Pat Garrett and Billy the Kid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde agosto de 2018.

Pat Garrett and Billy the Kid
Duelo na Poeira[1] (PT)
Pat Garrett & Billy the Kid[2] (BR)
 Estados Unidos
1973 •  cor •  106 min 
Direção Sam Peckinpah
Roteiro Rudy Wurlitzer
Elenco James Coburn
Kris Kristofferson
Slim Pickens
Bob Dylan
Jason Robards
Género cinema western
Música Bob Dylan
Idioma língua inglesa
Página no IMDb (em inglês)

Pat Garrett and Billy the Kid (pt: Duelo na Poeira; br: Pat Garrett & Billy the Kid) é um filme estadunidense de 1973, do gênero western, dirigido por Sam Peckinpah. O roteiro foi de Rudy Wurlitzer. As canções do filme foram compostas e interpretadas por Bob Dylan, que também atua. Na trama, os últimos dias de Billy the Kid, perseguido pelo seu ex-companheiro de farras Pat Garrett, que agora se tornara um xerife.

James Coburn aceitou trabalhar no filme, porque queria interpretar o legendário xerife Garrett. Era para ser dirigido por Monte Hellman, que alcançara êxito com Two-Lane Blacktop. Quando Peckinpah foi chamado para a direção, sua intenção era transformar a história num fecho da revisão do Velho Oeste que ele havia começado em Ride the High Country e continuado em The Wild Bunch.

Peckinpah reescreveu o roteiro de Wurlitzer, alterando a relação de Billy e Garrett, o que abalou o escritor. Peckinpah queria Bo Hopkins para o papel de Billy, mas acabou acertando com o cantor de música country Kris Kristofferson (sem barba). Kris trouxe para o elenco sua então esposa Rita Coolidge e o cantor Bob Dylan.

Peckinpah procurou homenagear atores lendários do gênero western, contratando para o filme Chill Wills, Katy Jurado, Jack Elam, Slim Pickens e Paul Fix. Jason Robards, que trabalhou com o diretor em seu conturbado filme de 1970, The Ballad of Cable Hogue, também fez uma pequena ponta.

O filme foi rodado em Durango, México, por pressão dos produtores. As dificuldades da realização e montagem, acabaram por prejudicar o resultado final, e Peckinpah não obteve o retorno de público e crítica que merecia. Nos últimos anos foram lançadas versões mais próximas do que o diretor desejava, fazendo com que o filme fosse revalorizado.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Todas as canções foram escritas por Bob Dylan.

Lado 1[editar | editar código-fonte]

  1. "Main Title Theme (Billy)"
  2. "Cantina Theme (Workin' for the Law)"
  3. "Billy 1"
  4. "Bunkhouse Theme"
  5. "River Theme"

Lado 2[editar | editar código-fonte]

  1. "Turkey Chase"
  2. "Knockin' on Heaven's Door"
  3. "Final Theme"
  4. "Billy 4"
  5. "Billy 7"
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.