Callovosaurus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCallovosaurus
Ocorrência: Jurássico Médio, 163 Ma
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Ornithischia
Subordem: Ornithopoda
Infraordem: Iguanodontia
Superfamília: Dryosauroidea
_authority
Família: Dryosauridae
Género: Callovosaurus
Espécie: C. leedsi
Nome binomial
Callovosaurus leedsi
Lydekker, 1889 (originalmente, Camptosaurus leedsi)

O Callovosaurus (Callovosaurus leedsi, do latim "lagarto calloviano") foi uma espécie de dinossauro iguanodontiano, herbívoro que viveu no período Jurássico médio há cerca de 163 milhões de anos. Foi descoberto a partir de um fêmur encontrado em meio a rochas datadas do período Jurássico Médio, que se encontram na Inglaterra.

História e descrição[editar | editar código-fonte]

A descrição do Callovosaurus é baseado em um quase completo osso da coxa esquerda. Esta espécie é datada do período Calloviano (Jurássico Médio). Este, foi descoberto na Oxford Clay Formation, uma formação rochosa que se encontra perto de Peterborough, em Cambridgeshire na Inglaterra. O osso tem 28cm de comprimento, e estima-se ter pertencido a um animal de aproximadamente 2,5 metros de comprimento. Uma parte de um osso da canela, encontrado nas proximidades, também pode ter pertencido ao mesmo Callovosaurus.[1]

A espécie-tipo, C. leedsi, foi descrita pela primeira vez por Richard Lydekker em 1889, como sendo Camptosaurus leedsi, sendo o nome específico, uma homenagem à Alfred Nicholson Leeds, um colecionador de fósseis.[2] Charles W. Gilmore sugeriu em 1909 que era mais provável que o osso fosse de uma espécie de Dryosaurus do que de um Camptosaurus,[3]

O Camptosaurus leedsi atraiu pouca atenção durante décadas, até que Peter Galton fez uma revisão da espécie. Primeiro, observou uma peculiaridade em uma revisão de um inglês sobre o hipsilofodonte.[4] Em seguida, em 1980, Galton nomeou a espécie de Callovosaurus, por vezes, ainda dita como Camptosaurus[5] Embora seja considerado um iguanodontiano duvidoso em vários comentários (que se referem a ele como "Camptosaurus" leedsi),[6][7] Jose Ignacio Ruiz-Omeñaca e outros autores, consideram Callovosaurus um gênero válido, sendo o driosaurídeo mais velho conhecido.[1]

Paleoecologia[editar | editar código-fonte]

A dieta dos Callovossauros, como a de outros iguanodontianos, foi composta de material vegetal. É um dos primeiros membros conhecidos da linhagem iguanodontiana.[8]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Ruiz-Omeñaca, José Ignacio; Pereda Suberbiola, Xabier; and Galton, Peter M. (2007). «Callovosaurus leedsi, the earliest dryosaurid dinosaur (Ornithischia: Euornithopoda) from the Middle Jurassic of England». In: Carpenter, Kenneth (ed.). Horns and Beaks: Ceratopsian and Ornithopod Dinosaurs. Bloomington and Indianapolis: Indiana University Press. pp. 3–16. ISBN 0-253-34817-X 
  2. Lydekker, Richard (1889). «On the remains and affinities of five genera of Mesozoic reptiles». Quarterly Journal of the Geological Society of London. 45: 41–59. doi:10.1144/GSL.JGS.1889.045.01-04.04 
  3. Gilmore, Charles W. (1909). «Osteology of the Jurassic reptile Camptosaurus, with a revision of the genus, and description of two new species». Proceedings of the United States National Museum. 36: 197–332 
  4. Galton, Peter M. (1975). «English hypsilophodontid dinosaurs (Reptilia:Ornithischia)» (pdf). Palaeontology. 18 (4): 741–752 
  5. Galton, Peter M. (1980). «European Jurassic ornithopod dinosaurs of the families Hypsilophodontidae and Camptosauridae». Neues Jahrbuch für Geologie und Paläontologie, Abhandlungen. 160 (1): 73–95 
  6. Norman, David B.; Weishampel, David B. (1990). «Iguanodontidae and related ornithopods». In: Weishampel, David B.; Dodson, Peter; and Osmólska, Halszka (eds.). The Dinosauria. Berkeley: University of California Press. pp. 510–533. ISBN 0-520-06727-4 
  7. Norman, David B. (2004). «Basal Iguanodontia». In: Weishampel, D.B., Dodson, P., and Osmólska, H. (eds.). The Dinosauria 2nd ed. Berkeley: University of California Press. pp. 413–437. ISBN 0-520-24209-2 
  8. Palmer, D., ed. (1999). The Marshall Illustrated Encyclopedia of Dinosaurs and Prehistoric Animals. London: Marshall Editions. p. 142. ISBN 1-84028-152-9 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal: