Campo do Brito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Campo do Brito
Bandeira de Campo do Brito
Brasão de Campo do Brito
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de outubro
Fundação 29 de outubro de 1912
Gentílico campo-britense
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Boa Hora / São Roque
Prefeito(a) Marcell Moade Ribeiro Souza[1] (PSDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Campo do Brito
Localização de Campo do Brito em Sergipe
Campo do Brito está localizado em: Brasil
Campo do Brito
Localização de Campo do Brito no Brasil
10° 44' 55" S 37° 29' 40" O10° 44' 55" S 37° 29' 40" O
Unidade federativa  Sergipe
Mesorregião Agreste Sergipano IBGE/2008[2]
Microrregião Agreste de Itabaiana IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Itabaiana, Areia Branca, Itaporanga d'Ajuda, Lagarto, São Domingos, Macambira
Distância até a capital 64 km
Características geográficas
Área 201,724 km² [3]
População 17 594 hab. IBGE/2013[4]
Densidade 87,22 hab./km²
Altitude 210 m
Clima tropical seco e sub-úmido[5] As´
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,621 médio PNUD/2010[6]
PIB R$ 75 458,866 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 4 542,43 IBGE/2008[7]
Página oficial

Campo do Brito é um município brasileiro localizado na região central do estado de Sergipe.

História[editar | editar código-fonte]

A 53 km de Aracaju ficavam os campos para criação de animais da família Brito. Hoje não há mais Britos, só o Campo do Brito, o município que nasceu de concessões de sesmarias aos padres Jesuítas. Em 10 de março de 1601 os padres ganharam as terras "junto à serra da Cajaíba, na tapera de Pirapean, entre o vale do Vaza-Barris, a serra de Itabaiana e subindo o rio até aquele pico". O distrito foi criado em 1845 já com a denominação de Campo do Brito e em 1912 é elevado a município, desmembrado de Itabaiana.[8] Campo do Brito fica na "boca do sertão", seu solo tem qualidade, o que propicia a sua população viver da agricultura e pecuária.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Parte de seu território encontra-se dentro do polígono das secas, com temperaturas médias anuais de 24,5 °C e precipitação média de chuvas de 1178,7 mm/ano, mais predominante de março a agosto (outono-inverno). O relevo é caracterizado por uma superfície de pediplanos, com formas mais comuns de tabuleiros, colinas e cristas. A vegetação do município varia da Capoeira, Caatinga, Campos Limpos e Sujos. Campo do Brito está inserido na bacia hidrográfica do rio Vaza-Barris, outros rios importantes da região são o Lombada e Traíras.[5]

Economia[editar | editar código-fonte]

As receitas municipais vêm principalmente da agricultura (mandioca, manga, laranja, maracujá e feijão), pecuária (bovinos, suínos e equinos) e avicultura de galináceos.[5]

Referências

  1. [1]
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Estimativa Populacional 2013» (PDF). Estimativa Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 4 de outubro de 2013. Consultado em 4 de outubro de 2013 
  5. a b c Projeto Cadastro da Infra-Estrutura Hídrica do Nordeste, Diagnóstico do Município de Campo do Brito, 2002.
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  8. «Acervo Biblioteca IBGE» (PDF)  Acervo documentação territorial: Campo do Brito.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Sergipe é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.