António Álvares da Cunha, Senhor de Tábua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

António Álvares da Cunha (Estado da Índia, 1 de maio de 1626 - 26 de maio de 1690), 17.º Senhor de Tábua[1], foi um nobre e político português; era comendador da Ordem de Cristo, trinchante da Casa Real de El-Rei D. João IV, D. Afonso VI e de D. Pedro II; 25.° guarda-mor[2] da Torre do Tombo de 1668 a 1690, e deputado da Junta dos três Estados.

Foi dos que mais contribuiu para a proclamação de João IV de Portugal, na Restauração da Independência, fazendo parte de Os Quarenta Conjurados[3].

Foi o primeiro membro português da Royal Society de Londres, eleito em 1668[4]. Assim como foi secretário e fundador da Academia dos Generosos.

Dados genealógicos[editar | editar código-fonte]

Filho de:

Casou em 1630 com:

Filhos:

Referências