Almudena Grandes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Almudena Grandes
Almudena Grandes
Nome completo Almudena Grandes Hernández
Nascimento 7 de maio de 1960
Madrid, Espanha
Morte 27 de novembro de 2021 (61 anos)
Madrid
Cônjuge Luis García Montero
Prémios Prémio La Sonrisa Vertical (1999)

Prémio Nacional de Narrativa (2018)

Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo
Magnum opus Malena É Um Nome de Tango

Almudena Grandes Hernández (Madrid, 7 de maio de 1960 - 27 de novembro de 2021) foi uma escritora espanhola.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou Geografia e Historia na Universidade Complutense de Madrid. Foi casada com o poeta Luis García Montero. Em 1989 ganhou o prêmio La Sonrisa Vertical pela novela erótica Las edades de Lulú, que está traduzida em várias línguas. O realizador Bigas Luna fez um filme homônimo baseado nesta novela. Vários outras obras foram adaptadas ao cinema como Malena es un nombre de tango pelo realizador Gerardo Herrero e o conto El lenguaje de los balcones adaptado por Juan Vicente Córdoba no filme Aunque tú no lo sepas.

Os seus livros descrevem sobretudo a sociedade espanhola na época posterior à ditadura franquista, i.e. desde 1975 até à atualidade, com enorme realismo e intensa introspeção psicológica.

Hernández morreu em 27 de novembro de 2021 em Madrid, aos 61 anos de idade, devido a um câncer.[1]

Livros[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Episodios de una guerra interminable
  • As idades de Lulú - no original Las edades de Lulú (Tusquets, 1989).
  • Te llamaré Viernes Tusquets, 1991.
  • Malena é um nome de tango - no original Malena es un nombre de tango Tusquets, 1994.
  • Atlas de Geografia Humana - no original Atlas de geografía humana Tusquets, 1998.
  • Os ares difíceis - no original Los aires difíciles Tusquets, 2002.
  • Castelos de Cartão - no original Castillos de cartón Tusquets, 2004.
  • El corazón helado Tusquets, 2007.
  • Los pacientes del doctor García 2017.

Coleções de contos[editar | editar código-fonte]

  • Sete Mulheres - no original Modelos de mujer (Tusquets, 1996).
  • Mercados de Barceló, 2003.
  • Estaciones de paso (Tusquets, 2005).

Referências

  1. Constenla, Tereixa (27 de novembro de 2021). «Muere Almudena Grandes, la escritora que noveló la épica de los perdedores». El País (em espanhol). Consultado em 27 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Almudena Grandes