Embaixadores do Ritmo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Embaixadores do Ritmo
Fundação 11 de fevereiro de 1950 (68 anos)[1]
Cores

Vermelho

Branco

[2]

Símbolo Cartola com luvas, uma bengala brancas e dois ursos polares[3][4]
Bairro Bom Jesus
Presidente Briane Giró[5]
Carnavalesco Alexandre Silva (Kiko)[5]
Intérprete oficial Cezinha[5]
Diretor de carnaval Gustavo Giró[6]
Diretor de bateria Joubert[5]
Mestre-sala e porta-bandeira Gustavo Tiriri e Simone Ribeiro[5]
Desfile de 2018
Enredo Samba... Agoniza, Mas Não Morre!
www.embaixadoresdoritmo.com.br

Entidade Cultural Beneficente e Carnavalesca Embaixadores do Ritmo é uma escola de samba de Porto Alegre.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Embaixadores do Ritmo foi fundada em 11 de fevereiro de 1950. Um de seus fundadores foi João Luiz Foques responsável pela introdução do tamborim no carnaval de Porto Alegre. Embora seja uma das mais antigas escolas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, jamais venceu o desfile principal. Uma das principais figuras da Embaixadores é seu presidente Adolfo Giró que foi porta-estandarte da escola de 1953 até 1959.[7] No segundo semestre de 2009 a entidade anunciou mudanças em seu símbolo e cores. O tradicional bordô foi trocado pelo vermelho, a explicação foi a dificuldade de encontrar a quantidade necessária de tecido na cor antiga para confecção de fantasias; já ao símbolo da escola foram adicionados dois ursos polares.[8]

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Adolfo Giró 1950 - 2011 [9][10]
Gustavo Giró 2012 - 2014 [11][12]
Briane Giró 2014-atualidade [13][6]

Presidentes de honra[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Adolfo Giró 2012 - atualidade [14]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014-2016 Gustavo Giró Joubert [12][4][6]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014-2016

2017-2018

Robson e Nathiely

Gustavo Tiriri e Simone Ribeiro

[12][4][6]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Embaixadores do Ritmo
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1962 Bumba meu boi.
1981 A grande festa. Cláudio Barulho [15]
1982 II O sonho do sambista. Cleá Ramos [16]
1983 Café, uma riqueza mulata.
1984 Vice-campeã II O alegre mundo dos pássaros.
1985 Campeã II Gosto de gostar de quem gosta de samba. Flavinho [17]
1986 7º lugar II Theatro São Pedro.
1987 3º lugar II Super escolas de samba.
1988 5° lugar II Carrossel das ilusões, homenagem a Alberto Egger. Luis Carlos (Empada) [18]
1989 5º lugar II Apoteose do samba sob um toque de princesa.
1990 7º lugar 1B Ontem, hoje, 40 anos de história. Lídia Richinitti [1]
1991 4º lugar 1B Drummond tinha razão: E agora José? Alvino Machado [1]
1992 5º lugar 1B Circo Brasil, o país dos enganados. Kleber Giró Gilson [1][19]
1993 8º lugar 1B Olha aí, é o meu guri. José Marciano [1]
1994 8º lugar 1B Na natureza, um mundo de amor à vida. [1]
1995 8º lugar 1B No carnaval, tristeza não tem lugar. Daniel Borges [1]
1996 6º lugar Intermediário-A Voluntários da Pátria, a popular "Volunta". Sérgio Pinto [1]
1997 6º lugar Intermediário-A Do Reino de Ifé, a dádiva da criação do mundo. Jonatas Rosa [1]
1998 5º lugar Intermediário-A Sons e lamentos na ópera dos tambores. César Torres Cláudio Barulho [1][20]
1999 Vice-campeã Intermediário-A Da Semana de Arte Moderna, Embaixadores do Ritmo traz Mário de Andrade. Cida Blanco [1]
2000 4º lugar Intermediário-A Sou Embaixadores e tenho 500 anos de Brasil. Cleber Giró Rudi [21][22]

[23]

2001 6º lugar Intermediário-A Do Leme ao Pontal, Embaixadores canta Tim Maia. Flavinho Junior [24][25]
2002 7º lugar Intermediário-A Tô de olho no feriado. Dodi Miguel [26]
2003 3º lugar Intermediário-B Sara Kali, Sara cigana. Sara deusa do universo. Farelo [27]
2004 Vice-campeã B 171, Todo cuidado é pouco. Farelo [28][29]
2005 3º lugar B O Guaíba vive apesar de você! Farelo [30][31]
2006 Vice-campeã B Da Semente à mesa o torrado que deu certo. Um café por favor! Farelo [32][33]
2007 13º lugar Especial Porto Alegre é demais! Farelo [34][35]
2008 11º lugar Especial De guarda pó e giz, a Embaixadores dá aula na avenida. Farelo [32][36]
2009 11º lugar Especial A felicidade na taça. Girózinho Farelo [37][32][38]
2010 4º lugar Especial Comemorar e Celebrar, Embaixadores Exalta seu Pavilhão e Festeja 60 Anos de Avenida Alecsandro Silva (Kiko) e Luiz Fernando Reis Paulinho Mocidade e Farelo [2]
2011 8º lugar Especial A música, a mística, a fé, a lenda — Salve Jorge. Alecsandro Silva (Kiko) Paulinho Mocidade e Farelo [39][40][41]
2012 9º lugar Especial O Que os Olhos Não Veem, o Coração Não Sente Alecsandro Silva (Kiko) Paulinho Mocidade e Farelo [42][43][44][45]
2013 8º lugar Especial Não Me Perguntes Onde Fica o Alegrete Luciano Braga Farelo [46][47]
2014 6º lugar Especial O passeio da Maria da Fumaça pela Serra Gaúcha. "No Apito da Maria e no Cheiro da Fumaça!" Alecsandro Silva (Kiko) Farelo [12][48][49][50]
2015 Vice-campeã Especial Sustentabilidade: Alerta Geral! A Importância dos Quatro Elementos para a Vida Humana!

Compositores: Vinicius Maroni, Vinicius Brito, Saimon, Arilson Trindade, Rafael Tubino e Tom Astral.

Alecsandro Silva (Kiko) Farelo [51][4][52]
2016 7º lugar Especial Pintando os sonhos na passarela Alecsandro Silva (Kiko) Farelo [6][53]
2017 5º lugar Série Ouro Embaixadores Homenageia o Centenário do Samba Alecsandro Silva (Kiko) Césinha [5][54]
Desfile cancelado em 2018.[55][56]
2019 Série Ouro Samba... Agoniza, Mas Não Morre! Alecsandro Silva (Kiko) Césinha [57]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeã do Grupo-II: 1985[2]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro
  • 2010: Alegorias e adereços, ala.[58]
  • 2011: Ala e 1ª porta-estandarte.[59]
  • 2012: Melhor ala.[60]
  • 2014: Fantasia e ala das baianas.[61]
  • 2015: Melhor ala e melhor ala das baianas.[62]
  • 2016: Melhor ala e alegorias.[63]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l Maia, Sandra (2000). Escolas de Samba e Tribos do Carnaval de Porto Alegre (PDF). Porto Alegre: Prefeitura de Porto Alegre. p. 156. Consultado em 20 de setembro de 2008. 
  2. a b c «Embaixadores comemora 60 anos de avenida». Prefeitura de Porto Alegre. 5 de fevereiro de 2010. Consultado em 5 de fevereiro de 2010. 
  3. «Embaixadores do Ritmo exalta 'quem faz do samba um canto de fé'». G1. 14 de janeiro de 2012. Consultado em 14 de janeiro de 2012. 
  4. a b c d Renato Dornelles (20 de janeiro de 2015). «Embaixadores faz alerta». Porto Alegre: Grupo RBS. Diário Gaúcho (em Língua portuguesa). 15 (4595). 4 páginas. Consultado em 20 de janeiro de 2015. 
  5. a b c d e f «Encarte - Carnaval 2017». Porto Alegre: Grupo RBS. Diário Gaúcho (em Língua portuguesa). 17 (5247): 2 e 3. 24 de março de 2017 
  6. a b c d e «Segunda colocada em 2015, Embaixadores vai cantar o sonho de conquistar o título». Porto Alegre: Grupo RBS. Diário Gaúcho (em Língua portuguesa). 16 (4906). 4 páginas. 20 de janeiro de 2016. Consultado em 20 de janeiro de 2016. 
  7. «Perfil do Grupo B». Correio do Povo. 6 de fevereiro de 2005. Consultado em 29 de março de 2009. 
  8. «Tema enredo Carnaval 2010». Site da escola. Consultado em 9 de agosto de 2009. 
  9. «Escolas do Grupo Especial 2011». ClicRBS. Consultado em 5 de janeiro de 2011. 
  10. Sidney Kwecho. «Embaixadores do Ritmo apresenta seu Samba Enredo». leouve.com.br. Consultado em 9 de setembro de 2014. 
  11. «Embaixadores do Ritmo». Diário Gaúcho. Consultado em 13 de janeiro de 2014. 
  12. a b c d «Embaixadores sobe a Serra». Porto Alegre. Diário Gaúcho. 14 (4313). 4 páginas. 22 e 23 de fevereiro de 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda);
  13. Embaixadores - Carnaval 2015
  14. Cláudio Isaías (17 de fevereiro de 2012). «Embaixadores do Ritmo». Jornal do Comércio/Diário Gaúcho. Consultado em 9 de setembro de 2014. 
  15. «LP 1981». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  16. «LP 1982». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  17. «LP 1985». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  18. «LP 1988». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  19. «LP 1992». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  20. «CARNAVAL 98». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 14 de janeiro de 2016. 
  21. «Carnaval 2000 - Embaixadores do Ritmo». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 3 de abril de 2011.. Cópia arquivada em 18 de fevereiro de 2003 
  22. «Escolas». Correio do Povo. 6 de março de 2000. Consultado em 29 de março de 2009. 
  23. «CARNAVAL 2000». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 19 de janeiro de 2016. 
  24. «Brilho e minúcias enfeitam a avenida». Correio do Povo. 4 de fevereiro de 2001. Consultado em 29 de março de 2009. 
  25. «CD 2001». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  26. «Sambistas falam de cores e feriados». Correio do Povo. 13 de fevereiro de 2002. Consultado em 29 de março de 2009. 
  27. «Escolas». Correio do Povo. 2 de março de 2003. Consultado em 29 de março de 2009. 
  28. «Beleza das alegorias é o diferencial das escolas». Correio do Povo. 2 de fevereiro de 2004. Consultado em 29 de março de 2009. 
  29. «CD 2004». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  30. «Enredos variados marcam o domingo em Porto Alegre». Correio do Povo. 6 de fevereiro de 2005. Consultado em 29 de março de 2009. 
  31. «Esquenta o Carnaval no Complexo Cultural do Porto Seco». 7 de fevereiro de 2005. Consultado em 3 de abril de 2011.. Cópia arquivada em 2005 
  32. a b c «Histórico». embaixadoresdoritmo.com.br. Consultado em 29 de março de 2009. 
  33. «CD 2006». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  34. «Temas variados na última noite do Especial». Correio do Povo. 18 de fevereiro de 2007. Consultado em 29 de março de 2009. 
  35. «CD 2007». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  36. «CD 2007». Porto na Folia. Consultado em 31 de janeiro de 2016. 
  37. «Entidades Filiadas». AECPARS. 5 de novembro de 2008. Consultado em 2 de abril de 2011.. Cópia arquivada em 30 de janeiro de 2009 
  38. «Carnaval 2009 - EMBAIXADORES DO RITMO». ClicRBS. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 
  39. «De coadjuvante a candidata, Embaixadores do Ritmo busca seu espaço». Porto Alegre: Grupo RBS. Diário Gaúcho (em Língua portuguesa). 11 (3373). 4 páginas. 16 de fevereiro de 2011. Consultado em 16 de fevereiro de 2011. 
  40. «O que balançará o Porto Seco». Diário Gaúcho. 26 de novembro de 2010. Consultado em 27 de novembro de 2010. 
  41. «Escola Embaixadores do Ritmo celebra São Jorge». Prefeitura de Porto Alegre. 28 de fevereiro de 2011. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. 
  42. Denise Waskow (15 de fevereiro de 2012). «Para ver e sentir: Embaixadores do Ritmo». Porto Alegre: Grupo RBS. Diário Gaúcho (em Língua portuguesa). 12 (3685). 6 páginas. Consultado em 15 de fevereiro de 2012. 
  43. «Grupo Especial». AECPARS. Consultado em 26 de outubro de 2011. 
  44. Álvaro Luiz Oliveira Teixeira (16 de fevereiro de 2012). «Embaixadores canta O que os olhos não veem, o coração não sente». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 16 de fevereiro de 2012. 
  45. «Paulinho Mocidade». Sambario. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  46. Denise Waskow (17 de janeiro de 2013). «A tradição encontra o samba na Embaixadores do Ritmo». Diário Gaúcho: 8. Consultado em 17 de janeiro de 2013. 
  47. Freitas, Caetanno (21 de janeiro de 2013). «Embaixadores do Ritmo une samba ao tradicionalismo em Porto Alegre». G1. Consultado em 21 de janeiro de 2013. 
  48. «Os enredos do Carnaval 2014 de Porto Alegre». AECPARS. Consultado em 30 de novembro de 2013.. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2013 
  49. Daniel Bittencourt (4 de fevereiro de 2014). «Embaixadores do Ritmo homenageia Maria Fumaça e Serra no carnaval». G1. Consultado em 5 de fevereiro de 2014. 
  50. Caetanno Freitas (4 de março de 2014). «Por um décimo, Imperadores do Samba vencem em Porto Alegre». G1. Consultado em 4 de março de 2014. 
  51. «Embaixadores do Ritmo - Enredo: Sustentabilidade: Alerta Geral! A Importância dos Quatro Elementos Para a Vida Humana!». Samba Sul. Consultado em 8 de janeiro de 2015. 
  52. «Imperadores do Samba é campeã do carnaval de Porto Alegre». Correio do Povo. 17 de fevereiro de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2015. 
  53. «A grande campeã do carnaval 2016 é Imperatriz Dona Leopoldina». LIESPA. 8 de fevereiro de 2016. Consultado em 8 de fevereiro de 2016. 
  54. «Imperadores do Samba é a campeã do Carnaval de Porto Alegre». Correio do Povo. 27 de março de 2017. Consultado em 27 de março de 2017. 
  55. «Desfile de Carnaval é cancelado em Porto Alegre Correio do Povo». Correio do Povo. Consultado em 2 de abril de 2018. 
  56. «Carnaval de Porto Alegre é cancelado mais uma vez». GauchaZh. Consultado em 2 de abril de 2018. 
  57. «Os enredos para 2018». Camarote Cultural. 13 de novembro de 2017. Consultado em 30 de dezembro de 2017. 
  58. «AECPARS agradece a presença da comunidade carnavalesca na festa da entrega do Estandarte de Ouro 2010.». AECPARS. Consultado em 2 de maio de 2012. 
  59. Glaucio Guterres (9 de maio de 2011). «Conheça os vencedores do Estandarte de Ouro em Porto Alegre». Samba Sul. Consultado em 9 de maio de 2011. 
  60. «Estandarte de Ouro é entregue aos melhores do Carnaval de Porto Alegre». G1. 1 de maio de 2012. Consultado em 1 de maio de 2012. 
  61. Luciano Medina Martins e Vanessa Oppelt Conte (1 de maio de 2014). «Estandarte de Ouro reuniu 1,2 mil carnavalescos». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 1 de maio de 2014. 
  62. «Estandarte de Ouro premia melhores do carnaval em Porto Alegre». G1 RS. 18 de maio de 2015. Consultado em Estandarte de Ouro premia melhores do carnaval em Porto Alegre.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  63. «Estandarte de Ouro 2016, os vencedores». LIESPA. 11 de abril de 2016. Consultado em 11 de abril de 2016.. Cópia arquivada em 11 de abril de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.