Expresso Brasileiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expresso Brasileiro
Logomarca Expresso Brasileiro.png
Razão social Expresso Brasileiro Viação Ltda
Indústria Transportes
Fundação outubro de 1941 (76 anos)
Fundador(es) Manoel Diegues
Sede São Paulo, Brasil
Área(s) servida(s)  Rio de Janeiro
 São Paulo
Proprietário(s) Grupo Águia Branca
Empregados 550
Produtos Transporte rodoviário de passageiros
Website oficial www.expressobrasileiro.com

A Expresso Brasileiro é uma empresa brasileira de transporte rodoviário de passageiros fundada na cidade de São Paulo no ano de 1941 pelo imigrante espanhol Manoel Diegues.[1]

Criada originalmente para fazer a ligação São Paulo/Santos, a Expresso Brasileiro estendeu gradualmente seus itinerários para outras regiões (sobretudo no Estado do Rio de Janeiro). Hoje a empresa atende além da capital paulista os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Osasco, Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Nova Iguaçu.

Ao ser fundada por Manoel Diegues, o mesmo passou por dificuldades financeiras e teve que vender a empresa para a Família Romano na década de 60. Em 2011 foi adquirida pelo Grupo Santa Cruz, entretanto foi vendida novamente para o grupo Grupo Águia Branca no ano de 2017.

História[editar | editar código-fonte]

A empresa foi fundada em outubro de 1941 pelo imigrante espanhol Manoel Diegues para fazer na época a ligação das cidades de São Paulo até Santos. Quase 10 anos depois, em 1º de agosto de 1951, a Expresso Brasileiro inaugura sua principal agência na Avenida Ipiranga, 885 no centro de São Paulo; o espaço se destacava por, além de vender passagens (não só de ônibus da empresa como também passagens de avião, passagens marítimas e ferroviárias) possuir lojas de doces, restaurante, bares, barbeiro, salão de cabeleireiro, banca de jornal e até mesmo uma sala de cinema onde se fazia exibições gratuitas.[2]

A viação ganhou uma boa infra-estrutura rapidamente, já realizando novas linhas como a São Paulo/Rio. Na década de 50, a Expresso Brasileiro consegue alcançar o status de maior empresa de ônibus da América Latina. Todavia, sua concorrência aumenta com o crescimento da Viação Cometa. Contudo, a empresa ganha mais destaque ao publicar sua própria revista Viajando, que era bimestral e possuía tiragem de 20 mil exemplares por edição.

Na década de 60, seu proprietário Manoel Diegues se vê numa grande dificuldade financeira e decidir vender a Expresso Brasileiro para o empresário Antonio Romano. A partir daí, a empresa começa a recuperar seu espaço no mercado rodoviário. [3]

Atuação no transporte urbano[editar | editar código-fonte]

Antiga identidade visual da Expresso Brasileiro.

A Expresso Brasileiro já atuou no transporte urbano de algumas cidades na grande São Paulo, em 1970 fundou na cidade de São Bernardo do Campo a Viação Riacho Grande para fazer linhas municipais e intermunicipais na região do ABC, na época e empresa foi pioneira no ABC para fazer trajetos de difícil acesso, em 1985 a Expresso Brasileiro vendeu a Riacho Grande ao empresário Renato Fernandes Soares. A Expresso Brasileiro já foi sócia da Viação Padroeira do Brasil, que atuava na região do ABC.[4]

Em setembro de 1998 a Expresso Brasileiro começou a atuar no transporte municipal da cidade de Guarulhos ao comprar de uma vez só as viações Tupã e Icaraí e com isso ela fundiu as duas empresas e formou a Viação Transguarulhense e que usava uma pintura parecida com a da Expresso Brasileiro,[5] em dezembro de 2003 a Expresso Brasileiro vendeu a Viação Transguarulhense ao Grupo Belarmino.[6]

Venda das linhas do litoral para a Viação Cometa[editar | editar código-fonte]

As linhas que ligavam as cidades de São Paulo, Guarulhos, Osasco, ABC Paulista, Mogi das Cruzes, Suzano e Vale do Paraíba para a Baixada Santista foram vendidas em 2009 para a Viação Cometa, do Grupo JCA, permanecendo apenas com as linhas que interligam os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Compra pelo Grupo Santa Cruz[editar | editar código-fonte]

A Família Romano foi proprietária da viação até 11 de novembro de 2011, quando o Grupo Santa Cruz adquiriu a empresa.[7] Após a compra, o Grupo Santa Cruz investiu R$ 18,9 milhões na renovação da frota (adquirindo novos ônibus da carroceria Marcopolo modelos Paradiso G7 1200, 1600 e 1800DD sob os chassis Scania K340 e K380) e também criou um nova pintura e identidade visual para a empresa.[8]

Compra pelo Grupo Águia Branca[editar | editar código-fonte]

No ano de 2017, a Expresso Brasileiro foi vendida para o Grupo Águia Branca. A empresa capixaba assumiu o controle no dia 1 de setembro de 2017, após a aprovação do CADE e da ANTT.[9]

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Opera 6 linhas que interligam as cidades de São Paulo, Osasco, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André no estado de São Paulo e Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Duque de Caxias no estado do Rio de Janeiro.

A empresa mantem garagens em São Paulo e Rio de Janeiro possuindo uma frota de aproximadamente 120 ônibus e emprega cerca de 550 pessoas.

Serviço oferecidos[editar | editar código-fonte]

  • EB Convencional: Ar condicionado com controle individual; Cinto de segurança retrátil; Sanitário; Wi-Fi - internet gratuita a bordo; tomadas para recarregar celular ou notebook.
  • EB Double: Veículo Low Driver - panorâmico; Wi-Fi - internet gratuita a bordo; Kit Lanche Exclusivo EB; Água mineral; Manta e travesseiro; Apoio para as pernas; Ar condicionado com controle individual; Cinto de segurança retrátil; Sanitário. 1ª CLASSE - Sistema de vídeo com monitor individual e fone de ouvido; Canais de filmes; Shows e músicas; Carregadores de bateria e tomadas individuais para notebook ou celular; Poltrona leito. CLASSE EXECUTIVA - Sistema de vídeo; Sistema de som individual com canais de música e fone de ouvido; Tomadas para recarregar celular ou notebook.
  • EB Leito: Veículo Double Decker - dois andares panorâmicos; Poltronas Leito-Cama - inclinação de 180° com área privativa; Wi-Fi - internet gratuita a bordo; Sistema de som individual - com canais de música e fone de ouvido; Carregadores de bateria e tomadas individuais para notebook ou celular; Kit Lanche Exclusivo EB; Água mineral; Manta e travesseiro; Apoio para as pernas; Ar condicionado com controle individual; Cinto de segurança retrátil; Sanitário.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.