Dia Internacional do Homem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dia Internacional do Homem!
Nome oficial International Men's Day
Seguido por Trinidad e Tobago, Jamaica, Austrália, Índia, Itália, Estados Unidos, Nova Zelândia, Moldávia, Haiti, São Cristóvão e Nevis, Portugal, Singapura, Malta, África do Sul, Gana, Botswana, Angola, Zimbabwe, Croácia, Uganda, Chile, Hungria, Irlanda, Peru, Canadá, China, Vietnã, Paquistão, Dinamarca, Suécia, Noruega, Guiana, Holanda, Bélgica, Geórgia, Argentina, México, Alemanha, Áustria, Finlândia, Espanha, França e Reino Unido.
Tipo Internacional
Data 19 de novembro
Observações Dia para a conscientização da saúde masculina

O Dia Internacional do Homem é um evento celebrado em 19 de Novembro de cada ano. As comemorações foram iniciadas em 1999 pelo Dr. Jerome Teelucksingh em Trinidad e Tobago, apoiadas pela Organização das Nações Unidas (ONU)[1], e vários grupos de defesa dos direitos masculinos da América do Norte, Europa, África e Ásia.

A diretora da Secretaria de Mulheres e Cultura de Paz da UNESCO, Ingeborg Breines, disse que a criação da data é "uma excelente ideia para equilibrar os gêneros".[1] Os objetivos principais do Dia do Homem é melhorar a saúde dos homens (especialmente dos mais jovens), melhorar a relação entre gêneros, promover a igualdade entre gêneros e destacar papéis positivos de homens. É uma ocasião em que homens se reúnem para celebrar suas conquistas e contribuições na comunidade, na famílias e no casamento, e na criação dos filhos.

A data é celebrada em mais de 70 países, incluindo Trinidad e Tobago, Jamaica, Austrália, Índia, Itália, Estados Unidos, Nova Zelândia, Brasil, Moldávia, Haiti, São Cristóvão e Nevis, Singapura, Malta, África do Sul, Gana, Botswana, Angola, Zimbabwe, Croácia, Uganda, Chile, Hungria, Irlanda, Peru, Canadá, China, Vietnã, Paquistão, Dinamarca, Suécia, Noruega, Guiana, Holanda, Bélgica, Geórgia, Argentina, México, Alemanha, Áustria, Finlândia, Espanha, França e Reino Unido.[2]

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Os objetivos celebrados nesta data estão definidos nos "Seis pilares do dia Internacional do Homem":

  • Promover papéis masculinos positivos, não apenas de estrelas do cinema, soldados ou esportes, mas de homens do dia-a-dia cujas vidas são decentes e honestas;
  • Comemorar as contribuições masculinas positivas para a sociedade, comunidade, família, casamento, guarda de crianças e meio ambiente;
  • Focar na saúde e bem-estar do homem: social, emocional, físico e espiritual;
  • Destacar a discriminação contra os homens e meninos; nas áreas de serviços sociais, nas atitudes e expectativas sociais, e no direito;
  • Melhorar as relações entre os gêneros e promover a igualdade de gêneros
  • Criar um mundo mais seguro e melhor, onde as pessoas possam se sentir seguras e crescer para alcançar seu pleno potencial

Os pioneiros da implantação desta data lembram que não há intenção de competir com o Dia Internacional da Mulher, mas o verdadeiro propósito é destacar as experiências masculinas.

O Dia Internacional do Homem é celebrado com seminários públicos, atividades escolares, programas de rádio e televisão, passeatas e marchas pacíficas, debates e mostras de arte. Cada ano a celebração foca um tema diferente como, por exemplo, Ano da Saúde Masculina (2002) e Ano do Perdão e da Cura (2007).

Dia Internacional do Homem no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, em 1992, foi escolhida a data de 15 de julho para se comemorar o Dia do Homem por iniciativa da Ordem Nacional dos Escritores. Segundo Edson Marques a escolha de tal dia foi uma brincadeira com a data de aniversário da mãe de um dos membros presentes a um jantar da Ordem em São Paulo, no qual estavam presentes a escritora Mariazinha Congílio, o maestro Mário Albanese, o jornalista João Marcos Cicarelli, além do próprio escritor Edson Marques. A partir de 1993 a Tertúlia Pensão Jundiaí, uma espécie de academia informal de escritores criada por Mariazinha, passou a celebrar o dia do homem, escolhendo uma personalidade a ser agraciada com o Troféu Moringa. O jantar e a entrega do prêmio são realizados no dia 20 de julho, data em que o primeiro homem pisou na lua[3].

Embora não seja uma data oficial e seja uma data pouco conhecida e divulgada, o dia 15 de julho passou a ser citado como tendo um significado similar ao 19 de dezembro e é lembrado em reportagens [4][5], além de inserido como efeméride em calendários[6].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b "UNESCO comes out in Support of Men's Day", artigo no Trinidad Guardian, em 21 de novembro de 2001
  2. «Site oficial - Portugul DIH». International-mens-day.com  [ligação inativa]
  3. «Edição Digital - Folha de S.Paulo - Pg GR46». Edição Digital - Folha de S.Paulo. Consultado em 19 de março de 2018 
  4. rondoniagora.com. «15 de julho Dia Nacional do Homem – Podem acreditar». Rondoniagora.com 
  5. «Dia Internacional do Homem 'passa batido' entre mulheres manauenses». Amazonas. 15 de julho de 2012 
  6. «15 de Julho – Dia do Homem - Brasil Escola». Brasil Escola. Consultado em 19 de março de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre datas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.