Senhorio de Salona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa



Senhorio de Salona
Condado de Salona

Senhorio vassaloAté 1318
CondadoDepois de 1318

Simple Labarum.svg
1205–1210
1212–1394
1404–1410
Fictitious Ottoman flag 2.svg
Localização de Salona
Região dos Bálcãs em 1265. Salona está situada nos territórios do Ducado de Atenas.
Salona
Localização de Salona
Continente Europa
Região Bálcãs
Capital Salona (La Sole)
Língua oficial grego
Religião Catolicismo Romano (oficial)
Ortodoxa (popular)
Governo Principado feudal
Senhor e, depois de 1318, Conde
 • 1205-1210 Tomás I de Autremencorte (primeiro senhor)
 • 1318-1338 Afonso Frederico (primeiro conde)
Período histórico Idade Média
 • 1205 Fundação
 • 1410 Dissolução

O Senhorio de Salona, conhecido depois de 1318 como Condado de Salona, foi um estado cruzado fundado após o saque de Constantinopla pela Quarta Cruzada (1204) na Grécia Central. Seu território se estendia pelas redondezas da cidade de Salona (atual Anfissa) e conhecida em francês por La Sole).

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro senhor de Salona, Tomás I de Autremencorte (ou de Estromoncorte), foi nomeado por Bonifácio de Monferrato, o rei de Tessalônica, em 1205. Após a queda do reino perante as forças do Despotado de Epiro e após uma breve ocupação entre 1210-1212, Salona se tornou um estado vassalo do Principado de Acaia. Contudo, a região passou a sofrer uma crescente dependência do Ducado de Atenas.

Em 1318, o Senhorio de Salona foi conquistado pela Companhia Catalã, liderada pela família Frederico, que reivindicaram para si o título de "Condes de Salona". Entre os dezoito vassalos catalães na região entre 1380-1381, o Conde de Salona é o de maior posto, seguindo pelo conde albanês Demétrio e pelo marquês de Bodonitsa.[1] Por conta da impopularidade da condessa-mãe Helena Asanina Cantacuzena em 1394, a cidade abriu seus portões para o sultão otomano Bajazeto I. Em 1402, Salona esteve, por um breve espaço de tempo, nas mãos do Despotado da Moreia, cujo déspota, Teodoro I Paleólogo, vendeu-a para os Cavaleiros Hospitalários em 1404.

O estado de Salona deixou finalmente de existir em 1410 quando foi conquistado pelo Império Otomano.

Governantes[editar | editar código-fonte]

Família de Autremencorte/de Estromoncorte[editar | editar código-fonte]

Domínio catalão[editar | editar código-fonte]

Domínio Navarro[editar | editar código-fonte]

Declínio[editar | editar código-fonte]

A partir de 1394, seguiram-se várias conquistas pelas potências da região:

  • Primeira conquista otomana (1394 – ca. 1402/1403)
  • Conquista bizantina e do Despotado da Moreia (1402/1403–1404)
  • Compra pelos Cavaleiros Hospitalários (1404–1410)
  • Segunda conquista otomana (1410)

Referências

  1. Setton, Kenneth Meyer (1975). Athens in the Middle Ages. [S.l.]: Variorum Reprints. p. 246. ISBN 9780902089846. Consultado em 14 de outubro de 2012 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]