Taça Norte–Nordeste de 1971

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taça Norte–Nordeste de 1971
Dados
Campeão Pará Remo
Vice-campeão Sergipe Itabaiana

A Taça Norte–Nordeste de 1971,[1][nota 1] ou mais precisamente Zona Norte–Nordeste do Primeiro Campeonato Nacional de Clubes da Primeira Divisão,[4][nota 2] foi uma fase regional da edição inaugural do Campeonato Brasileiro Série B, que foi organizado pela Confederação Brasileira de Desportos (CBD, precursora da atual CBF) em 1971. Por não se tratar de um torneio independente, o título atribuído ao Clube do Remo não é reconhecido pela CBF, apesar das reivindicações do clube paraense.[7]

Para a Segunda Divisão do Campeonato Nacional de 1971, a CBD adotou um sistema de organização em chaves regionais similar ao utilizado anteriormente na Taça Brasil (antigo formato do atual Campeonato Brasileiro), dividido-a nas Zonas Norte–Nordeste e Zona Centro–Sul.[8] A Zona Norte–Nordeste foi divida em dois grupos: as taças Norte e Nordeste, com os vencedores dos grupos Norte e Nordeste disputando a Zona Norte-Nordeste. O vencedor desta fase inter-regional conquistava uma vaga na final da Segunda Divisão nacional.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Pôster do Jornal O Liberal, relativo ao título da Taça Norte–Nordeste de 1971 conquistado pelo Remo.
Versão vetorizada do troféu de bronze, entregue ao campeão da Taça Norte–Nordeste de 1971

Em 1971 seria realizada a quarta edição do Torneio Norte–Nordeste, mas com o início do Campeonato Brasileiro da Série B, o torneio acabou sendo realizado como a fase regional Norte–Nordeste do Campeonato Brasileiro da Série B de 1971,[4][6] para que seu vencedor fosse confrontado com o vencedor da Zona Centro–Sul, numa final nacional da segunda divisão.[4][2]

O Torneio foi uma forma de incorporar os clubes da Região Norte, tais como Remo, Tuna Luso, Paysandu e Nacional. E alguns tradicionais clubes do Nordeste, tais como Náutico, ABC, Sampaio Corrêa e Campinense Clube, que haviam ficado de fora do Campeonato Brasileiro de 1971.

A final da Taça Norte–Nordeste foi disputada entre Remo e o Itabaiana, ficando a taça com o clube paraense.

Taça Norte–Nordeste de 1972[editar | editar código-fonte]

Em 1972 seria realizado a segunda edição da Taça Norte–Nordeste.[1] Mas com os dois únicos representantes da Região Norte no Campeonato Brasileiro (Remo e Nacional) disputando a Série A, a CBD realizou uma competição apenas com clubes da Região Nordeste, vencida pelo Sampaio Corrêa, que foi declarado Campeão Brasileiro da Série B de 1972.

Grupo do Norte[editar | editar código-fonte]

Para chegar a decisão o Remo ganhou o Torneio Seletivo Paraense, que contava ainda com Tuna Luso, Paysandu e Sport Belém, e disputou contra a Rodoviária o título de campeão do grupo do Norte, no qual se sagrou campeão após vencer por 1 a 0, no dia 25 de novembro de 1971, e por 4 a 2, no dia 28 de novembro, ambos os jogos disputados em Belém.

Seletiva paraense

Contou com a participação dos clubes paraenses mais importantes, na época (Remo, Paysandu, Tuna Luso e Sport Belém)

Jogos do Remo na seletiva paraense do grupo do Norte:

Placares
Remo Pará 0–0 Pará Tuna
Remo Pará 0–1 Pará Paysandu
Remo Pará 4–0 Pará Sport Belém
Belém Pará 0–1 Pará Remo
Tuna Pará 0–0 Pará Remo
Paysandu Pará 0–2 Pará Remo
Seletiva amazonense

A seletiva amazonense de 1971 teria contado com a presença do campeão do Torneio do Norte de 1970, Fast Clube e também do Nacional de Manaus, semifinalista do Grupo Norte do Torneio Norte–Nordeste de 1968 e participante do quadrangular final do Grupo Norte do Torneio Norte–Nordeste de 1969.

Não existem referências em periódicos do Amazonas sobre realização desta fase preliminar amazonense, uma vez que o Fast Clube que seria o representante legítimo do estado na Série B, segundo consta em registros dos periódicos da cidade de Manaus teria abrido mão de disputar a competição e se unido à disputa da Torneio de Integração Nacional disputada no estado de Goiás por clubes de federações revoltadas com a não inclusão na elite do futebol brasileiro. Logo a vaga que seria deste foi repassada ao vice-campeão amazonense vigente que era a Rodoviária.

Jogos da seletiva amazonense do grupo do Norte:

Placares
Quartas de final
Sul América * Amazonas 0–0 (pen: 5-3) Amazonas Rio Negro
Nacional Amazonas 1–0 Amazonas América-AM
Rodoviária * Amazonas 0–0 (pen: 4-2) Amazonas Olímpico
Fast * Amazonas 0–0 (pen: 3-2) Amazonas São Raimundo
Semifinais
Nacional Amazonas 1–0 Amazonas Sul América
Rodoviária Amazonas 1–0 Amazonas Fast
Final
Rodoviária Amazonas 1–0 Amazonas Nacional

O Remo, como vencedor da seletiva paraense, enfrentou a Rodoviária, vencedor da seletiva amazonense, na final do grupo do Norte.

Decisão do grupo do Norte
Placar
Remo Pará 1-0 Amazonas Rodoviária
Remo Pará 4-2 Amazonas Rodoviária
Vencedor do grupo do Norte
Remo

Grupo do Nordeste[editar | editar código-fonte]

Já o Itabaiana teve que passar pelo Torneio Seletivo de Sergipe, que contou também com Sergipe e Confiança, classificando-se para a fase eliminatória, onde teve que eliminar o Náutico (PE), o CRB (AL), o Ferroviário (CE) e o Flamengo do Piauí para chegar a decisão.

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Classificados à segunda fase
Grupo A
Grupo A
Time Pts J V E D GP GC SG
1 Ceará Ferroviário 9 6 4 1 1 12 7 5
2 Paraíba Campinense 6 5 3 0 2 5 5 0
3 Rio Grande do Norte ABC 3 5 1 1 3 8 10 -2
4 Pernambuco Ferroviário 2 4 0 2 2 5 8 -3
Pts – Pontos ganhos; J – Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas;
GP – Gols pró; GC – Gols contra; SG – Saldo de gols
Grupo B
Grupo B
Time Pts J V E D GP GC SG
1 Sergipe Itabaiana 5 4 2 1 1 7 5 2
2 Alagoas CRB 4 4 2 0 2 9 7 2
3 Pernambuco Náutico 3 4 1 1 2 5 9 -4
Pts – Pontos ganhos; J – Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas;
GP – Gols pró; GC – Gols contra; SG – Saldo de gols
Grupo C
Grupo C
Time Pts J V E D GP GC SG
1 Piauí Flamengo 12 8 5 2 1 12 7 5
2 Maranhão Sampaio Corrêa 11 8 5 1 2 16 8 8
3 Piauí Ríver 10 8 5 0 3 12 8 4
4 Ceará Guarany de Sobral 6 8 2 2 4 8 12 -4
5 Maranhão Maranhão 1 8 0 1 7 3 16 -13
Pts – Pontos ganhos; J – Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas;
GP – Gols pró; GC – Gols contra; SG – Saldo de gols

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

O primeiro colocado de cada um dos três grupos fizeram um triangular para determinar o vencedor do grupo envolvendo os clubes do Nordeste.


7 de Novembro de 1971
Ferroviário 1 – 1 Itabaiana Fortaleza


10 de Novembro de 1971
Flamengo 2 – 0 Itabaiana Teresina


14 de Novembro de 1971
Flamengo 0 – 0 Ferroviário Teresina


21 de Novembro de 1971
Itabaiana 5 – 1 Flamengo Itabaiana


24 de Novembro de 1971
Itabaiana 1 – 0 Ferroviário Itabaiana


29 de Novembro de 1971
Ferroviário 2 – 1 Flamengo Fortaleza


Classificação
Time Pts J V E D GP GC SG
1 Sergipe Itabaiana 5 4 2 1 1 7 4 3
2 Ceará Ferroviário 4 4 1 2 1 3 3 0
3 Piauí Flamengo 3 4 1 1 2 4 7 -3
Pts – Pontos ganhos; J – Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas;
GP – Gols pró; GC – Gols contra; SG – Saldo de gols
Vencedor do grupo do Nordeste
Itabaiana

Final[editar | editar código-fonte]

Placar
Itabaiana Sergipe 0-0 Pará Remo
Remo Pará 2-0 Sergipe Itabaiana
Campeão da Taça Norte–Nordeste de 1971
Bandeira do Pará.svg
Remo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Também referido como Campeonato Norte–Nordeste[2] e Campeonato Nacional Norte–Nordeste.[3]
  2. Não é erro de digitação, a edição de 1971 da atual Série B foi denominada de Primeira Divisão pela CBD.[5][4] Também referido como Zona Norte–Nordeste do Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão[6] e Zona Norte–Nordeste do Campeonato Brasileiro da Série B

Referências

  1. a b «Os Campeões do Nordeste». História do Futebol. Consultado em 8 de fevereiro de 2018. 
  2. a b c «Torneio Norte - Nordeste». Campeões do Futebol. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 
  3. «Títulos do Clube do Remo». Campeões do Futebol. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 
  4. a b c d «Brazil 1971 Championship - 2nd level». RSSSF Brasil. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 
  5. «História do Campeonato Brasileiro de futebol». Quadro de Medalhas. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 
  6. a b «Competições do Norte-Nordeste do Brasil». RSSSF Brasil. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 
  7. «Clube do Remo solicita reconhecimento de títulos». Globo Esporte. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 
  8. «Torneios entre campeões regionais». Campeões do Futebol. Consultado em 7 de fevereiro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

http://www.campeoesdofutebol.com.br/torneio_norte_nordeste.html


Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.