Fifteen Minutes of Shame

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Fifteen Minutes of Shame"
12º episódio da 2ª temporada de Family Guy
Chris na tela com a substituta de Meg.
Informação geral
Escrito por Steve Callaghan
Direcção Scott Wood
Código de produção 2ACX08
Exibição original 25 de abril de 2000
Convidados

Adam West como ele mesmo

Cronologia
Último
Último
"A Picture Is Worth a 1,000 Bucks"
"Road to Rhode Island"
Próximo
Próximo
Family Guy (segunda temporada)
Lista de episódios de Family Guy

"Fifteen Minutes of Shame" (em português, "Quinze Minutos de Vergonha") é um episódio da segunda temporada da série animada da Fox Uma Família da Pesada. É o décimo nono episódio a ser exibido de todo o seriado. O título é uma paródia da popular paráfrase de citações famosas de Andy Warhol, em que ele afirma que todos possuem seus 15 minutos de fama.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Peter interpreta um mágico molusco em uma reencenação histórica de uma fundação de Quahog. A celebração é liderada pelo Prefeito Adam West, que faz sua primeira aparição na série. Meg fica envergonhada quando um vagalhão rouba a fantasia de seu pai, lavando-o com terra e deixando-o nu; a garota fica ainda mais envergonhada quando ele sai do carro em um posto de abastecimento ainda nu, e sem ter vergonha do modo como se encontra. Enquanto está pelado, Peter vê Kevin Swanson trabalhando e leva-o até o carro, apontando para filha, o que a deixa enfurecida. Meg decide fazer uma festa do pijama com suas amigas; Lois escuta-as quando elas estão jogando e decide entrar no jogo. A filha fica envergonhada, e percebe que Chris está escondido atrás do sofá, esperando que as garotas façam uma guerra de travesseiros nuas ou qualquer atividade erótica. A picada final ocorre quando Peter a envergonha novamente durante a festa, ao quebrar as escadas e ficar preso por sua cintura e estômago, fazendo com que uma atitude seja tomada. A menina consegue um convite para a família no talk show The Diane Simmons, onde pode discutir sobre a disfunção dos parentes. No entanto, logo após o fim da vergonha, eles ganham um reality show próprio, A Vida Real dos Griffins. Meg deixa a família e o programa.

Sua substituta é uma adolescente sex symbol, que toma toda a atenção da série. Eventualmente, toda a família é substituída. O elenco é composto por Tom Arnold como Peter, Fran Drescher como Lois, "o cara gordo de Boogie Nights - Prazer Sem Limites" (Philip Seymour Hoffman) como Chris e Mary-Kate e Ashley Olsen como Stewie e Brian. Por causa disso, os verdadeiros Griffins são forçados a viver em um motel até que o contrato do reality show expire.

Peter dá um sorvete para Meg, já que ela volta para a família, e termina o episódio escrevendo uma nota no diário em seu laptop, assim como Doogie Howser. Stewie muda a última frase de Meg, de "Eu não poderia estar mais feliz" para "Eu quero matar TODOS ELES".

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Steve Callaghan escreveu um episódio.

Em sua avaliação de 2009, Ahsan Haque da IGN classificou o episódio em 9.9/10, chamando-o de um "clássico instantâneo" e "um dos episódios mais divertidos e mais criativos construtivamente de Uma Família da Pesada".[1]

Referências

  1. Haque, Ahsan. Family Guy: "15 Minutes of Shame" Review IGN. Visitado em 01-12-2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
A Picture Is Worth a 1,000 Bucks
Family Guy (segunda temporada) Sucedido por:
Road to Rhode Island