannes[13] Prêmio Un Certain Regard A Vida Invisível Venceu
Festival de Cinema de Munique[14] Prêmio CineCoPro Venceu
2020 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[15] Melhor Longa-Metragem de Ficção Karim Aïnouz Indicado
Melhor Direção Karim Aïnouz Indicado
Melhor Ator Gregório Duvivier Indicado
Melhor Atriz Carol Duarte Indicado
Julia Stockler Indicado
Melhor Ator Coadjuvante Flávio Bauraqui Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Fernanda Montenegro Venceu
Bárbara Santos Indicado
Melhor Roteiro Adaptado Murilo Huser, Karim Aïnouz, Inés Bortagaray Venceu
Melhor Direção de Fotografia Hèlenè Louvar Venceu
Melhor Montagem Ficção Heike Parplies Indicado
Melhor Direção de Arte Rodrigo Martirena Venceu
Melhor Figurino Marina Franco Venceu
Melhor Maquiagem Rosemary Paiva Indicado
Melhor Trilha Sonora Benedikt Schiefer, Guilherme Garbato e Gustavo Garbato Indicado
Melhor Som Laura Zimmerman, Waldir Xavier e Björn Wiese Indicado

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. France Presse (21 de maio de 2019). «Karim Ainouz homenageia brasileiras invisíveis em filme que traz Carol Duarte e Julia Stockler». G1. Consultado em 9 de julho de 2019 
  2. «'A vida invisível de Eurídice Gusmão' vence mostra Um Certo Olhar em Cannes». G1. 24 de maio de 2019. Consultado em 9 de julho de 2019 
  3. «'A vida invisível' é escolhido para representar o Brasil no Oscar 2020». O Globo. 27 de agosto de 2019. Consultado em 27 de agosto de 2019 
  4. «Resumo - A vida invisível de Eurídice Gusmão - Mais gostaram - 1». www.skoob.com.br. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  5. AdoroCinema, A Vida Invisível: Curiosidades, consultado em 31 de agosto de 2021 
  6. AdoroCinema. «A Vida Invisível adianta lançamento em mais de um mês, apenas no Nordeste, visando o Oscar». AdoroCinema. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  7. Wiseman, Andreas; Wiseman, Andreas (20 de agosto de 2019). «Amazon Studios Buys U.S. Rights To Cannes Winner & Brazilian Oscar Hopeful 'The Invisible Life Of Eurídice Gusmão'». Deadline (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  8. Invisible Life (em inglês), consultado em 31 de agosto de 2021 
  9. David Rooney (20 de maio de 2019). «'The Invisible Life of Euridice Gusmao': Film Review» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 9 de julho de 2019 
  10. Lee Marshall (20 de maio de 2019). «'The Invisible Life Of Euridice Gusmao': Cannes Review» (em inglês). Screen Daily. Consultado em 9 de julho de 2019 
  11. GUY LODGE (25 de maio de 2019). «Film Review: 'The Invisible Life of Eurídice Gusmão'» (em inglês). Variety. Consultado em 9 de julho de 2019 
  12. Rooney, David; Rooney, David (20 de maio de 2019). «'Invisible Life' ('A Vida invisivel de Euridice Gusmao'): Film Review | Cannes 2019». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  13. «″A Vida Invisível de Eurídice Gusmão″ vence prémio Un Certain Regard em Cannes - DN». www.dn.pt. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  14. «Filme de Karim Aïnouz ganha mais um prêmio internacional». O Globo. 6 de julho de 2019. Consultado em 9 de julho de 2019 
  15. «'Bacurau' vence o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2020». Diario de Pernambuco. Consultado em 10 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.