Cilada.com

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cilada.com
Cilada.com
Pôster promocional do filme.
 Brasil
2011 •  cor •  95 min 
Direção José Alvarenga Júnior
Produção Augusto Casé
Companhias de produção:
Case Filmes
Teleimage
Coprodução Companhias de produção:
Globo Filmes
Globosat
Telecine
Multishow
Produção executiva Rômulo Marinho Jr
Patrick Siaretta
Roteiro Bruno Mazzeo
Rosana Ferrão
Baseado em Bruno Mazzeo
Elenco Bruno Mazzeo
Fernanda Paes Leme
Gênero Comédia
Música Plinio Profeta
Direção de fotografia Nonato Estrela
Distribuição Downtown Filmes[1]
Lançamento Brasil 8 de julho de 2011
Idioma português
Orçamento R$ 5.500.000
Receita R$ 28.126.082[2]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Cilada.com é um filme de comédia brasileiro de 2011, dirigido por José Alvarenga Júnior, escrito e estrelado por Bruno Mazzeo e produzido por Globo Filmes. O longa é uma adaptação da sitcom homônima exibida pelo canal Multishow.

O filme conta a história de Bruno que se tornou o protagonista de um vídeo que vira hit na internet - relações sexuais com sua namorada. Tudo isso é resultado de uma vingança, já que Bruno a traiu. No decorrer do filme Bruno começa a ser alvo de brincadeiras, pois no vídeo ele termina precocemente, e tenta criar outro para redimir sua imagem.

Em uma entrevista, Bruno Mazzeo revelou que sempre houve o interesse em fazer a adaptação cinematográfica da série, mas só veio a sair do papel quando o diretor Alvarenga Júnior juntamente com Augusto Casé, lhe apresentou o projeto do longa-metragem. Filmagens inciaram em outubro de 2010, no Rio de Janeiro. Cilada.com foi lançado nos circuitos brasileiros pela Downtown Filmes em 8 de julho de 2011, sendo a principal estreia da semana, e se posicionou em primeiro lugar na lista dos melhores lançamentos do ano. Os críticos especializados deram avaliações mistas ao filme.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O publicitário Bruno (Bruno Mazzeo) participa de uma festa de casamento com sua namorada, Fernanda (Fernanda Paes Leme), e é ela quem pega o buquê de noiva. Durante uma apresentação de slides do pai da noiva, o painel dos slides cai revelando Bruno traindo Fernanda com outra mulher por trás do painel. Fernanda se revolta, briga com ele e, no dia seguinte, publica um vídeo no YouTube onde eles fazem sexo — Bruno diz que vai "arrasar" com ela, mas tudo termina precocemente.

No trabalho de Bruno, todos os colegas fazem piada com o vídeo, que se espalha rapidamente. Bruno entra em contato com Marconha (Sérgio Loroza), que filmou o casamento, para filmar uma cena quente de sexo de Bruno, para que ele a publique e possa se redimir da má imagem. Bruno não consegue gravar o filme, não consegue mais trabalhar direito e nem consegue reatar o namoro com Fernanda, por nunca conseguir dizer a frase "eu te amo" a ela.

Na festa de aniversário de Fernanda, Bruno, com a ajuda de Marconha, consegue projetar um filme — no estilo do videoclipe "Subterranean Homesick Blues" de Bob Dylan — para todos verem, onde ele se desculpa com Fernanda e finalmente consegue dizer que a ama. Eles finalmente reatam o namoro e Fernanda tem a ideia de fazer um novo vídeo de sexo, desta vez com uma boa performance de Bruno, mas ele acaba broxando.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Bruno Mazzeo protagoniza o filme.

Produção[editar | editar código-fonte]

Em uma entrevista ao AdoroCinema, o ator Bruno Mazzeo relatou que sempre houve a intenção de fazer a adaptação cinematográfica da série Cilada.[3] Mas só veio a acontecer quando José Alvarenga Júnior juntamente com Augusto Casé, propôs o filme,[3] que veio ser anunciado pela impressa somente em junho de 2008.[4][5]

O desafio era fazer um filme que não parecesse uma série de TV esticada. E achamos que nada era mais cilada do que o cara ser exposto publicamente pela internet. No filme, a coisa foge do controle e ele vira celebridade do jeito que nenhum homem gostaria.
 
Bruno Mazzeo.

As filmagens de Cilada.com foram iniciadas no inicio de outubro de 2010, no Rio de Janeiro.[6][7] O filme contém mais de 60 participações especiais.[8]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

A primeira pré-estreia do filme teve lugar em um shopping em São Paulo no dia 5 de junho de 2011.[9] Outra pré-estreia aconteceu no Rio de Janeiro, também com a presença do elenco.[10] Cilada.com foi lançado nos cinemas brasileiros pela distribuidora Downtown Filmes em 8 de julho de 2011.[11]

Home video[editar | editar código-fonte]

Em 13 de fevereiro de 2012, o filme foi lançado com alta qualidade em formatos Blu-ray e DVD.[12]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Fernanda Paes recebeu avaliações positivas a respeito de sua atuação no filme.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Cilada.com recebeu avaliações mistas dos críticos especializados. Roberto Cunha do site AdoroCinema concedeu 4.5 de 5 estrelas ao filme e elogiou as atuações do elenco principal e das participações especiais. Também comentou que "a comédia também pode emocionar aqueles que buscam somente o riso".[13] O portal Vírgula, do UOL, concedeu duas de cinco estrelas, dizendo que "algumas piadas de mau gosto e clichês de comédias românticas podem sobreviver quando o que se tem para contar possui força para carregá-los."[14]

Marcelo Hessel do Omelete deu 1 de 5 estrelas ao filme, e relatou que Cilada.com vai do humor de constrangimento, aos clichês mais batidos do gênero, passando pelo be-a-bá da fofura indie. O ápice das "sacadas" recicla o clipe de "Subterranean Homesick Blues". O crítico também escreveu que o filme "passaria sem grandes traumas se o problema fosse só o déjà vu [...] o que pega, de verdade, no filme não é a tendência americanófila do comediante de stand up, mas o seu umbiguismo".[15]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Sendo a principal estreia da semana em 378 salas,[16] Cilada.com se posicionou em primeiro lugar na lista dos melhores lançamentos em 2011, levando um público recorde de 440.978 espectadores aos cinemas, com uma receita semanal de 4.895.478 de reais.[2] Em sua segunda semana, com apenas oito dias em cartaz, o filme levou mais de 1 milhão de espectadores, arrecadando um total de 11.803.299 reais.[2] Em suas nove semanas em cartaz o filme levou um total de 2.974.697 espectadores aos cinemas, obtendo uma receita total de 28 milhões de reais.[2]

Possível sequência[editar | editar código-fonte]

Antes do lançamento do filme, em uma entrevista, Bruno Mazzeo revelou seu interesse em realizar uma continuação do filme, relatando que caso existisse a possibilidade de um segundo filme, não seria "Cilada.com 2", e disse que o filme poderia ser realizado, mas o que faltava no momento era a história.[17] O filme veio a ser oficialmente confirmado somente em setembro de 2011, com o título Cilada de Férias, cujo lançamento estava programado para 5 de julho de 2013.[18]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cilada.com - Atividade das empresas». AdoroCinema. Consultado em 9 de junho de 2013 
  2. a b c d «Cilada.com - Bilheteria». ePipoca.com. Consultado em 9 de junho de 2013 
  3. a b Francisco Russo (7 de julho de 2011). «Entrevista - Cilada.com». AdoroCinema. Consultado em 9 de Junho de 2013 
  4. «PROGRAMA HUMORÍSTICO CILADA VAI VIRAR FILME». CineClick. 11 de junho de 2008. Consultado em 9 de junho de 2013 
  5. «Humorístico 'Cilada' vai virar filme». Terra Networks. 11 de julio de 2008. Consultado em 9 de junho de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. «Bruno Mazzeo começa filmagens de Cilada.com». Contigo!. 1 de outubro de 2010. Consultado em 9 de Junho de 2013 
  7. Francisco Russo (18 de outubro de 2010). «Começam as filmagens de Cilada.com». AdoroCinema. Consultado em 9 de Junho de 2013 
  8. «Filme de Bruno Mazzeo terá mais de 60 participações especiais». Folha de S. Paulo. 12 de outubro de 2010. Consultado em 9 de junho de 2013 
  9. «Elenco e famosos vão à pré-estreia do filme 'Cilada.com'». Terra Networks. 5 de Julho de 2011. Consultado em 9 de junho de 2013 
  10. «Sobre Cinema Livros & HQ TV & Animes Música Games Miscelânea Epic Room Aliados Contato Filme Cilada.com tem pré-estreia no Rio» 
  11. «Agenda de estreias - 08 julho 2011». AdoroCinema. Consultado em 9 de junho de 2013 
  12. {{citar web|título=Lançamentos em DVD e Blu-ray - 13 a 19 de fevereiro|url=http://omelete.uol.com.br/lancamentos-em-dvd-e-blu-ray/dvd-blu-ray/lancamentos-em-dvd-e-blu-ray-13-19-de-fevereiro/%7Cobra=[[Omelete (site)|Omelete]|acessodata=9 de junho de 2013|data=14 de fevereiro de 2012}}
  13. «Cilada.com - crítica do AdoroCinema». AdoroCinema. Consultado em 9 de junho de 2013 
  14. Virgula. Cilada.com, com Bruno Mazzeo e Fernanda Paes Leme (Portal UOL). Página visitada em 8 de outubro de 2012
  15. «Cilada.com - Crítica». [[Omelete (site)|]]. 7 de julho de 2011. Consultado em 9 de junho de 2013 
  16. «'Cilada.com' é a principal estreia no Brasil». 8 de julho de 2011. Consultado em 9 de junho de 2013 
  17. Francisco Russo (8 de julho de 2011). «Bruno Mazzeo confirma sequência de Cilada.com». AdoroCinema. Consultado em 9 de junho de 2013 
  18. «EXCLUSIVO: 'Cilada de Férias' - Anunciada a sequência de 'Cilada.com'». CinePop. 2 de setembro de 2011. Consultado em 9 de junho de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]