Caike Luna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Caike Luna
Nome completo Carlos Henrique Luna[1]
Nascimento 9 de dezembro de 1978[2]
Cruzeiro do Oeste
Nacionalidade brasileiro
Morte 3 de outubro de 2021 (42 anos)
Curitiba
Ocupação ator e humorista

Carlos Henrique Luna, conhecido artisticamente como Caike Luna (Cruzeiro do Oeste, 9 de dezembro de 1978 - Curitiba, 3 de outubro de 2021), foi um humorista e ator brasileiro.[3][4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Formado em Artes Cênicas pela Faculdade de Artes do Paraná[3], atuou em mais de meia centena de peças teatrais como ator, cenógrafo, maquiador, diretor, entre outras funções. Entre suas peças estão: O Sonho de um Homem Ridículo, Quatro num Quarto, Quase, O Fabuloso Circo de Fábulas do Prof. Jaques, A Bruxinha que era Boa, Os Aristogatas, entre outros. Em “Quatro num quarto”, ganhou o Prêmio Acadêmico de Melhor Ator Coadjuvante da IV Mostra da FAP. Com “Os Aristogatas”, foi indicado pela primeira vez ao Troféu Gralha Azul. Também trabalhou no musical Rock in Rio - O Musical.[5]

Em 2015 foi indicado ao Prêmio Bibi Ferreira como Melhor Ator Coadjuvante pela interpretação do Padre Maximiliano no musical “Bilac vê Estrelas”.[6] Esse mesmo espetáculo ganhou o prêmio de “Melhor Musical”.[7]

Na televisão, foi contratado do Grupo Globo,[8] atuando na TV Globo e no Multishow para atuar e em algumas esquetes, escrevia. No canal aberto, trabalhou no Zorra Total[5], fazendo os personagens Maria Ventânia, Cleitom e Índia Tapioca.[3] Cleitom é considerado seu personagem mais famoso e aquele que o projetou a ser conhecido pelo grande público. [9] [10][3] Interpretou Ranchinho em um dos episódios do especial Por Toda Minha Vida. Na novela Rock Story interpretou o apresentador sensacionalista Cassiano Junior.[11]

No canal a cabo, participou do programa Treme Treme (com personagens Gagoberto, Baby Bobolete, Belmira, Margô, Inocencia ou Bernadete), Xilindró (seus personagem: Time Tiurri, Brioco), no Tô de Graça, fazendo Duda Kalil e em A Vila[3]. [12][13]

No cinema, trabalhou em Casa da Mãe Joana 2,[3][14] ao lado de Paulo Betti, José Wilker e Betty Faria e em O Bolo, ao lado de Fabiula Nascimento e Eriberto Leão.[15]

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu no dia 3 de outubro de 2021, no Hospital Erasto Gaertner por causa de um Linfoma não Hodgkin.[16][17]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Obra Resultado
1997 Prêmio Acadêmico da FAP Melhor Ator Coadjuvante
Quatro num quarto
Venceu[5]
2001 Troféu Gralha Azul Melhor Ator
Os aristogatas
Indicado[5]
2006 Troféu Gralha Azul Melhor Ator Coadjuvante
Macbeth
Indicado[18]
2015 Prêmio Bibi Ferreira Melhor Ator Coadjuvante em Musicais
Bilac Vê Estrelas
Indicado[19]


Referências

  1. «CARLOS HENRIQUE LUNA domingo, 3 de outubro de 2021». Serviço funerário municipal de Curitiba. 3 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  2. «Ator de 'Xilindró' homenageia pai que morreu no dia do seu aniversário». Uai Entretenimento. 9 de dezembro de 2020. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  3. a b c d e f «Caike Luna, ator que fazia o Cleitom de 'Zorra Total', morre aos 42 anos». Portal G1. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  4. «Caike Luna nos deixa aos 42 anos». Multishow. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  5. a b c d «Caike Luna: talento, experiência e dedicação». A Voz da Serra. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  6. «A'O Homem de La Mancha' lidera indicações ao Prêmio Bibi Ferreira». UOL. 12 de agosto de 2015. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  7. «'Bilac vê estrelas' ganha Prêmio Bibi Ferreira em SP». UOL. 15 de outubro de 2015. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  8. «Morre o ator do Paraná Caike Luna, o Cleitom de 'Zorra Total'». Jornal Tribuna do Paraná. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  9. «Caike Luna fala sobre o convite para participar do Zorra Total e as dificuldades que enfrentou ao trabalhar com televisão.». Globo. 9 de junho de 2009. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  10. «Caike Luna fala sobre o espetáculo 'Fofoca' e sobre seu trabalho como o personagem Cleitom no Zorra Total.». Globo. 17 de fevereiro de 2010. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  11. Pacheco, Pedro (19 de maio de 2017). «Ator mistura Goldschmidt e Leão Lobo para viver fofoqueiro em "Rock Story"». UOL - Na Telinha. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  12. Forato, Thiago (7 de janeiro de 2017). «Multishow conquista sua maior audiência em 2016». UOL - Na Telinha. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  13. Carlos, Helvécio (11 de setembro de 2016). «Atração do canal Multishow, Xilindró conquista o público com seus presidiários divertidos». Portal Uai. Consultado em 10 de outubro de 2021 
  14. «Bastidores do filme Casa da Mãe Joana 2». Diário do Litoral. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  15. «O curta-metragem O Bolo (2010), de Robert Guimarães». Papo de Cinema. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  16. «Corpo de Caike Luna chega à noite em Maringá». Maringá News. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  17. «Morre o ator paranaense Caike Luna, que lutava contra um câncer». Portal Bem Paraná. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  18. Premiados com o Troféu Gralha Azul serão anunciados nesta sexta-feira
  19. Conheça os indicados à terceira edição do Prêmio Bibi Ferreira de teatro musical