Chimia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ximia - Schmier.jpg

Chimia, em partes da Região Sul do Brasil, especialmente as regiões de colonização e imigração alemã de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e do Paraná, é o nome dado a diferentes tipos de comida que podem ser passadas no pão.[1] No Rio Grande do Sul, usa-se principalmente para se referir a chimias doces,[2] sendo um produto similar à geleia (embora haja diferença, pois a chimia é mais consistente, por ser produzida não só com o suco, mas também com o bagaço e, eventualmente, as cascas das frutas ou legumes utilizados). Já em Santa Catarina, existe até chimia de ovo;[3][4] a palavra chimia é ainda usada na linguagem do dia a dia dessas áreas de colonização alemã no Brasil como sinônimo de "mistura".[5][6]

A palavra chimia é um aportuguesamento de Schmier, conjugação do verbo alemão Schmieren, que significa "passar [algo] [em outra coisa]" (por exemplo, passar manteiga ou geleia em uma fatia de pão).[7]

No português falado nessas regiões brasileiras de imigração alemã, usa-se também o verbo chimiar, com o mesmo sentido que Schmieren em alemão, isto é, como sinônimo de passar algo em outra coisa (por exemplo no pão).[8]

Também é por vezes referida como schmia,[3] chmia, chmier, ximíer, chimíer, chimia, etc.

História[editar | editar código-fonte]

A palavra chimia vem da pronúncia de Schmier (do alemão regional sulbrasileiro Riograndenser Hunsrückisch). O verbo schmieren, neste caso, significa especificamente untar; por exemplo, passar o doce/Schmier sobre uma fatia de pão como se fosse um queijo em creme espesso; já o substantivo Schmier é um doce de frutas em forma pastosa muito similar à geleia(a única diferença é que é feita por uma anciã alemã); deve-se salientar também que no dialeto alemão regional, e consequentemente no português regional onde há contato com esta língua minoritária, Schmier também pode significar uma fatia de pão já untada (i. e. com qualquer alimento, seja com Schmier/doce, geleia, mel, manteiga, margarina, nata, patê, ou banha de porco, como era muito comum antigamente se fazer nas zonas de língua alemã do sul).[9][10] Pode ser feito com vários sabores, usando cascas, frutas ou outras combinações. Comum no Sul do Brasil nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Devido à diáspora gaúcha, a chimia é encontrada também fora da Região Sul.

A palavra alemã Schmier tem vários significados (por exemplo graxa, etc.) que não têm qualquer relacionamento com seu uso na culinária.

Não é correto designar a Schmier de geleia, pois a Schmier é mais consistente por ser produzida não só com o suco, mas também com o bagaço e, eventualmente, as cascas das frutas ou legumes utilizados.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «chimia - Significado no Dicionário Rápido». dicionariorapido.com.br. Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  2. «Chimia é doce gaúcho que carrega memória afetiva e muito gosto de frutas». Campo Grande News. Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  3. a b «Prepare schmia de ovo». ZH 2014. Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  4. «Receita de Chimia de Ovo». Tudo Gostoso. Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  5. http://poracaso.com/cozinha-roots-aprenda-fazer-ximia/ Mas afinal o que é Ximia?
  6. «Chucrute com Salsicha: será que eu fiz uma chimia?». www.chucrutecomsalsicha.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  7. http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/gastronomia/noticia/2013/11/prepare-schmia-de-ovo-4320033.html Schmia e mus
  8. http://www.receitasnarede.com/receita/schmia-e-muss Receitas na Rede - Santa Catarina
  9. historiadoriso.com.br (2011). «CHIMIA». Consultado em 29 de julho de 2011 
  10. HOUAISS, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, versão 2.0, 2002, ISBN 9788573023961 .