Júlio Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bota-Fora)
Ir para: navegação, pesquisa
Júlio Pereira
Júlio Pereira em Lisboa, à beira do rio Tejo (2014)
Informação geral
Nome completo Júlio Fernando de Jesus Pereira
Nascimento 22 de dezembro de 1953 (62 anos)
Local de nascimento Lisboa
 Portugal
Origem Lisboa
País Portugal
Nacionalidade Portuguesa
Gênero(s) Música tradicional, Folclore, World Music
Ocupação(ões) Músico, compositor, multi-instrumentista e produtor musical
Instrumento(s) Cavaquinho, Bandolim, Viola, Braguesa, Guitarra
Período em atividade 1971 - presente
Gravadora(s) Tradisom, CNM - Companhia Nacional de Música, JBJ, Sony Music
Afiliação(ões) Petrus Castrus, Kepa Junkera
Página oficial www.juliopereira.pt

Júlio Pereira GOIH (Lisboa, 22 de dezembro de 1953), de seu nome completo Júlio Fernando de Jesus Pereira[1] , é um músico, compositor, multi-instrumentista e produtor português.

Júlio Pereira

A sua música caracteriza-se pela utilização de instrumentos tradicionais portugueses, como o cavaquinho e a viola braguesa. Apesar de ter iniciado a sua carreira como músico rock, nos grupos Petrus Castrus e Xarhanga mais tarde, começou a dedicar-se à música tradicional portuguesa.

Destaque-se a sua colaboração com outros músicos como The Chieftains, Pete Seeger, José Afonso, Kepa Junkera, Carlos do Carmo, Chico Buarque ou Sara Tavares.[2]
Júlio Pereira tem 20 discos de autor e participou em dezenas de discos de outros artistas.

A 9 de Junho de 2015, foi feito Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1971 - Marasmo - com Petrus Castrus
  • 1972 - Tudo Isto, Tudo Mais - com Petrus Castrus
  • 1973 - Acid Nightmare - com Xarhanga
  • 1973 - Great Goat - com Xarhanga
  • 1973 - Mestre - com Petrus Castrus
  • 1975 - Bota-Fora (com Carlos Carvalheiro)
  • 1976 - Fernandinho Vai ó Vinho
  • 1978 - Lisboémia
  • 1979 - Mãos de Fada
  • 1981 - Cavaquinho
  • 1983 - Braguesa
  • 1983 - Nordeste
  • 1984 - Cadói
  • 1986 - Os Sete Instrumentos
  • 1988 - Miradouro
  • 1990 - Janelas Verdes
  • 1990 - O Melhor de Júlio Pereira
  • 1992 - O Meu Bandolim
  • 1994 - Acústico
  • 1995 - Lau Eskutar - com Kepa Junkera
  • 2001 - Rituais
  • 2003 - Faz-de-Conta
  • 2007 - Geografias
  • 2010 - Graffiti
  • 2014 - Cavaquinho.pt (com livro)

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Certidão de lista de associadas da Audiogest» (PDF). IGAC/Ministério da Cultura. 2007-07-25. Arquivado desde o original (pdf) em 24 de Dezembro de 2013. Consultado em 9 de Janeiro de 2014. 
  2. «Biografia de Júlio Pereira». Infopédia. Consultado em 23 de julho de 2013. 
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Júlio Fernando de Jesus Pereira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2015-09-11. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Júlio Pereira