Alexander Rüstow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alexandre Rüstow

Alexander Rüstow (Wiesbaden, 8 de Abril de 1885Heidelberg, 30 de Junho de 1963) foi um sociólogo e economista alemão. Criador do termo "neoliberalismo"[1] [2] e um dos pais da economia social de mercado que moldou a economia da Alemanha Ocidental no pós-guerra. Também forneceu obras fundamentais para o estabelecimento da escola do ordoliberalismo.

Ordoliberalismo, Economia Social de Mercado e o Milagre do Reno[editar | editar código-fonte]

Um ex-socialista desiludido após a ascensão da União Soviética, Rüstow queria traçar uma “Terceira Via” entre o laissez-faire e o socialismo[3]. Junto a Walter Eucken e Franz Böhm e outros nomes da Escola de Friburgo, Rüstow forneceu ideias econômicas que influenciaram grandemente a Alemanha e Áustria na reconstrução do pós-guerra. Esse enorme período de crescimento econômico ficou conhecido como o Milagre do Reno. Contudo, enquanto Euckene e Böhm estavam mais associados as ideias do ordoliberalismo, Rüstow ficou mais associado ao que chamou na época de neoliberalismo. Ainda que ambas escolas preconizassem um meio termo entre o Laissez-faire e a Economia planificada, os ordoliberais eram mais pró-mercado enquanto a posição de Rüstow era mais pró-intervenção do Estado na economia.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Der Lügner. Theorie, Geschichte und Auflösung des Russellschen Paradoxons,1910
  • Schutzzoll oder Freihandel?, 1925
  • Das Für und Wider der Schutzzollpolitik, 1925
  • Das Versagen des Wirtschaftsliberalismus, 1945, republicado em 2001, ISBN 3895183490
  • Zwischen Kapitalismus und Kommunismus, 1949
  • Das Versagen des Wirtschaftsliberalismus, 2ª edição, 1950
  • Ortsbestimmung der Gegenwart. Eine universalgeschichtliche Kulturkritik, 3 volumes, 1950 - 1957
    • Volume 1: Ursprung der Herrschaft
    • Volume 2: Weg der Freiheit
    • Volume 3: Herrschaft oder Freiheit?
  • Wirtschaft und Kultursystem, 1955
  • Die Kehrseite des Wirtschaftswunders, 1961

Referências

  1. Otte, Romanus (23 de Agosto de 2008). Herzlichen Glückwunsch, Neoliberalismus!. Die Welt. Página visitada em 30 de Novembro de 2008.
  2. «Como os neoliberais modernos redescobriram o neoliberalismo». www.neoliberais.com. Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  3. «Como os neoliberais modernos redescobriram o neoliberalismo». www.neoliberais.com. Consultado em 27 de dezembro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Arnold Reisman (2006). Turkey's Modernization; Refugees from Nazism and Ataturk's Vision. New Academia Publishing. ISBN 0977790886.
  • Nicholls, A. J. (2000). Freedom With Responsibility: The Social Market Economy in Germany, 1918-1963. Oxford: Oxford University Press.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alexander Rüstow