Associação de Escuteiros de Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde junho de 2016).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Associação de Escuteiros de Angola (AEA) foi fundada em 1994 e é membro da Organização Mundial do Movimento Escoteiro (OMME) desde 1999. Em 2004 os censos apontavam para a existência de 13 753 escuteiros filiados à associação espalhados por 54 agrupamentos, dividindo-se estes por sete regiões: Luanda, Benguela, Kwanza-Sul, Huíla, Huambo, Cabinda e Namibe.

A história do escutismo em território angolano começa nos anos em que este era uma colónia portuguesa e funcionava paralelamente com o Corpo Nacional de Escutas. Quando Angola alcança a independência em 1975 e o país se torna marxista e o escutismo é banido pelo governo. Em 1991 recomeça oficialmente o movimento e em 1994 as duas associações existentes no país, a Associação de Escuteiros Católicos de Angola e a Associação Nacional de Escuteiros, juntam-se e formam a A.E.A.

ALGUMAS DATA IMPORTANTES

- 22 de Fevereiro de 1991 – Fundação da Associação Nacional de Escuteiros –

A.N.E.

-Junho de 1991 – Primeiras Promessas de Escuteiros Angolanos e constituição

formal dos primeiros Agrupamentos;

-5 de Outubro de 1992 – Reconhecimento da A.N.E. pelo Ministério da Juventude

e Desportos de Angola

- 1993 – Constituição da Região de Benguela

- 4 de Dezembro de 1994 – Constituição da Associação de Escuteiros de Angola

A.E.A.

-5 de Agosto de 1996 – Certidão lavrada pelo Ministério da Justiça

- 3 a 5 de Dezembro de 1999 – 1º Conselho Nacional Plenário da A.E.A.

- 1 a 3 de Maio de 2004 – 31ª Conferência Zonal de Escutismo – África Austral

PRINCIPIOS DO ESCUTISTA[editar | editar código-fonte]

1=O escuta orgulha-se pela sua fé e por ela orienta toda sua vida. 2=O escuta é filho de Angola e bom cidadão. 3=O dever do escuta começa em casa.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.