Bom Repouso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bom Repouso
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Bom Repouso
Bandeira
Brasão de armas de Bom Repouso
Brasão de armas
Hino
Gentílico bom-repousense
Localização
Localização de Bom Repouso em Minas Gerais
Localização de Bom Repouso em Minas Gerais
Bom Repouso está localizado em: Brasil
Bom Repouso
Localização de Bom Repouso no Brasil
Mapa de Bom Repouso
Coordenadas 22° 28' 15" S 46° 08' 42" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Inconfidentes, Bueno Brandão, Senador Amaral, Cambuí, Estiva, Tocos do Moji[1]
Distância até a capital 456 km
História
Fundação 12 de dezembro de 1953 (68 anos)
Administração
Prefeito(a) Edmilson Andrade[2] (Republicanos, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [4] 229,845 km²
População total (IBGE/2010[5]) 10 457 hab.
Densidade 45,5 hab./km²
Clima Tropical de Altitude (Cwb)
Altitude 1371 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 37610-000 a 37614-999[3]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[6]) 0,653 médio
PIB (IBGE/2008[7]) R$ 63 231,056 mil
PIB per capita (IBGE/2011[7]) R$ 7 166,33
Sítio bomrepouso.mg.gov.br (Prefeitura)
www.bomrepouso.cam.mg.gov.br (Câmara)

Bom Repouso é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 10.457 habitantes. Seu relevo é montanhoso e está a uma altitude média de 1371 metros acima do nível do mar, chegando a atingir uma altitude máxima de 1680 metros em seu ponto mais alto. Seu clima é ameno e úmido durante o verão e seco e frio durante o inverno. A temperatura média anual é de 19 °C. Os padroeiros da cidade são São Roque e São Sebastião.

Pelo fator climático de sua região, o mesmo favorece culturas de frutas silvestres como o morango. Hoje conta com cerca de 300 hectares de área plantada e uma produção de cerca de 16,2 toneladas da fruta no município em 2012.[8]

Bom Repouso possui a segunda maior imagem de Nossa Senhora das Graças do Brasil, com 20 metros de altura. A imagem foi inteiramente construída em argamassa, equivale a um prédio de seis andares e se encontra a 1410 metros de altitude.[9]

História[editar | editar código-fonte]

O município de Bom Repouso foi caminho dos bandeirantes das margens do Tietê que desejavam alcançar Vila Rica e outros pontos de mineração. A Fazenda Bom Retiro movimentou os caminhos durante um bom tempo, e serviu de parada para os viajantes que aqui passavam na época das chuvas. O atalho usado para desviar do pântano da Estiva (atual rodovia Fernão Dias), saía de Atibaia, passava pelo Morro do Diamante – na Boa Vereda de Cima, atual município de Bom Repouso e alcançava o Pouso do Mandú. Assim foi o início da colonização desta região. Os posseiros foram os primeiros proprietários desta região e, posteriormente, outras pessoas foram se instalando nas imediações.

Em 1828, a Fazenda Bom Retiro possuía uma capelinha de pau-a-pique, com duas imagens, uma de São Sebastião e outra de São Roque. Nesta capela, os devotos eram atendidos pelo padre Francisco Figueira da Assunção. Em 4 de julho de 1831, o padre e algumas autoridades realizaram a escritura do termo de doação do patrimônio para a legalização da Capela de São Sebastião e São Roque da Fazenda Bom Retiro. Em 3 de setembro de 1831, a Chancelaria Eclesiástica de São Paulo expedia a provisão de Capela Curada (filial da Matriz de São Francisco de Paula da Paróquia de Ouro Fino, da Diocese de São Paulo) e nomeava como Capelão Curado o padre Florentino José Maria de Medeiros.

No dia 8 de agosto de 1840, o Governo da Província de Minas cria o Distrito do Bom Retiro pelo sistema de Portaria, fazendo-o pertencer ao Termo da Vila de Jaquari, atual Camanducaia. Esta mesma portaria cria também o Distrito de Ribeirão das Antas. Em 1843, os dois distritos voltaram a pertencer a Ouro Fino e em 1846, eles passaram a pertencer a Vila de Pouso Alegre.

No ano de 1848, a Capela de São Sebastião e São Roque foi elevada a categoria de paróquia pela Diocese de São Paulo.

Em 1 de junho de 1850, o deputado provincial João Cassiano Santiago conseguiu desmembrar novamente  de Ouro Fino, os distritos de Bom Retiro e do Ribeirão das Antas. Em 15 de março de 1875, a lei nº 2.154 suprime o distrito de Bom Retiro. Em 30 de novembro de 1880, pela lei nº 2690, restabelece-se o distrito de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro. Em 23 de setembro de 1882 a localidade é elevada a categoria administrativa de Freguesia. Em 27 de julho de 1889 o distrito de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro passa a fazer parte da Vila de Cambuí pela Lei nº 3172.

Em 1900, a paróquia de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro, e outras, foram desmembradas da Diocese de São Paulo e passam a pertencer a Diocese de Pouso Alegre.

Em 1911 o Distrito passa a ter denominação de Bom Retiro e, pelo decreto lei nº 1058 de 31 de dezembro de 1953, passa a ser chamado de Bom Repouso. No dia 12 de dezembro de 1953, o distrito foi elevado a categoria de município pela lei nº 1039.[1]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

A principal rodovia é a LMG-884 com uma extensão de 19 quilômetros, ligando Bom Repouso à BR-381 em seu km 887.[10]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Gráfico climático de Bom Repouso. Fonte: Somar Meteorologia
  • Água Branca
  • Alto da Serra
  • Araújos
  • Bentos
  • Boa Vereda de Baixo
  • Boa Vereda de Cima
  • Boa Vereda do Meio
  • Borges
  • Brandões
  • Caetanos
  • Campestre
  • Campo Alegre
  • Capoeira da Onça
  • Chapada
  • Corisco
  • Damázios
  • Frauzinos
  • Garcias
  • Muquém
  • Marques
  • Sobradinho

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Bom Repouso». Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  2. [https://politica.estadao.com.br/eleicoes/2020/candidatos/mg/bom-repouso
  3. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  4. IBGE (16 de agosto de 2014). «Área Infográficos Oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 16 de agosto de 2014 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 15 de junho de 2015 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  8. «G1.com». G1.com Após geada, prejuízo pode chegar a 80% na produção de morangos. 2013. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  9. «História de Bom Repouso». Bom Repouso possuí a segunda maior imagem de Nossa Senhora das Graças. 2013. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  10. «Rodovias para acesso à Bom Repouso». bomrepouso.com. Consultado em 19 de agosto de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.