Alberto Estima de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alberto Estima de Oliveira
Nome completo Alberto Eduardo Estima de Oliveira
Nascimento 1 de julho de 1934
Lisboa, Portugal
Morte 1 de maio de 2008 (73 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade português
Ocupação Poeta
Prémios Grande Prémio Internacional de Poesia – Festival Internacional de Noites Poéticas de Curtea de Argeș (1999)[1]

Alberto Eduardo Estima de Oliveira (Lisboa, 1 de julho de 1934 — Lisboa, 1 de maio de 2008) foi um poeta português.[1][2] Recebeu o Grande Prémio Internacional de Poesia no Festival Internacional de Noites Poéticas de Curtea de Argeș, na Roménia em 1999.[1][3]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Vector II (Nova Lisboa, atual Huambo)
  • Vector III (Nova Lisboa, atual Huambo)
  • Kuzuela III – 1.ª Antologia de Poesia Africana de Expressão Portuguesa (Luanda)
  • Tempo de Angústia (Angola, 1972)
  • Infraestruturas (Macau, 1987)
  • Diálogo do Silêncio (Macau, 1988)
  • Rosto (Macau, 1990)
  • Corpo (Con)Sentido (Macau, 1993)
  • Esqueleto do Tempo (Macau, 1995)
  • Estrutura I – O Sentir (Macau, 1996)
  • Infraestruturas (Kei Tcho) (Macau, 1999; em português e chinês)
  • Mesopotâmia – Espaço que Criei (Lisboa, 2003)

Referências

  1. a b c «Estima e a Macau do Nosso Tempo». Revista MACAU. 12 de dezembro de 2008 
  2. Lusa (2 de maio de 2008). «Literatura: Morreu o poeta Alberto Estima de Oliveira». SAPO Notícias. SAPO 
  3. «Alberto Estima de Oliveira». Instituto Português do Oriente. Consultado em 14 de setembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.