Elizabeth Hintemann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Liz Hintemann
vice-campeã mundial infantojuvenil
Voleibol
Nome completo Elizabeth Hintemann
Apelido Liz
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 6 de julho de 1984 (34 anos)
Curitiba, PR
Nacionalidade brasileira&alemã
Compleição Peso: 77 kg Altura: 1,86 m
Medalhas
Competidora do Bandeira do Brasil Brasil
Campeonato Mundial Infantojuvenil
Prata Pula 2001 Equipe
Campeonato Sul-Americano Infantojuvenil
Ouro Valencia 2000 Equipe

Elizabeth Hintemann(Curitiba, 6 de julho de 1984) é uma voleibolista indoor germano-brasileira que atuou na posição de Central, posteriormente migrou para as funções de Ponteira e Oposto, com marca de alcance de 304 cm no ataque e 299 cm no bloqueio, que servindo a categoria infantojuvenil da Seleção Brasileira conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de 2000 na Venezuela e foi medalhista de prata na edição do Campeonato Mundial de 2001 na Croácia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A trajetória no voleibol de quadra (indoor) de Liz deu-se nas categorias de base do Clube Curitibano[1].Na sequência migrou para Florianópolis onde passou atuar nas categorias de base do Clube Doze de Agosto, época que foi convocada pelo ´técnico Waldson Lima para a categoria infantojuvenil da Seleção Brasileira, na posição de Central, ao disputar a edição do Campeonato Sul-Americano de 2000 em Valencia, Venezuela, na qual conquistou a medalha de ouro e qualificação para o mundial da categoria[2], continuou no ano seguinte neste elenco integrando a equipe na excursão pela Argentina[3] em preparação para o Campeonato Mundial Infantojuvenil de 2001 em Pula, Croácia, competição na qual participou[4]vestindo a camisa #7[5], conquistando a medalha de prata[6].

Ainda em 2001 transferiu-se para o BCN/Osasco onde conquistou o tricampeonato paulista juvenil[7] e em 2002 fez parte do elenco profissional deste clube na edição do Campeonato Paulista, na época sob o comando do técnico Zé Roberto Guimarães[8] e conquistou seu primeiro título nesta competição[9], no mesmo ano conquistou o título dos Jogos Regionais[10].

Em 2003 jogou pelo BCN/Osasco no Campeonato Paulista[11] e conquistou o bicampeonato[12][13].No ano seguinte passou a representar a equipe do ECUS/Suzano e disputou o Campeonato Paulista de 2004[14] e disputou a edição dos Jogos Abertos do Interior de 2004 em Barretos[15].

Já em 2005 competiu pelo UMC/FLEX PÉ na edição do Campeonato Paulista[16] e conquistou mais um título dos Jogos Regionais de São Paulo, realizado na cidade de Caraguatatuba neste ano[17].

Teve passagem pelo Macaé Sports e posteriormente atuou fora do país pela primeira vez, sendo contratada pelo clube espanhol Cajasur/Córdoba na temporada 2005-06[18] e finalizou na décima quarta colocação da correspondente Superliga Espanhola A[19], época que por problemas familiares se afastou do clube[20]

Pela primeira vez atua no voleibol alemão TSV Bayer 04 Leverkusen[7][21]quando finalizou na oitava colocação na Liga A Alemã (Bundesliga)[22].Na jornada esportiva 2006-07 transferiu-se para o VC Wiesbaden[21]na posição de oposto[23]finalizou na primeira fase em terceiro lugar[24] e conquistou ao final dos playoffs o quarto lugar[25].

Na temporada seguinte jogou em 2007 pelo time turco do Galatasaray/Medical Park Bayan[26] em 2008 atuou no voleibol suíço pelo Zeiler Köniz conquistando o bronze na Liga A Suíça [27][28].

Também teve passagens pelo voleibol francês, a primeira vez foi na temporada 2008-09 pelo VNVB Nancy[7]na referente Liga A Francesa e encerrou na décima segunda colocação[29].

No período seguinte foi contratada pelo Istres OP[30] e finalizou na quarta posição na Liga A Francesa 2009-10[31], registrando 137 pontos de ataques, 5 de bloqueios e 13 de saques[32];disputou a edição da Challenge Cup de 2009-10, quando alcançaram o Playoff dos 16 times[33], mesmo feito obtido também na edição da Copa CEV 2009-10[34]

Retornou ao VNVB Nancy para as competições de 2010-11[7]época que já falava cinco idiomas[35], marcando 167 pontos de ataques, 10 de bloqueios e 7 aces[32] na Liga A Francesa 2010-11, na qual alcançou o sexto lugar[36]e foi a segunda maior pontuadora da fase regular[7].

Em 2011 retornou ao Brasil e atuou pelo LIVO/PMI/UNIMED Itatiba e conquistou o título dos 56ºJogos Regionais da 4ª Região Esportiva do Estado de São Paulo, ou seja, em Itatiba, categoria livre da primeira divisão[37][38].

Ainda na temporada 2011-12 foi contratada pelo Valeriano Allés Menorca Volei (Menorca) [39], mais uma vez atuando como oposto[40]conquistando a Copa da Tainha da Espanha de 2012[41]sagrando-se campeã da correspondente Superliga Espanhola A[42], competiu em mais uma edição da Challenge Cup em 2012, alcançando até a segunda fase[43][44] finalizando na trigésima terceira colocação[45].

Em 2012 foi contratada para atuar pelo Petrokimia Gresik, da Indonésia na Liga A Indonésia (BSI Proliga) 2012[46][47]e também em 2013 [48], e disputou a Liga A Indonésia (BSI Proliga) alcançando a terceira posição[49].

Foi repatriada na temporada de 2013-14 pelo Maranhão Vôlei/CEMAR[50], alcançou o vice-campeonato na Copa Brasília de 2013[51] e disputou a Superliga Brasileira A correspondente, mas a equipe terminou na última colocação, ou seja, décimo quarta posição[52],mesmo assim foi um dos destaques da campanha com 223 pontos[53].

Na temporada seguinte é contratada pelo Sesi-SP[53]versátil mas foi contratada para atuar como ponteira[54] sagrou-se vice-campeã da Copa São Paulo em 2014, onde chegou atuar como oposta[55] e disputou a Superliga Brasileira 2014-15[56], após ser vice-lider na fase de classificação, finalizou com o bronze[57].Em 2015 disputou Copa Banco do Brasil cuja finais ocorreu Cuiabá, conquistou o vice-campeonato nesta edição[58].

Voltou a jogar pelo clube alemão VC Wiesbaden na jornada esportiva 2015-16[21][23] e finalizou em quinto lugar na Challenge Cup 2016, após eliminação nas quartas de final[59][60]e também terminou na quinta posição na Liga A Alemã (Bundesliga)[61]época que jogou como oposto e não renovou para a temporada 2016-17 com o clube após uma lesão nas costas[62].Em 2017 voltou a atuar no vôlei brasileiro pela equipe do Abel/Havan/Brusque[63].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Atleta do Havan Brusque destaca "força" da equipe». Paraná Portal (em portugues). 22 de janeiro de 2017. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 31 de março de 2018 
  2. «Girls under-18 Volleyball XII South American Championship 2000 Valencia (VEN)- Winner Brazil». Todor66.com (em ingles). 2018. Consultado em 31 de março de 2018 
  3. «Seleção feminina infanto-juvenil faz excursão na Argentina». Portal Terra (em portugues). 8 de julho de 2001. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 31 de março de 2018 
  4. «Convocada seleção brasileira para Mundial infanto juvenil». Portal Terra (em portugues). 23 de fevereiro de 2001. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 31 de março de 2018 
  5. «2001 Girls' Youth World Championship - Best Scorers-Final Round stats». FIVB (em ingles). Consultado em 31 de março de 2018 
  6. «2001 Girls' Youth World Championship – Croatia 2001- Standings-Final Ranking». FIVB (em ingles). Consultado em 31 de março de 2018 
  7. a b c d e f g h i «Perfil Liz Hintemann». Agência Classe A (em portugues). 2014. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 30 de março de 2018 
  8. «Divisão Especial 2002- ASSOC. DESP. CLASS. BCN». FPV (em portugues). Consultado em 31 de março de 2018 
  9. a b «BCN/Osasco mantém invencibilidade na Superliga Feminina». UOL (em portugues). 15 de janeiro de 2002. Consultado em 31 de março de 2018 
  10. a b «VÔLEI-Equipe paulista dá o troco no Minas, que havia ganho a série final da Superliga feminina entre os times no ano passado-Osasco é campeão brasileiro pela 1ª vez». Folha de S.Paulo (em portugues). 25 de abril de 2003. Consultado em 31 de março de 2018 
  11. «Divisão Especial 2003- ASSOC. DESP. CLASS. BCN-BCN/Osasco». FPV (em portugues). Consultado em 31 de março de 2018 
  12. a b FPV. «BCN VENCE AÇÚCAR UNIÃO E É TRICAMPEÃO PAULISTA» (em portugues). 8 de novembro de 2003. Consultado em 31 de março de 2018 
  13. Mariana Lajolo. «BCN/Osasco conquista o Campeonato Paulista feminino de vôlei» (em portugues). 8 de novembro de 2003. Consultado em 31 de março de 2018 
  14. Renato Fabretti & João Pedro Nunes. «FINASA VENCE SUZANO E É LÍDER DO CAMPEONATO PAULISTA». ZDL Sports (em portugues). 8 de setembro de 2004. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 1 de abril de 2018 
  15. FPV. «FINASA/OSASCO PERDE DO ECUS/SUZANO E ESTÁ FORA DOS ABERTOS» (em portugues). 17 de setembro de 2004. Consultado em 31 de março de 2018 
  16. «Divisão Especial 2005- UMC/FLEX PÉ». FPV (em portugues). Consultado em 31 de março de 2018 
  17. a b «Vôlei: UMC/Flex Pé apresenta elenco». Universidade de Mogi das Cruzes (em portugues). 3 de agosto de 2005. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 1 de abril de 2018 
  18. Leandro Iglesias. «La central brasileña Elizabeth Hinteman abandona el CV Cajasur». Minuot90.com (em espanhol). 12 de fevereiro de 2006. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 13 de fevereiro de 2006 
  19. «SFV Palmarés-TEMPORADA 05/06». RFEVB (em espanhol). Consultado em 31 de março de 2018 
  20. «La granate Elizabeth Hintemann abandona Córdoba por problemas familiares». Diario Córdoba (em espanhol). 14 de fevereiro de 2006. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2006 
  21. a b c «Bayer-Volleyballdamen: Testspiele gegen Wiesbaden im Training». Leverkusen.com (em alemão). 29 de agosto de 2006. Consultado em 31 de março de 2018. Cópia arquivada em 1 de abril de 2018 
  22. «1.BUNDESLIGA FRAUEN-PLAYOFF-HALBFINALE-Saison 2005/06». Volleyball Bundesliga (em alemão). 2013. Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 4 de abril de 2018 
  23. a b Tobias Goldbrunner. «VC Wiesbaden holt Deutsch-Brasilianerin Liz Hintemann für Diagonalposition zurück». WIESBADENER KURIER (em alemão). 27 de julho de 2015. Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 4 de abril de 2018 
  24. «1.BUNDESLIGA FRAUEN-PLAYOFF-HALBFINALE-Saison 2006/07». Volleyball Bundesliga (em alemão). 2013. Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 4 de abril de 2018 
  25. a b «1. BUNDESLIGA FRAUEN - MEISTERRUNDE-Saison 2006/07». Volleyball Bundesliga (em alemão). 2013. Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 4 de abril de 2018 
  26. «Cengiz Tokgöz». FOTOMAÇ (em turco). 2007. Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 4 de abril de 2018 
  27. LesSports.info. «Volleyball-Volley Köniz (Féminine)-Volley Köniz:Titres, trophées et places d'honneur» (em frances). Consultado em 4 de abril de 2018 
  28. a b Volley Köniz. «History Volley Köniz- History NL Damen ab Saison-Págs.8-9» (PDF) (em alemão). Consultado em 4 de abril de 2018 
  29. «VOLLEYBALL- Match result-Journèe 2008/2009». Ligue Nationale de Volley (em frances). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  30. «Volley: deux renforts à l'IOP». La Provence (em frances). 16 de novembro de 2009. Consultado em 5 de abril de 2018 
  31. a b «VOLLEYBALL- Match result-Journèe 2009/2010». Ligue Nationale de Volley (em frances). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  32. a b «SANS CLUB-HINTEMANN Elizabeth». Ligue Nationale de Volley (em frances). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  33. «2009/2010 GM Capital Challenge Cup Women-16th Final- Match Details». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  34. «2009/10 CEV CUP-16th Final- Match Details». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  35. «Des volleyeuses internationales au collège». L'Est Républicain (em frances). 7 de abril de 2011. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  36. «VOLLEYBALL- Match result-Journèe 2010/2011». Ligue Nationale de Volley (em frances). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  37. «Voleibol Feminino é "CAMPEÃO" nos jogos regionais». NJ News (em portugues). 31 de julho de 2012. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  38. a b Camila Vaz. «Equipe de vôlei patrocinada pela Unimed Itatiba é campeã nos Jogos Regionais 2012». Unimed Itatiba (em portugues). 31 de julho de 2012. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  39. Dino Gelabert-Petrus. «Liz Hintemann, polivalencia para el campeón de Superliga». Menorca Deportes (em espanhol). 2 de agosto de 2011. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  40. Miguel Juan Urbano. «Hintemann planta al Valeriano a solo tres jornadas del play off». Menorca Deportes (em espanhol). 29 de março de 2012. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  41. a b {{citar web|url=http://www.rfevb.com/copa-de-sm-la-reina-palmares%7Ctítulo=Copa de SM La Reina - Palmarés-Año 2012|acessodata=5 de abril de 2018|língua=espanhol|autor=[[Real Federação Espanhola de Voleibol|RFEVB }}
  42. a b {{citar web|url=http://www.rfevb.com/sfv-palmares%7Ctítulo=SFV Palmarés-TEMPORADA 11/12|acessodata=5 de abril de 2018|língua=espanhol|autor=[[Real Federação Espanhola de Voleibol|RFEVB }}
  43. «2012 CEV Volleyball Challenge Cup – Women—2nd round-Match Details- 1st match». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  44. «2012 CEV Volleyball Challenge Cup – Women—2nd round-Match Details- 2nd match». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  45. «2012 CEV Volleyball Challenge Cup – Women-Competition Final Standing». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  46. Toni Bramantoro (ed.). «BSI Proliga-Petrokimia Datangkan Pebola Voli Ukraina». TRIBUNnews.com (em indonésio). 18 de abril de 2012. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  47. «Jakarta BNI 46 Buka Peluang ke Final Four». Juara.net (em indonésio). 14 de abril de 2012. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  48. «Elizabeth Hintermann Jalani Seleksi di Petrokimia Gresik». Berita Satu Plaza (em indonésio). 9 de janeiro de 2013. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  49. a b Ravianto (ed.). «Petrokimia Buru Pemain Kuba dan Serbia». TRIBUNnews.com (em indonésio). 9 de janeiro de 2013. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  50. Gabriel Fricke. «Belas e simpáticas, meninas do Maranhão encaram experiente Rio». GloboEsporte.com (em portugues). 19 de outubro de 2013. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  51. a b «Confiante, Maranhão Vôlei apresenta equipe para Superliga Feminina». GloboEsporte.com (em portugues). 25 de setembro de 2013. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  52. «Superliga Brasileira 2013/2014- Tabelas e Resultados - Classificação». CBV (em portugues). 2014. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  53. a b «Liz Hintemann é a nova contratada do Sesi-SP». Melhor do Vôlei (em portugues). 12 de maio de 2014. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  54. Ariett Gouveia. «Vôlei feminino do Sesi-SP aposta na força do grupo para buscar os títulos». Sesi (em portugues). 23 de julho de 2014. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  55. a b c FPV. «Sesi-SP perde para Pinheiros e fica com o vice da Copa São Paulo 2014» (em portugues). 27 de agosto de 2014. Consultado em 5 de abril de 2018 
  56. CBV. «Superliga 2014/2015- Equipes-Sesi-SP-# 11 – Elizabeth Hintemann (Liz)» (em portugues). Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  57. a b «Superliga 2014/2015-CLASSIFICAÇÃO GERAL - FASE CLASSIFICATÓRIA (P4)». CBV (em portugues). Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 28 de maio de 2017 
  58. a b FPV. «Copa Banco do Brasil Feminina: em final paulista, Pinheiros bate Sesi-SP e fica com o título» (em portugues). 18 de janeiro de 2015. Consultado em 5 de abril de 2018 
  59. «2016 CEV Volleyball Challenge Cup – Women-4th Final- Match Details». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  60. «2016 CEV Volleyball Challenge Cup – Women-Competition Final Standing». CEV (em ingles). 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  61. «1.BUNDESLIGA FRAUEN-PLAYOFF-HALBFINALE-Saison 2015/16». Volleyball Bundesliga (em alemão). 2013. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  62. Tobias Goldbrunner. «VC Wiesbaden:Liz Hintemann geht, Annalena Mach verlängert». Wiesbadener Kurier (em alemão). 19 de abril de 2016. Consultado em 5 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  63. Bárbara Sales. «Com ritmo forte, Abel se prepara para a estreia na Superliga B». O Município.com (em portugues). 13 de janeiro de 2017. Consultado em 5 de abril de 2018