Ducado de Neopatria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Duque de Neopatria)
Ir para: navegação, pesquisa



Ducado de Neopatria
Ducado de Neopatria

Ducado

Blank.png
1319 – 1390 Flag of Florence.svg

Brasão de Neopatria

Brasão

Localização de Neopatria
Continente Europa
Região Balcãs
Capital Neopatras
Língua oficial Grego
Religião Igreja Ortodoxa
Governo Não especificado
Período histórico Idade Média
 • 1319 Fundação
 • 1390 Dissolução

O Ducado de Neopatria ou Neopatras (em catalão: Ducat de Neopàtria; em grego: Δουκάτο Νέων Πατρών; transl.: Doukáto Néon Patró̱n), foi um estado cruzado fundado na região da Grécia após o saque de Constantinopla pela Quarta Cruzada em 1204. Ele se localizava na Grécia Central e se estendia à volta da cidade de Neai Patrai (Νέαι Πάτραι - atual Ipati), no vale do Esperqueu, a oeste de Lâmia.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1318-1319, os almogávares da Companhia Catalã, tendo conquistado a maior parte do território do Ducado de Atenas, avançaram sobre o Despotado de Épiro, no sul da Tessália, liderados por Alfonso Frederico, o infante do Reino da Sicília. Os novos territórios foram consolidados num recém-criado ducado e unidos com o Ducado de Atenas como novas possessões da Coroa de Aragão. Este ducado foi dividido nas capitanias de Siderocastro, Neopatria e Salona (atual Anfissa).

Parte das possessões do ducado na Tessália foram conquistadas posteriormente pelo rei da Sérvia Estêvão Duchan em 1337. Em 1377, o título de duque de Neopatria foi incorporado por Pedro IV de Aragão, que o preservou entre os títulos subsidiários de seus sucessores e ainda é parte do título completo dos reis da Espanha.

Os ataques do Império Bizantino progressivamente diminuíram o território do ducado até que ele finalmente caiu nas mãos da República de Florença em 1390.

Eclesiasticamente, Neopatria corresponde em grande medida à "Arquidiocese de Neopatras" (L'Arquebisbat de la pàtria), que tinha uma diocese sufragânea: Zeitúnio (Zeitounion, atual Lâmia). Entre os arcebispos catalães estava Ferrer d'Abella, que tentou ser transferido para uma sé episcopal na Europa Ocidental.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Setton, Kenneth M. Catalan Domination of Athens 1311–1380. Revised edition. London: Variorum, 1975.