Alcino Neves dos Santos Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Alcino Neves dos Santos Filho, mais conhecido como Alcino (Rio de Janeiro, 24 de março de 1951[1]Belém, 20 de julho de 2006), foi um futebolista brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nasceu em 24 de março de 1951 no Rio de Janeiro. Jogou por vários times do futebol brasileiro, entre eles: Madureira (RJ), Remo (PA), Portuguesa (SP), Grêmio (RS), Atlético (GO), Bangu (RJ) e Rio Negro (AM), Pinheirense(PA).

É considerado o maior ídolo do Clube do Remo onde tornou-se tricampeão paraense (1973, 1974 e 1975) tornando-se artilheiro nestas edições. Também é o 2º maior artilheiro do clube com 158 gols marcados atrás apenas de Dadinho. Transferiu-se para o Grêmio em 1976. Em 2001 foi eleito como o melhor atacante do século. Na noite de entrega ele recebeu o prêmio das maos de seu filho caçula Edson, o qual nao via havia mais de uma década, protagonizando naquela noite um dos mais belos e emocionantes encontros na TV esportiva do Estado. Alcino também integrou a Seleção Paraense do Século XX.

Maior Lance da História do Futebol do Norte

Acreditem se quiser, marcou dois gols e deu a vitória ao Clube do remo de virada, 2 x 1.

Mais uma história do centroavante é que, durante um jogo com o Paysandu, após driblar dois zagueiros, o lateral, fintar espetacularmente o goleiro do Papão, Nego Motora como era conhecido, sentou na bola a dois palmos da linha do gol antes de fazer balançar as redes do time adversário.

Terminou expulso, mas provavelmente contente pela vitória dos azulinos por dois a zero em cima do time bicolor e por ter acrescentado mais um fato pitoresco à sua lenda pessoal.

Alcino morreu em 20 de julho de 2006, vítima de câncer generalizado.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Remo
(1971)
(1971)
(1973, 1974 e 1975)
  • Torneio Internacional de Belém: 1
(1975)
  • Torneio Pará-Goiás: 1
(1972)
  • Torneio Cidade de Belém: 1
(1970)
  • Taça Vivenda: 1
(1972)

Rio Negro[editar | editar código-fonte]

(1982)

Destaques[editar | editar código-fonte]

Remo[editar | editar código-fonte]

(1971)
  • Gol marcado Artilheiro do Campeonato Paraense: 3
(1973, 1974 e 1975)
  • Gol marcado Atacante do Século no Futebol do Pará - Seleção Paraense do Século XX

Grêmio[editar | editar código-fonte]

  • Gol marcado Artilheiro do Campeonato Gaúcho: 1
(1976)

Referências

  1. Marcelo Rozenberg. «Que fim levou? - Alcino». Consultado em 1 de agosto de 2010. Arquivado do original em 5 de julho de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.