Credit Suisse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Credit Suisse
Credit Suisse Logo
Credit Suisse Zürich
Tipo Pública
Cotação SIX: CSGN, NYSE: CS
Indústria Serviços financeiros
Fundador(es) Alfred Escher
Sede Zurique, Suíça
Locais Mundo
Presidente Urs Rohner
Vice-presidente Tidjane Thiam CEO
Pessoas-chave Urs Rohner[1]
Empregados 47,170 (2016)[2]
Receita 5,2 bilhões CHF (2017)[3]
Faturamento 21,594 bilhões CHF (2016)[4]
Website oficial www.credit-suisse.com

Credit Suisse Group é um banco suíço de investimento e provedor de outros serviços financeiros sediado em Zurique, Suíça. O actual Presidente do Conselho de Administração é Urs Rohner.[5]

Historia[editar | editar código-fonte]

O Credit Suisse foi fundado por Alfred Escher[6] em 5 de julho de 1856 com o nome, em alemão, Schweizerische Kreditanstalt (SKA) (português: Instituição de Crédito Suíço) e está dividido em três áreas: Investment Banking, Private Banking e Asset Management. Serviços compartilhados, que incluem funções como TI, marketing e jurídico, estão acoplado às 3 grandes áreas.

Em 1942, abriu sua primeira agência fora da Suíça, em Nova Iorque. Em 1988, ganhou o controle do The Boston Group, estando por um bom tempo com o nome de Credit Suisse First Boston. Em 1993, o Credit Suisse Group comprou o Schweizerische Volksbank (Português: Banco Popular Suíço).

No ano de 1996, os dois bancos de varejo se unificaram e mudou-se o nome para apenas CREDIT SUISSE.

Em 2000, adquiriu o The Investment Bank Donaldson, Lufkin & Jenrette (DLJ) e, com isso, um portfólio de comércio eletrônico, incluindo DLJ Direct, que foi vendido mais tarde para o Bank of Montreal. Em 2009, o Credit Suisse foi premiado como "Bank of the Year" pela the International Financing Review.

Em março de 2016, o Credit Suisse anunciou um corte adicional de 800 milhões de francos suíços (US$ 821 milhões) em custos assim como planos de redução de seu banco de investimentos. Tudo isso fez parte de um projeto de reestruturação voltado para a revitalização de seus resultados.[7]

Em 2017, o banco criou o departamento Aconselhamento sobre Impacto e Finanças (IAF) para estimular investimentos socialmente responsáveis, no mais recente esforço de um grande banco para atender à crescente demanda pelos chamados investimentos de impacto.[8]

Credit Suisse no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1998, o Banco de Investimentos Garantia S.A. foi adquirido pelo Credit Suisse First Boston – um dos líderes entre os bancos de investimentos, estabelecido no Brasil desde 1990, com foco em operações de Investment Banking – e passou a ser denominado Banco de Investimentos Credit Suisse First Boston Garantia S.A. (CSFB). Em 16 de janeiro de 2006, as operações globais do Credit Suisse foram unificadas sob uma mesma marca, e a razão social do CSFB passou a ser Banco de Investimentos Credit Suisse (Brasil) S.A. Em dezembro de 2008, o Credit Suisse foi classificado pela Fitch Ratings com os mais altos ratings obtidos por instituições financeiras no Brasil: Curto Prazo: F1+ (bra); Longo Prazo: AAA (bra) e Suporte: 2.

Em 2012, o banco anunciou uma reestruturação interna, indicando José Olympio Pereira para assumir o cargo de CEO da instituição no país, no lugar de Antonio Quintella.[9][10]

Cronograma[editar | editar código-fonte]

  • 1856 – Fundação do Credit Suisse
  • 1905 – Primeira Agência em (Basileia)
  • 1940 – Primeira Agência fora da Suiça (Nova Iorque)
  • 1978 – Início da parceria com o The First Boston Corporation
  • 1988 – Detém o controle do The First Boston Corporation, no qual foi renomeado para CS First Boston
  • 1989 – CS Holding se torna membro do CS
  • 1990 – Aquisição do Bank Leu
  • 1993 – Aquisição do Schweizerische Volksbank
  • 1994 – Aliança estratégica com o Swiss Re
  • 1995 – Aliança estratégica com o Winterthur Group
  • 1996 – CS Holding se torna Credit Suisse Group; investment banking business renomeado para Credit Suisse First Boston (CSFB)
  • 1997 – Fusão com o Winterthur Group
  • 2000 – Aquisição do Donaldson, Lufkin & Jenrette (DLJ)
  • 2001 – Patrócionio na equipe de F1 Sauber Petronas Formula One Team
  • 2002 – Streamlining of the Group's organizational structure into two business units: Credit Suisse Financial Services and Credit Suisse First Boston
  • 2004 – Focando na estrutura organizacional do grupo em 3 áreas de negócios: Credit Suisse, Credit Suisse First Boston and Winterthur
  • 2006 – Credit Suisse inicia um reposicionamento de marca adotando o modelo "One Bank". Novamente reorganizado o Investment Bank do velho CSFB. A Afiliação com o The First Boston foi extinta
  • 2008 – Credit Suisse suspende um de seus traders em conexão com overvaluation de ativos por $2.85 bilhões.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Dados Urs Rohner (inglês)
  2. [1]
  3. [2]
  4. [3] (inglês)
  5. Urs Rohner, Credit Suisse recuperado 12 de julho 2011 (inglês)
  6. Credit Suisse: Escher: O fundador da Suica moderna (inglês)
  7. «Credit Suisse aumenta cortes de custos e empregos em banco de investimento». Folha de S.Paulo 
  8. «Credit Suisse cria unidade para investimentos responsáveis | EXAME». exame.abril.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2017 
  9. «Credit Suisse faz reorganização no alto escalão do banco no Brasil». Valor Econômico 
  10. «Credit Suisse reestrutura comando no Brasil | EXAME». exame.abril.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]