Celsinho da Vila Vintém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Celso Luís Rodrigues (1961 - ), vulgo Celsinho da Vila Vintém, é um criminoso brasileiro, sendo traficante de drogas, co-fundador da facção criminosa Amigos dos Amigos, atuante na favela da Vila Vintém em Padre Miguel zona oeste do Rio de Janeiro.[1][2]

Nascido em São Paulo, em 1961, Celsinho trabalhou como pedreiro, cobrador de ônibus, foi proprietário de um bar e de um salão de cabeleireiro. Entrou para o crime aos 16 anos e foi preso pela primeira vez em 1984, por tentativa de homicídio, pela 33ª DP (Delegacia de Polícia), em Realengo (zona oeste).

Condenado a 18 anos de prisão por tráfico e roubo, Celsinho da Vila Vintém fugiu duas vezes da prisão. A última delas ocorreu em 1998.voltou a comandar o trafico na Vila Vintém mais em 2002 foi novamente capturado pela policia e encaminhado para Bangu I no Complexo Penitenciário de Gericinó

Em Bangu I se une ao traficante Ernaldo Pinto de Medeiros,Uê,expulso do Comando Vermelho por tramar a morte do então lider da facção Orlando Jogador,Formando então a facção criminosa rival Amigos dos Amigos,ADA

Em 11 de Setembro de 2002 houve uma rebelião no Complexo Penitenciário de Gericinó,na ocasião Fernandinho Beira-Mar e Márcio dos Santos Nepomuceno planejaram a mortes dos principais rivais da ADA.Entrando na galeria e executando Ernaldo Pinto de Medeiros o principal alvo alem dele foram executados outros traficantes Marcelo Lucas da Silva, o Café, Wanderley Soares, o Orelha e Carlos Alberto da Costa, o Robertinho do Adeus.Curiosamente o Celsinho saiu ileso da rebelião mesmo sendo um membro importante no ADA dizem que ele negociou a propria vida com Fernandinho Beira-Mar

Continuou cumprindo pena em Bangu I até que em Julho de 2014 foi transferido para a Penitenciária Federal de Catanduvas no Paraná

Após 3 anos no Sistema Penitenciário Federal retornou para Bangu I no Rio de Janeiro em 2017

Em Maio de 2017 foi acusado pela Policia do Rio de Janeiro de ser o responsavel pela união das facção Amigos dos Amigos,ADA e Terceiro Comando Puro,TCP, formando a facção denominada TCA(Terceiro Comando dos Amigos)

Referências

  1. CLÓVIS SAINT-CLAIR E IVAN PADILLA, para Revista Época. «Rebelião em Bangu 1 e desativação do Carandiru refletem uma mudança nas cadeias. Agora, quem manda é o crime». Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. MARIO HUGO MONKEN, para a Folha de S.Paulo (17 de setembro de 2001). «Saiba quem é Celsinho da Vila Vintém». Consultado em 5 de dezembro de 2010