Blood on the Tracks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Blood on the Tracks
Álbum de estúdio de Bob Dylan
Lançamento 17 de Janeiro de 1975
Gravação Setembro e Dezembro de 1974
Gênero(s) Folk rock
Duração 51 min 42 seg
Formato(s) LP
Gravadora(s) Columbia Records
Produção Bob Dylan
Cronologia de Bob Dylan
Último
Before the Flood
(1974)
The Basement Tapes
(1975)
Próximo

Blood on the Tracks é o décimo quinto álbum de estúdio do cantor Bob Dylan, lançado a 17 de Janeiro de 1975. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.[1]

Este disco marca o regresso à gravadora Columbia Records, depois de editar dois álbuns com a Asylum Records. Alguns anos depois, as críticas disseram que se tratava de um dos melhores discos do cantor.[2][3][4][5]

Em 2003, o disco foi incluído na lista da revista Rolling Stone no nº 16 dos 500 Melhores Álbuns de Todos os Tempos.[6] Este é um dos melhores álbuns do cantor em termos de vendas, tendo sido certificado nos Estados Unidos com Dupla Platina.[7]

O disco atingiu o nº 1 do Pop Albums.[8]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 5 de 5 estrelas. [9]
Robert Christgau (A) [10]
Rolling Stone (Positivo) [11]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas por Bob Dylan

Lado 1[editar | editar código-fonte]

  1. "Tangled Up in Blue" – 5:42
  2. "Simple Twist of Fate" – 4:19
  3. "You're a Big Girl Now" – 4:36
  4. "Idiot Wind" – 7:48
  5. "You're Gonna Make Me Lonesome When You Go" – 2:55

Lado 2[editar | editar código-fonte]

  1. "Meet Me in the Morning" – 4:22
  2. "Lily, Rosemary and the Jack of Hearts" – 8:51
  3. "If You See Her, Say Hello" – 4:49
  4. "Shelter from the Storm" – 5:02
  5. "Buckets of Rain" – 3:22

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Bob Dylan – Vocal, guitarra, harmónica, órgão, bandolim
  • Bill Peterson – Baixo
  • Eric Weissberg – Banjo, guitarra
  • Tony Brown – Baixo
  • Charles Brown, III – Guitarra
  • Bill Berg – Bateria
  • Buddy Cage – Guitarra
  • Barry Kornfeld – Guitarra
  • Richard Crooks – Bateria
  • Paul Griffin – Órgão, teclados
  • Gregg Inhofer – Teclados
  • Thomas McFaul – Teclados
  • Chris Weber – Guitarra
  • Kevin Odegard – Guitarra

Referências

  1. «2007 National Association of Recording Merchandisers». timepieces (em inglês) [S.l.: s.n.] 2007. Consultado em 26/05/2010. 
  2. Rosen, Jody (30 de agosto de 2006). «Bob Dylan's Make-Out Album» Slate [S.l.] Consultado em 2007-03-22. 
  3. Christgau, Robert (março 1998). «Not Dead Yet» Spin [S.l.] Consultado em 2007-03-22. 
  4. Lankford, Ronnie D. (27 de março de 2003). «Tangled Up in Contentment: Bob Dylan in Love». PopMatters.com.  Texto " accessdate 2007-03-22" ignorado (Ajuda)
  5. Connelly, Christopher (24 de novembro de 1983). «Bob Dylan: Infidels - Album Review» Rolling Stone [S.l.] Consultado em 2007-03-22. 
  6. "The RS 500 Greatest Albums of All Time
  7. «The Rolling Stone 500 Greatest Albums of All Time». Rolling Stone. 1 de novembro de 2003. Consultado em 2007-03-22. 
  8. www.allmusic.com
  9. Avaliação no Allmusic
  10. Avaliação de Robert Christgau
  11. Avaliação na Rolling Stone
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Bob Dylan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.