Birgitta Jónsdóttir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O título deste artigo é um nome islandês, o sobrenome ou apelido é um patronímico ou matronímico, e não é um nome de família, essa pessoa é devidamente referido pelo nome próprio (neste caso) Birgitta.
Birgitta Jónsdóttir
Birgitta Jónsdóttir (2009)
Político de  Islândia
Período 2009[1] -
Presidente do grupo parlamentar
Vida
Nascimento 17 de Abril de 1967 (47 anos)
Reykjavík,  Islândia
Dados pessoais
Partido O Movimento
Website this.is/birgitta

Birgitta Jónsdóttir (Reykjavík, 17 de abril de 1967) é uma ativista, escritora e poetisa islandesa e membro do parlamento do Althing, o parlamento islandês, que representava o Movimento Cívico e d'O Movimento sendo agora representante do Partido Pirata. [1] [2] O seu distrito é a Circunscrição do Sul de Reykjavík..[1] Ela foi eleita para o Parlamento islandês em abril de 2009 em nome de um movimento visando a reforma democrática além dos partidos políticos de esquerda e direita. Birgitta tem sido uma ativista e um porta-voz de diversos grupos, tais como Saving Iceland (Salve a Islândia) e "Amigos do Tibete", na Islândia. Atualmente, ela é uma porta-voz do site Wikileaks, em relação ao seu papel como co-produtora do vídeo Collateral Murder (Assassínio Colateral) publicado pelo Wikileaks.[3]
Presente em comissões parlamentares:
• Membro da Comissão Parlamentar de revisão sobre o relatório da SIC (Special Investigation Commission) desde 2009.
• Membro da Comissão do Meio Ambiente desde 2009.
• Membro da Comissão dos Negócios Estrangeiros desde 2009.
• Membro da delegação islandesa à Assembleia Parlamentar da NATO desde 2009.

Vida e Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Nascida em Reykjavik, Birgitta além de poeta é escritora, artista, editora, publicadora, ativista e pioneira da internet. A sua primeira coleção da poesia foi publicada quando ela tinha 22 anos pela maior editora da Islândia, Almenna Bókafélagið, AB books, em 1989. Birgitta organizou "Arte contra a guerra", onde um número de artistas e poetas islandeses saíram para protestar contra a guerra no Iraque. Birgitta colocou pela primeira vez uma galeria de arte islandesa online, em 1996, para a Apple Shop na Islândia. Birgitta tem participado em vários projetos internacionais relacionados com a escrita e ativismo incluindo "Poetas Contra a Guerra", "O Diálogo Entre Nações por Meio da Poesia" e "Poetas pelos Direitos Humanos". Ela também editou e publicou dois livros internacionais: "The World Healing Book" e o "The Book of Hope", que contém os escritos de Lawrence Ferlinghetti, Rita Dove, Dalai Lama, o rabino Michael Lerner, John Kinsella, e Sigur Rós. Birgitta é uma fundadora da Beyond Borders Press e Radical Creations. Birgitta também faz parte da Rede Internacional de Parlamentares pelo Tibete (INPaT)

Iniciativas de Liberdade de Imprensa[editar | editar código-fonte]

Ela é uma ativista voluntária pelo Wikileaks e teve um papel importante na exposição do vídeo do Assassínio Colateral.[4] Ela também faz parte do movimento para tornar a Islândia um refúgio para a liberdade de imprensa e foi um dos patrocinadores da Iniciativa Islandesa para a Modernização dos Meios de Comunicação.[5] [6] [7] [8]

Em 18 de junho de 2010, (ela) disse a Brian Ross do ABC News, que "espera muito em breve" que o Wikileaks exponha um vídeo que vazou de um ataque aéreo dos EUA no Afeganistão.[9]

Referências

  1. a b c Birgitta Jónsdóttir Althing. Visitado em 2010-06-21.
  2. Siek, Stephanie. "New law aims to make Iceland a haven for press freedom", 17 June 2010. Página visitada em 2010-06-21.
  3. Shenon, Philip. "WikiLeaks Hired Lawyers for Leaker", 18 June 2010. Página visitada em 2010-06-21.
  4. "With Rumored Manhunt for Wikileaks Founder and Arrest of Alleged Leaker of Video Showing Iraq Killings, Obama Admin Escalates Crackdown on Whistleblowers of Classified Information", 17 June 2010. Página visitada em 2010-06-21.
  5. , by Robert Mackey, nytimes.com, June 18, 2010
  6. Khatchadourian, Raffi. "No Secrets", 7 June 2010. Página visitada em 2010-06-21.
  7. IMMI Principal Endorsers
  8. IMMI Contact
  9. Chuchmach, Megan. "WikiLeaks Preparing to Release Video of Alleged U.S. 'Massacre' in Afghanistan", 18 June 2010. Página visitada em 2010-06-21.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]