Bom Repouso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bom Repouso
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 12 de dezembro
Fundação 12 de dezembro de 1953 (63 anos)
Gentílico bom-repousense
CEP 37.610-000
Prefeito(a) Messias Crispim Brandão (PV)
(2017–2020)
Localização
Localização de Bom Repouso
Localização de Bom Repouso em Minas Gerais
Bom Repouso está localizado em: Brasil
Bom Repouso
Localização de Bom Repouso no Brasil
22° 28' 15" S 46° 08' 42" O22° 28' 15" S 46° 08' 42" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008 [1]
Microrregião Pouso Alegre IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Inconfidentes, Bueno Brandão, Senador Amaral, Cambuí, Estiva, Tocos do Moji[2]
Distância até a capital 456 km
Características geográficas
Área 229,845 km² [3]
População 10 457 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 45,5 hab./km²
Altitude 1371 m
Clima Tropical de Altitude Cwb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,653 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 63 231,056 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 7,166 33 IBGE/2011[6]
Página oficial

Bom Repouso é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 10.457 habitantes. Seu relevo é montanhoso e está a uma altitude média de 1371 metros acima do nível do mar, chegando a atingir uma altitude máxima de 1680 metros em seu ponto mais alto. Seu clima é ameno e úmido durante o verão e seco e frio durante o inverno. A temperatura média anual é de 19°C. Os padroeiros da cidade são São Roque e São Sebastião.

Pelo fator climático de sua região, o mesmo favorece culturas de frutas silvestres como o morango. Hoje conta com cerca de 300 hectares de área plantada e uma produção de cerca de 16,2 toneladas da fruta no município em 2012.[7]

Bom Repouso possui a segunda maior imagem de Nossa Senhora das Graças do Brasil, com 20 metros de altura. A imagem foi inteiramente construída em argamassa, equivale a um prédio de seis andares e se encontra a 1410 metros de altitude.[8]

História[editar | editar código-fonte]

O município de Bom Repouso foi caminho dos bandeirantes das margens do Tietê que desejavam alcançar Vila Rica e outros pontos de mineração. A Fazenda Bom Retiro movimentou os caminhos durante um bom tempo, e serviu de parada para os viajantes que aqui passavam na época das chuvas. O atalho usado para desviar do pântano da Estiva (atual rodovia Fernão Dias), saía de Atibaia, passava pelo Morro do Diamante – na Boa Vereda de Cima, atual município de Bom Repouso e alcançava o Pouso do Mandú. Assim foi o início da colonização desta região. Os posseiros foram os primeiros proprietários desta região e, posteriormente, outras pessoas foram se instalando nas imediações.

Em 1828, a Fazenda Bom Retiro possuía uma capelinha de pau-a-pique, com duas imagens, uma de São Sebastião e outra de São Roque. Nesta capela, os devotos eram atendidos pelo padre Francisco Figueira da Assunção. Em 4 de julho de 1831, o padre e algumas autoridades realizaram a escritura do termo de doação do patrimônio para a legalização da Capela de São Sebastião e São Roque da Fazenda Bom Retiro. Em 3 de setembro de 1831, a Chancelaria Eclesiástica de São Paulo expedia a provisão de Capela Curada (filial da Matriz de São Francisco de Paula da Paróquia de Ouro Fino, da Diocese de São Paulo) e nomeava como Capelão Curado o padre Florentino José Maria de Medeiros.

No dia 8 de agosto de 1840, o Governo da Província de Minas cria o Distrito do Bom Retiro pelo sistema de Portaria, fazendo-o pertencer ao Termo da Vila de Jaquari, atual Camanducaia. Esta mesma portaria cria também o Distrito de Ribeirão das Antas. Em 1843, os dois distritos voltaram a pertencer a Ouro Fino e em 1846, eles passaram a pertencer a Vila de Pouso Alegre.

No ano de 1848, a Capela de São Sebastião e São Roque foi elevada a categoria de paróquia pela Diocese de São Paulo.

Em 1º de junho de 1850, o deputado provincial João Cassiano Santiago conseguiu desmembrar novamente  de Ouro Fino, os distritos de Bom Retiro e do Ribeirão das Antas. Em 15 de março de 1875, a lei nº 2.154 suprime o distrito de Bom Retiro. Em 30 de novembro de 1880, pela lei nº 2690, restabelece-se o distrito de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro. Em 23 de setembro de 1882 a localidade é elevada a categoria administrativa de Freguesia. Em 27 de julho de 1889 o distrito de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro passa a fazer parte da Vila de Cambuí pela Lei nº 3172.

Em 1900, a paróquia de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro, e outras, foram desmembradas da Diocese de São Paulo e passam a pertencer a Diocese de Pouso Alegre.

Em 1911 o Distrito passa a ter denominação de Bom Retiro e, pelo decreto lei nº 1058 de 31 de dezembro de 1953, passa a ser chamado de Bom Repouso. No dia 12 de dezembro de 1953, o distrito foi elevado a categoria de município pela lei nº 1039.[1]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

A principal rodovia é a LMG-884 com uma extensão de 19 quilômetros, ligando Bom Repouso à BR-381 em seu KM 887. [9]

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Bairro Água Branca (4,8 km)
  • Bairro Alto da Serra (*x km)
  • Bairro dos Bentos (4,2 km)
  • Bairro Boa Vereda (10,3 km)
  • Bairro Caetanos (*x km)
  • Bairro Campo Alegre (18,9 km)
  • Bairro Capoeira da Onça (*x km)
  • Bairro Chapada (*x km)
  • Bairro do Corisco (*x km)
  • Bairro do Muquém (9,4 km)
  • Bairro dos Araújos (3,4 km)
  • Bairro dos Borges (*x km)
  • Bairro dos Brandões (4,2 km)
  • Bairro dos Campestre (6,7 km)
  • Bairro dos Damázios (4,7 km)
  • Bairro dos Marques (5,8 km)
  • Bairro Frauzino (*x km)
  • Bairro Garcias (*x km)


  • Os bairros com *x no lugar da quilômetragem ainda não foram verificados e confirmados pelo autor.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

GRÁFICO CLIMÁTICO DE BOM REPOUSO, Fonte Somar Meteorologia

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Bom Repouso». Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  3. IBGE (16 ago. 2014). «Área Infográficos Oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 16 ago. 2014  Texto "bom-repouso " ignorado (ajuda)
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 15 de junho de 2015 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  7. «G1.com». G1.com Após geada, prejuízo pode chegar a 80% na produção de morangos. 2013. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  8. «História de Bom Repouso». Bom Repouso possuí a segunda maior imagem de Nossa Senhora das Graças. 2013. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  9. «Rodovias para acesso à Bom Repouso». bomrepouso.com. Consultado em 19 de agosto de 2014 
  10. «Bairros Pertencentes ao Município de Bom Repouso». bomrepouso.com. Consultado em 19 de agosto de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.