Adolphe d'Ennery

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Adolphe d'Ennery
Nascimento 17 de junho de 1811
Paris
Morte 26 de janeiro de 1899 (87 anos)
Paris
Sepultamento cemitério do Père-Lachaise
Cidadania França
Cônjuge Clémence d'Ennery
Ocupação escritor, dramaturgo, libretista, romancista, compositor
Prêmios
  • Comandante da Legião de Honra

Adolphe Philippe d'Ennery ou Dennery (Paris, 17 de junho de 1811 – Paris, 25 de janeiro de 1899) foi um dramaturgo e romancista francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Paris, seu verdadeiro sobrenome era Philippe. Obteve seu primeiro sucesso em colaboração com Charles Desnoyer em Émile, ou le fils d'un pair de France (1831), um drama que foi o primeiro de uma série de cerca de duzentas peças escritas sozinho ou em colaboração com outros dramaturgos. Dentre as melhores delas podem ser citadas: Gaspard Hauser (1838) com Auguste Anicet-Bourgeois; Les Bohémiens de Paris (1842) com Eugène Grangé; com Mallian, Marie-Jeanne, ou la femme de peuple (1845), com a qual Madame Dorval obteve um grande sucesso, La Case d'Oncle Tom (1853) e Les Deux Orphelines (1875), talvez a sua melhor peça, com Eugène Cormon.

Escreveu o libreto para Le Tribut de Zamora (1881), de Charles Gounod, e com Louis Gallet e Édouard Blau, compôs o libreto para Le Cid (1885), de Jules Massenet e, novamente, em colaboração com Eugène Cormon, os libretos das óperas de Daniel Auber: Le Premier Jour de bonheur (1868) e Rêve d'amour (1869). Outros libretos de óperas incluem: La Rose de Péronne (1840), Si j'étais roi (1852), Le Muletier de Tolède (1854) e À Clichy, épisode de la vie d'un artiste (1854) por Adolphe Adam; The Rose of Castile (1857), de Michael Balfe; Don César de Bazan (1872), de Massenet, e La Nuit aux soufflets (1884), de Hervé. Adaptou para o palco a comédia de Honoré de Balzac, Mercadet le faiseur, apresentada no Théâtre du Gymnase em 1851. Invertendo a ordem habitual do processo, d'Ennery adaptou algumas das suas peças para a forma de romances. Morreu em Paris em 1899.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • A Celebrated Case, dirigido por George Melford (1914, baseado na peça Une Cause célèbre)
  • Don Caesar de Bazan, dirigido por Robert G. Vignola (1915, baseado na peça Don César de Bazan)
  • The Two Orphans, dirigido por Herbert Brenon (1915, baseado na peça The Two Orphans)
  • Martyre, dirigido por Camillo De Riso (Itália, 1917, baseado na peça Martyre!)
  • Don Cesar, Count of Irun, dirigido por Luise Kolm e Jacob Fleck (Áustria, 1918, baseado na peça Don César de Bazan)
  • The Adventurer, dirigido por J. Gordon Edwards (1920, baseado na peça Don César de Bazan)
  • Belphegor the Mountebank, dirigido por Bert Wynne (Reino Unido, 1921, baseado na peça Paillasse)
  • Orphans of the Storm, dirigido por D. W. Griffith (1921, baseado na peça The Two Orphans)
  • Rosita, dirigido por Ernst Lubitsch (1923, baseado na peça Don César de Bazan)
  • The Spanish Dancer, dirigido por Herbert Brenon (1923, baseado na peça Don César de Bazan)
  • Martyre, dirigido por Charles Burguet (França, 1927, baseado na peça Martyre!)
  • The Two Orphans, dirigido por Maurice Tourneur (França, 1933, baseado na peça The Two Orphans)
  • The Two Orphans, dirigido por Carmine Gallone (Itália, 1942, baseado na peça The Two Orphans)
  • Don Cesare di Bazan, dirigido por Riccardo Freda (Itália, 1942, baseado na peça Don César de Bazan)
  • The Two Orphans, dirigido por José Benavides (México, 1944, baseado na peça The Two Orphans)
  • The Two Orphans, dirigido por Hassan al-Imam (Egito, 1949, baseado na peça The Two Orphans)
  • The Two Orphans, dirigido por Roberto Rodríguez (México, 1950, baseado na peça The Two Orphans)
  • Appassionatamente, dirigido por Giacomo Gentilomo (Itália, 1954, baseado na peça La Dame de Saint-Tropez)
  • The Two Orphans, dirigido por Giacomo Gentilomo (Itália, 1954, baseado na peça The Two Orphans)
  • The Seventh Sword, dirigido por Riccardo Freda (Itália, 1962, baseado na peça Don César de Bazan)
  • The Two Orphans, dirigido por Riccardo Freda (França/Itália, 1965, baseado na peça The Two Orphans)
  • The Two Orphans, dirigido por Leopoldo Savona (Espanha, 1976, baseado na peça The Two Orphans)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]