Alcides aurora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAlcides aurora
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
Subordem: Geometroidea
Família: Uraniidae
Subfamília: Uraniinae[1]
Género: Alcides
Hübner, 1822[1]
Espécie: A. aurora
Nome binomial
Alcides aurora
(Salvin & Godman, 1877)[2]

Alcides aurora é uma mariposa, ou traça, diurna[3] da família Uraniidae, encontrada em Nova Guiné[4]; com o seu tipo nomenclatural coletado em Nova Bretanha (no Arquipélago de Bismarck) pelo reverendo George Brown, que lá esteve no ano de 1875.[5] Foi classificada por Osbert Salvin e Frederick du Cane Godman em 1877.[2] Esta espécie é aparentada com Chrysiridia rhipheus, conhecida por Rainha-de-Madagáscar e considerada a mariposa mais bonita do mundo.[3]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Alcides aurora possui asas de um tom enegrecido, vista por cima, desde o seu ápice até a metade de sua asa anterior, com uma faixa de tonalidade azul-esverdeada, com nuances de amarelo, delimitando outra área escura; que se estende para a asa posterior, próxima do corpo do inseto. Na asa posterior, os tons claros prevalecem, junto com uma característica área de coloração amarela e rosada próxima ao final das asas. Não possuem caudas vistosas na metade inferior das asas posteriores ou contornos de tonalidade branca em suas bordas irregulares, como em outras espécies do gênero Alcides.[2][6][7]

Alimentação das lagartas e defesa[editar | editar código-fonte]

Lagartas de mariposas do gênero Alcides alimentam-se de plantas da família Euphorbiaceae, cujo nível de toxinas acumuladas acaba por afastá-las de predação em sua fase adulta.[8]

Referências

  1. a b Savela, Markku. «Alcides» (em inglês). Lepidoptera and some other life forms. 1 páginas. Consultado em 15 de março de 2017 
  2. a b c Klátil, Lubomír (18 de outubro de 2014). «Alcides aurora Salvin & Godman, 1877» (em inglês). BioLib. 1 páginas. Consultado em 15 de março de 2017 
  3. a b STANEK, V. J. (1985). Encyclopédie des Papillons. 210 illustrations en couleurs (em francês) 4ª ed. Praga: Gründ. p. 333-334. 352 páginas. ISBN 2-7000-1312-3 
  4. «Alcides aurora» (em inglês). Digital Moths of Japan. 1 páginas. Consultado em 15 de março de 2017 
  5. «The Reverend George Brown: His Bismarck Island Butterflies» (em inglês). The Insect Collectors' Forum. 12 de dezembro de 2015. 1 páginas. Consultado em 15 de março de 2017. Among the moth species discovered by Brown was the beautiful Alcides aurora Godman & Salvin 1877. (See plate XXIII). Type locality New Britain. 
  6. «Uraniinae: Alcides aurora» (em inglês). Flickr. 19 de outubro de 2015. 1 páginas. Consultado em 15 de março de 2017 
  7. GIBELLI, Nicolas J. (1966). Naturama. Enciclopédia do Mundo Animal, volume 3. Rio de Janeiro: Codex S. A. p. 421. 576 páginas 
  8. Lees, David C.; Smith, Neal G. (1991). «Food plant associations of the Uraniinae (Uraniidae) and their systematic, evolutionary, and ecological significance» (PDF) (em inglês). Journal of the Lepidopterists' Society 45(4). p. 296-347. Consultado em 15 de março de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alcides aurora
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Alcides aurora
Ícone de esboço Este artigo sobre lepidópteros, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.