Escrita japonesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Escrita japonesa
Heibon-pp.10-11.jpg
Tipo Alternativo
Línguas Língua japonesa
Período de tempo
Século IV AD
Sistemas-pais
Direção Varies
ISO 15924 Jpan, 413
Conjunto de carateres Unicode
U+4E00–U+9FBF Kanji
U+3040–U+309F Hiragana
U+30A0–U+30FF Katakana
Romance japonês usando 漢字仮名交じり文 (texto com ambos kanji e kana), ortografia mais geral do moderno japonês. Caracteres ruby também são usadas para palavras em kanji. Publicado em 1908.

A escrita japonesa moderna faz uso de três formas de escrita diferentes: o kanji que são ideogramas de origem chinesa e dois silabários japoneses conhecidos como hiragana e katakana.[1][2][3] Também são utilizados os algarismos arábicos e o alfabeto latino porém não tão frequentemente como as formas anteriores.

É possível representar a forma escrita da língua japonesa utilizando apenas caracteres do alfabeto latino num processo denominado romanização. Esta representação do japonês recebe a denominação Rōmaji e é utilizada principalmente pelos estrangeiros que desconhecem as três formas de escrita mais utilizadas no Japão ou pelos próprios japoneses para entrada de textos em japonês em computadores.[4]

A forma escrita do japonês pode ser completamente representada utilizando apenas os silabários hiragana e katakana juntamente com o rōmaji e grande parte das palavras também possui representação em kanji. O uso de uma forma ou outra segue sugestões de estilo, convenções e legibilidade. Quando espera-se que o leitor encontre dificuldade no entendimento dos ideogramas kanji utiliza-se um recurso denominado furigana.

A escrita japonesa pode utilizar duas direções diferentes. Uma delas é cópia da forma chinesa onde os caracteres são escritos em colunas do topo para o rodapé da página, sendo as colunas ordenadas da direita para a esquerda. Outra forma é a representação em linhas escritas da esquerda para a direita indo do topo para o rodapé das páginas como no ocidente.

Hiragana[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Hiragana

Hiragana é um dos silabários japoneses utilizados para se representar a forma escrita da língua japonesa. Utilizado principalmente em palavras que não possuem representação em ideogramas kanji ou se estes ideogramas tornarão a leitura demasiadamente difícil. Também é utilizado para representar as flexões em verbos e adjetivos bem como partículas gramaticais. Por exemplo, para escrever uma palavra trissílaba, utilizam-se três caracteres.

Katakana[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Katakana

Katakana é um dos silabários japoneses utilizados para se representar a forma escrita da língua japonesa. É utilizado principalmente para representar palavras estrangeiras ou de natureza científica. Também é utilizado para animais ou plantas para os quais não existam representações comuns em kanji e normalmente é usado para onomatopéias. Também possui o efeito de ênfase ao texto como na escrita em itálico.

Kanji[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Kanji

Kanji é um conjunto de ideogramas de origem chinesa assimilados pelos japoneses.[5] Cada caractere possui significado e pronúncia variáveis de acordo com o contexto no qual é aplicado. É utilizado para escrever nomes japoneses, substantivos e também representa os radicais de adjetivos e verbos.

Também podem ter seu significado e leitura variado se tiverem dois ou mais kanjis juntos.

Rōmaji[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rōmaji

O rōmaji é a forma de representar a forma escrita da língua japonesa através do alfabeto latino. É utilizado pelos japoneses para representar abreviaturas e palavras estrangeiras utilizadas dentro do contexto japonês. Também é utilizado em documentos, na mídia e em empresas cuja presença se estende para além do próprio Japão.

Referências

  1. de Moraes Rego, Claudia (2006). Traço, Letra, Escrita. Rio de Janeiro: 7Letras. p. 66. ISBN 85-7577-287-2 
  2. Rodrigues, Beatriz (11 de março de 2015). «Sistemas de escrita japonesa». Como Aprender Japonês. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  3. «Introdução a Escrita Japonesa». Aulas de Japonês. 2 de julho de 2014. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  4. みんなの日本語: 初級1翻訳・文法解説ポルトガル語版. 1. Tóquio: 3A Corporation. 2000. p. 4. ISBN 978-4-88319-154-3 
  5. «Terra - Infográficos». www.terra.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre o Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.